Telefone: 011 3257-0763

Lesão da Pequena Liga no Cotovelo | Tudo Sobre Ombro

Lesão da Pequena Liga no Cotovelo

Lesão da Pequena Liga no Cotovelo

Dr. Joel Murachovsky      Especialista em Cirurgia de Ombro e Cotovelo

Contatos: 11-37391334      ou    11- 32554395

LESÃO DA PEQUENA LIGA NO COTOVELO Causas, Sintomas e Tratamento

O esporte competitivo vem crescendo e mesmo crianças estão cada vez mais competitivas. Isso faz com que essas crianças sejam cada vez mais exigidas em treinos e jogos e, como conseqüência, está havendo um aumento no numero de lesões nesses atletas.

O cotovelo é a região mais acometida nas crianças e adolescentes que jogam beisebol. Esses atletas reclamam de dor no cotovelo, mais precisamente no território do epicôndilo medial e, que está relacionada com o movimento de arremesso, além de perda de força de arremesso, provavelmente pela dor. Embora mais comum em arremessadores, atletas de outras posições podem apresentar tal condição, assim como atletas de outras modalidades esportivas, tais como: tênis, futebol americano ou rugby, handebol, entre outros.

A causa dessa lesão é  o “stress” causado  a zona de crescimento do epicôndilo medial, devido aos excessivos movimentos de arremessos, já que no momento da extensão do cotovelo ocorre a tração da fise de crescimento pelo ligamento colateral medial.

Ao serem examinadas essas crianças ou adolescentes, têm dor à palpação do epicôndilo medial, edema local e, as vezes, uma pequena limitação da extensão do cotovelo em 15o .

lesão da pequena liga do cotovelo

As radiografias simples de cotovelo são capazes de detectar tal alteração, demonstrando um alargamento da fise de crescimento, porém não é incomum nada ser observado. Além disso, são importantes para descartar outras anormalidades que poderiam estar acometendo esses cotovelos de atletas de arremesso. A ressonância Magnética pode ser solicitada e, mostra edema ósseo na região acometida.

O tratamento é baseado no repouso relativo do membro acometido, evitando-se os movimentos de arremesso, gelo, uso de anti-inflamatório e/ou analgésicos e fisioterapia. A fisioterapia é baseada  na eletroterapia para analgesia, alongamento progressivo e posterior fortalecimento do membro acometido. Quando o atleta esta sem dor, geralmente após 6 semanas, inicia-se um programa de retorno progressivo ao arremesso e, somente após o atleta seguir adequadamente esse programa é que ele estará liberado para retornar ao esporte

O tratamento cirúrgico é indicado apenas para os casos de avulsão do epicôndilo medial.

Por outro lado, é importante lembrar que a lesão da Pequena liga do cotovelo pode ser evitada. Respeitando-se o número de arremessos que uma criança ou adolescente podem realizar durante treinos e jogos, dias de descanso e, tipos de arremessos a serem evitados  diminuí muito o numero de atletas que desenvolverão tal alteração no cotovelo.

Joel Murachovsky

Dr. Joel Murachovsky é Ortopedista, especialista em cirurgia de Ombro e Cotovelo, com formação realizada no departamento de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de São Paulo. Contatos: 11 - 32570763 ou 11 - 37438251

0 Comments on “Lesão da Pequena Liga no Cotovelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *