Telefone: 011 3257-0763

Tudo sobre seu Ombro e seu Cotovelo - A Opinião do Especialista | Tudo Sobre Ombro

Tudo sobre seu Ombro e seu Cotovelo – A Opinião do Especialista

Tudo sobre seu Ombro e seu Cotovelo – A Opinião do Especialista

Seja bem vindo ao Blog do site Tudosobreombro.com!!!

A ideia de fazer um Blog foi permitir a criação um espaço de comunicação dinâmico  entre o Dr. Joel Murachovsky, especialista em Cirurgia de Ombro e Cotovelo, e internautas com dúvidas sobre suas lesões, mesmo após lerem sobre o assunto.!!!

Como Podem ver o Blog é subdividido em categorias para facilitar a navegação. Apenas clique na categoria e encontrará o assunto que está procurando

Boa Leitura!!!!

fratura luxação Ombro

fratura luxação Ombro

Joel Murachovsky

Dr. Joel Murachovsky é Ortopedista, especialista em cirurgia de Ombro e Cotovelo, com formação realizada no departamento de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de São Paulo. Contatos: 11 - 32570763 ou 11 - 37438251

142 Comments on “Tudo sobre seu Ombro e seu Cotovelo – A Opinião do Especialista

  • valter agosto 8, 2014 at 15:19

    rotura em toda a espessuras nas fibras distais anteriores do supraespinhoso medindo 1,0 cm em seu maior eixo,quantidade de liquidos da bursa,artrose acrômio-clavicular, de natureza contusional a 12 meses tratamento conservador não diminui minhas dores.mesmo optando pela cirúrgia devo ficar com algumas sequelas.muito obrigado por me responder as duvidas tenho 40 anos e sou eletricista.

      • Adeilton outubro 14, 2014 at 14:30

        Sou Enfermeiro do SAMU,há 5 meses em atendimento de PCR em transporte de vítima obesa, senti fortes dores em ombro D- RNM: Tendinopatiado supra espinhal,afilamento e alterações do seu sinal intrasubstancial sem SS evidentes de ruptura; Alt.degenerativa da art. acromioclavicular;Retificaçao e irreg. do aspecto posterolateral da cab.umeral;Discreta irregularidade e alt.de sinal da borda anterosuperior do labio glenoidal.

        demais sem alteraçoes ou derrames.

        no momento ainda sem tratamento

        grato

        • procure um especialista em ombro na sua região pois será necessario fisioterapia e acompanhamento, devido a esse afilamento do tendão…

      • Márcio - Major do Exército Brasileiro - 43 anos agosto 11, 2016 at 15:30

        Boa tarde Dr. Joel Murachovsky, há alguns anos recebi um diagnóstico de lesão no manguito rotador e, por orientação do meu ortopedista, não fiz a cirurgia, mas fui para a fisioterapia. A dor incômoda passou a ser minha companheira, principalmente após partidas de vólei de praia, atividade que amo praticar. Há 2 semanas, após algumas partidas sucessivas de vólei, sinto dores mais fortes. Gostaria de saber a opinião do sr sobre o meu caso.
        Segue o resultado da minha última ressonância magnética feita em novembro de 2014:
        RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DO OMBRO DIREITO
        Técnica de Exame
        Realizadas sequências TSE, com cortes multiplanares de 4 mm de espessura.
        Análise
        Articulação acromioclavicular congruente, com discreto edema / hipertrofia capsuloligamentar.
        Acrômio com superfície inferior plana, associado a discreta inclinação anteroinferior.
        Bursite subacromial / subdeltóidea.
        Tendinopatia do supraespinhal, com fissura intrassubstancial na porção justainsercional e anterior do supraespinhal, sem evidências de rotura transfixante.
        Demais estruturas musculotendíneas que compõem o manguito rotador com morfologia preservada.
        Ventres musculares tróficos.
        Tendão da cabeça longa do bíceps com morfologia habitual, normoposicionado no sulco intertubercular.
        Rotura de toda a porção superior do lábio da glenóide, dia anterior da posterior, com formação de pequenos cistos perilabrais junto à porção posterossuperior que medem em conjunto cerca de 1,7 cm em seu maior eixo craniocaudal.
        Não há derrame articular ou erosões condrais profundas no compartimento glenoumeral.
        Feixes neurovasculares sem alterações.
        Impressão Diagnóstica
        Discreto edema / hipertrofia capsuloligamentar na articulação acromioclavicular, que pode estar relacionado a sobrecarga mecânica.
        Bursite subacromial / subdeltóidea.
        Tendinopatia com fissura intrassubstancial do supraespinhal.
        Rotura de toda a porção superior do lábio da glenóide, dia anterior da posterior (SLAP).

        • o seu problema é a lesão labral superior.. precisa tratar isso …fisioterapia não resolve, devido as suas atividades…

  • Marcio Coelho agosto 29, 2014 at 14:36

    Sou engenheiro calculista dor de cotovelo constante diagnótico Epicondilite lateral, estou fazendo fisioterapia nao estou tendo resultado, falaram sobre uma cotoveleira que poderia amenizar as dores, gostaria de saber se é possivel e qual o Sr. indicaria. Medicamento para amenizar as dores.Qual tratamento mais eficaz.

    grato.

    • não indico cotoveleira… fisioterapia, gelo, mudanças de hábitos costumam resolver em até 3 meses… se não melhorar, deve-se pensar em cirurgia…

  • Lúcia setembro 14, 2014 at 17:48

    Dr. Joel

    Não sei quando começou, mas esse ano as dores se intensificaram fiz RM que deu o seguinte:
    Aspectos técnicos:Estudo realizadoatravés das técnicas Spin Echo e Fast Spin Echo, com imagens obtidas nos planos sagital e coronal ponderadas em DP e T2 com supressão de gordura, além de imagens axiais ponderadas em T2 com supressão de gordura.
    Achados:
    Heterogeneidadede sinal do tendão supraespinhal, compatível com tendinopatia, notando-se área de rotura transfixante em suass fibras mas anteriores, justainsercionais,medindo cerca de 0,7 cm e 1,1 cm nos eixos tendíneos longitudinal e anteroposterior.
    Heterogeneidade de sinal do tendão subescapular, compatível com tendinopatia, sem roturas bem definidas.
    Leve heterogeneidade de sinal do tendão infraespinhal, inferindo tendinopatia.
    Tendão redondo menor com espessura e sinal mantidos.
    Tendão de cabeça longa do bíceps ligeiramente medianizaado na sua porção extra-articularmais proximal, onde encontra-se espessado e com sinal heterogêneo, contactando a superfície óssea do tubérculo menor do úmero, onde nota-se edema ósseosubcortical.
    Leve distensão líquida da bursa subacromial-subdeltoideana.
    Irregularidadesnas margens articulares acrômio-claviculares com focos de edema e pequenos cistos subcondrais , associando-se esboços osteofitários marginais e espessamento capsulo sinovial.
    Acrômio do tipo II de Bigliani, sem inclinações patológicas.
    Articulação glenoumeral congruente, com superfícies condrais regulares.
    Mínima quantidade de líquido na articulação glenoumeral.
    Imagem linear na base do labro glenoidal anteroinferior, com insinuação de líquido, podendo representar tênue lesão. Associa-se ainda mínima imagem cística adjacente a esta porção do labro, medindo 0,5, podendo representar pequeno cisto paralabral.
    Imagem cística finamente septada anteriormente na transição miotendínea do subescapular, podendo representar porção da bursa subcaróide.
    Ventres muscalaares do manguito rotador tróficos.

    Fui a três especialistas em ombro. Todos indicaram cirurgia. Haveria esperança de cura com fisioterapia?
    Obrigada

  • maria lucilda alves da silva nunes dezembro 25, 2014 at 17:06

    ultrassonografia articular do ombro.exame compatível com:discreto espessamento das interfaces sinoviais da bursa subdeltoidea/subacromial.Articulação acrômio-clavicular levemente irregular.Redução do espaço acrõmio supra-espinhoso.isso é caso de cirurgia? uma raspagem no ombro,resolveria minha dor?att.

    • NÃO POSSO AFIRMAR NADA SEM TE EXAMINAR E VER SEUS EXAMES… AINDA MAIS ACREDITO QUE UMA RESSONANCIA DO SEU OMBRO SERIA IMPORTANTE… PROCURE FAZER O EXAME E PASSAR EM CONSULTA COM UM ESPECIALISTA EM OMBRO NA SUA REGIÃO

  • eliane wendling dezembro 30, 2014 at 01:16

    Ha 4 meses sinto dores no ombro esquerdo, não podendo virar o braço para traz nem abutoar uma roupa, nem sequer vestir uma calça. As vezes meu ombro estala. Coloco gelo diversas vezes ao dia. Estou tomando IBUPROFENO 600MG 2 VEZES AO DIA, nenhum alívio hoje tomei um DIPROSPAM, nada melhorou… Fis uma ressonância dia 06 de novembro de 2014.
    LAUDO
    Articulação acrômio-clavicular com alterações degenerativas, destacando-se leve edema nas extremidades ósseas, bem como componentes osteofitários associados a espessamento capsular, determinando compressão sobre a transiçao miotendinea do spra espinhal. Acromio tipo II de Bigliani. O tendão do supra-espinhal apresenta-se bastante espessado e com aumento do sinal/fissuras intrasubstanciais, sem sinais de lesões transfixiantes ou desinserções. Há também sinais de tendinopatia do subescapular e do infra-espinhal, sem routas francas. Destacamos ainda distenção liquida da bursa subscromial/subdeltoida, bem como moderado derrame articular gleno umeral. Tendão de cabeça longa do biceps topico, com espessura e intensidade de sinal preservaos. Labio glenoideo com aumento do sinal de aspecto degenerativo na sua porçao anterior. Planos musculares com trofismo adequado a faixa etaria (61 anos)
    IMPRESSAO
    ia do manguito rotador, notadamente do supra espinhal associado a bursite subacromial e derrame articular, osteorartrose acromio clavicular

    • entenda que não vi seus exames e nem te examinei e portanto seria imprudente dar uma opinião sobre seui caso, contudo acho importante tentar fisioterapia…

      • Paulo Silva janeiro 15, 2015 at 21:04

        Cirurgia Ruptura Manguito Rotator Esquerdo
        Ressecção Parcial ou Total de Clavicula – Tratamento Cirurgico Esquerdo
        Artroscopia Para Diagnóstico

        Forte Dor no ombro esquerdo como se estivesse
        com algo enfiado bem no centro do ombro, com fisgadas
        bem forte e a dor atinge a musculatura que sobe para
        a coluna cervical, como se fosse um torcicolo,
        Trabalho em linha de produção e as dores apareciam
        após 2 ou 3 horas de trabalho, Mas agora tem sido constante,
        tendo dificuldade para dormir devido a muita dormência nos dois braços
        e para dirigir tem sido com muita dificuldade por
        não conseguir manter o braço um pouco elevado, isto é, segurando o volante.

        No Ombro direito o exame é praticamente igual, apenas destacando que já existe uma rotura do labio glenoidal.
        Segundo médico, olhando as chapas da ressonância o diagnóstico é o mesmoem ambos os ombros.

        Ombro direito: Artropatia acromioclavicular, com alterações por sobrecarga associadas.
        Leve tendinopatia do supraespinhal e infra espinhais.
        Tendinopatia do subescapular intrassubstancial.
        Discreta bursite subacromial/subdeltoidea.

        Grato,
        Paulo Silva

  • Paulo Silva janeiro 14, 2015 at 08:59

    Doutor,
    Estou com cirurgia marcada, porém é possível dar uma opinião… Pois ainda estou muito inseguro.

    Análise:
    Osteófitos marginais acromioclaviculares.
    Edema na extremidade distal da clavícula e do acrômio, relacionado a discreta sobrecarga.
    Leve tendinopatia do supraespinhal, sem evidencia de roturas.
    Tendões do infraespinhal e subescapular sem alterações.
    Leve tendinopatia da porção intra articular do tendão da cabeça longa do biceps.
    Fina fissura da junção condrolabral antero-superior, sem destacamento.
    Superfície condral glenoumeral preservada.
    Pequeno derrame articular.
    Discreta bursite subacromial/subdeltoidea.
    Ventres musculares sem alterações.

    Conclusão:
    Tendinopatia do supraespinhal.
    Bursite subacromial/subdeltoidea.
    Leve alteração degenarativa do lábio glenoidal com fina fissura condrolabral antero-superior.
    Tendinopatia da porção intra-articular na cabeça longa do bíceps.

    Grato,

      • Paulo Silva janeiro 15, 2015 at 21:05

        Cirurgia Ruptura Manguito Rotator Esquerdo
        Ressecção Parcial ou Total de Clavicula – Tratamento Cirurgico Esquerdo
        Artroscopia Para Diagnóstico

        Forte Dor no ombro esquerdo como se estivesse
        com algo enfiado bem no centro do ombro, com fisgadas
        bem forte e a dor atinge a musculatura que sobe para
        a coluna cervical, como se fosse um torcicolo,
        Trabalho em linha de produção e as dores apareciam
        após 2 ou 3 horas de trabalho, Mas agora tem sido constante,
        tendo dificuldade para dormir devido a muita dormência nos dois braços
        e para dirigir tem sido com muita dificuldade por
        não conseguir manter o braço um pouco elevado, isto é, segurando o volante.

        No Ombro direito o exame é praticamente igual, apenas destacando que já existe uma rotura do labio glenoidal.
        Segundo médico, olhando as chapas da ressonância o diagnóstico é o mesmoem ambos os ombros.

        Ombro direito: Artropatia acromioclavicular, com alterações por sobrecarga associadas.
        Leve tendinopatia do supraespinhal e infra espinhais.
        Tendinopatia do subescapular intrassubstancial.
        Discreta bursite subacromial/subdeltoidea.

        Grato,
        Paulo Silva

        • Paulo Silva janeiro 15, 2015 at 21:33

          Doutor,

          Acho que vale informar que no lado esquerdo onde as dores tem limitado minhas atividades diárias, há 11 anos ocorreu uma fratura de clavícula total, é possível que isso seja um agravante?
          Ao tentar alongar o pescoço, do lado esquerdo, a sensação é de que estou enfiando uma agulha grossa no ombro.

          Grato,
          Paulo Silva

  • Paulo Silva janeiro 15, 2015 at 21:03

    Cirurgia Ruptura Manguito Rotator Esquerdo
    Ressecção Parcial ou Total de Clavicula – Tratamento Cirurgico Esquerdo
    Artroscopia Para Diagnóstico

    Forte Dor no ombro esquerdo como se estivesse
    com algo enfiado bem no centro do ombro, com fisgadas
    bem forte e a dor atinge a musculatura que sobe para
    a coluna cervical, como se fosse um torcicolo,
    Trabalho em linha de produção e as dores apareciam
    após 2 ou 3 horas de trabalho, Mas agora tem sido constante,
    tendo dificuldade para dormir devido a muita dormência nos dois braços
    e para dirigir tem sido com muita dificuldade por
    não conseguir manter o braço um pouco elevado, isto é, segurando o volante.

    No Ombro direito o exame é praticamente igual, apenas destacando que já existe uma rotura do labio glenoidal.
    Segundo médico, olhando as chapas da ressonância o diagnóstico é o mesmoem ambos os ombros.

    Ombro direito: Artropatia acromioclavicular, com alterações por sobrecarga associadas.
    Leve tendinopatia do supraespinhal e infra espinhais.
    Tendinopatia do subescapular intrassubstancial.
    Discreta bursite subacromial/subdeltoidea.

    Grato,
    Paulo Silva

  • marcos Antônio Vieira março 2, 2015 at 23:20

    Faço musculação e de um.se meses.pra.ca sinto muita dor no cotovelo e aparentemente o osso est. Pontudo e grande comparando com outras pessoas, gostaria de saber o que pode ser, porque além de doer muito, está ficando feio…

    • algumas pessoas tem tendinite do triceps e desenvolvem um esporão por tração. isso eventualmente doi e faz com que o olecrano fique pontudo…procure um especialista em cotovelo para tratar… boa sorte

  • Eliane março 12, 2015 at 09:26

    DR, Estou sofrendo com dores crônicas no ombro direito. Sou fotógrafa e precisei parar de fotografar nos últimos meses pois a dor se tornou insuportável. Fiz uma ressonância e o resultado deu: a) Irregularidades da extremidade da clavícula com cisto subcortical e edema ósseo, notando se ainda espessamento capsulo ligamentos e leve edema periarticular. B) edema e pequeno acúmulo de líquido na burra subacromial/subdeltoidea, podendo representar bursite. C) tendinopatia do supra espinhal caracterizado por espessamento e sinal heterogêneo com área de maior hiperintensidade de sinal das fibras intratendinea mais posteriores do supra espinhal eventualmente representando foco de tendinopatia mais importante ou laceracoes parciais. d) tendão infraestrutura espinhal levemente espessado e levemente heterogêneo sugerindo tendinopatia, sem rotura. Qual melhor tratamento pro meu caso? Ressaltando que não estou mais conseguindo dormir direito e tem dias que quase surto de dor, estou tendo dificuldades de fazer tarefas simples como dirigir e digitar no celular. Aconselha-se cirurgia? Muito obrigada

    • entenda que não tive a oportunidade de te examinar e ver seus exames. Baseando-se apenas no laudo, acredito que a fisioterapia a médio prazo deve ser suficiente para seu tratamento…

  • clair abril 30, 2015 at 17:02

    Fiz vários exames de imagem que relatam econdroma de 4 cm no úmero esquerdo. Tenho muitas dores Na cintilografia revela atividade no tumor. Pode ser um tumor de baixa malignidade. Neste caso. Devo operar? Como é a cirurgia? Grata

  • Agenilza lopes da silva maio 22, 2015 at 15:35

    Doutor te pesso pelo amor de Deus mim der uma opinião fui operanda as 2 mãos do túnel do carpo bilateral e fiz a ressonância magnética do ombro o resultado foi tendinopatia do supraespinhal , inclinação infero-lateral do acrônimo, sinais de sobrecarga mecânica na articulação acrônimo-clavícula,minimo espessamento da bursa subacromial-subdeltoidea,alterações degenerativa discretas na cabeça umerral eu queria saber com a cirurgia resolvi diminuir as minhas dores não estou aguentando Fasso fisioterapia na estou perdendo as fossas das mãos obrigado e que Deus te abençoe desde jo

    • a sd tunel do carpo não tem relação com o ombro… o tratamento do que me aponta pelo laudo ( se for correto) é por meio de fisioterapia…

  • marcos bernardes maio 22, 2015 at 22:19

    Boa noite Dr. minha mãe fez uma RM do ombro direito e a Impressão Diagnóstica foi essa …
    – Tendionopatia do supra-espinhal
    – Tendionopatia calcificada do infla-espinhal
    – Bursite subracromial / subdeltóidea
    – Provável lesão de origem condral (encrodoma) no úmero proximal .
    ela queria saber qual melhor tratamento para isso … Obrigado desde ja Dr.

    • isso depende de alguns fatores… contudo,sendo uma tendinite calcerea não tão grante, fisioterapia seria uma boa opção… sugiro que marque uma consulta com um especialista em ombro na sua região

  • Eliane junho 16, 2015 at 19:22

    Oque é espessamento capsulo-ligamentar acrômioclavular?
    Obrigada.

  • janaina junho 26, 2015 at 18:36

    ou meu exame de RM deu esse resultado eu gostaria de saber em palavras faceis o que significa..
    Desde de ja agradeço

    1 – Sequela de luxação anterior da cabeça umeral em relação à glenóide, caracterizada por fratura / impactação da porção súpero-lateral da cabeça umeral (fratura de Hill-Sachs), associado a ruptura da base do segmento ântero-inferior do lábio da glenóide (3 a 5 horas), com elevação do periósteo nesta topografia, sem ruptura do mesmo (lesão de Perthes).
    2 – Tendinopatia da porção intra-articular da cabeça longa do bíceps braquial com sinais de tenossinovite do seu segmento extra-articular, onde se observa aparente ruptura intrassubstancial e longitudinal (Split), admitindo diagnóstico diferencial com víncula tendínea.

  • Francislaine Ferrari junho 27, 2015 at 14:26

    Olá Dr.
    Eu sofri uma queda de um banquinho a nove meses,foi diagnosticado através de eletroneuromiografia uma lesão no plexo braquial!
    Lesão axonal do tronco superior, já fiz três EMG.
    1° ocorre redução de amplitude para o nervo axilar esquerdo.
    Musculos supraespinhoso, deltoide, biceps e braquirradial apresentam polifasia e recrutamento
    Na última EMG o laudo diz
    Denervacao no território do tronco superior do plexo braquial
    Nao ocorrem sinais de Denervacao ativa
    O músculo supraespinhoso apresenta potenciais nascentes (reinervacao em início)

    Agora foi solicitado RMN do ombro, coluna cervical e pescoço
    Conclusão
    Coluna cervical e plexo braquial

    Desidratação discal no seguimento cervical sem redução de altura

    C5-C7 :Profusão discal postero-mediana, sem efeitos compressivos significativos

    Hipertrofia degenerativa das articulações uncovertebral e interapofisaria diretas de C4-C5

    RMN do ombro

    Articulação acromioclavicular congruente com leve espessamento capsulossinovial de aspecto mecanico

    Acromio ganchoso sem inclinações inferiores com esboço de esporão subacromial

    Pequenos cistos/trahetos vasculares na região supero-lateral da cabeça umeral

    Alteração degenerativa no segmento postero-superior do labio glenoidal

    Tendinopatia do supraespinhoso e infraespinhal com rotura parcial na superfície articular da zona crítica do supraespinhal medindo 0,7 cm de extensão e acometendo menos de 60% da espessura. Observam-se algumas fissuras na superficie articular do feixe superior do infraespinhal

    Leve bursite subacromial/subdeltoidea

    Dr. Minha duvida é o seguinte
    Eu já sinto e consigo mexer minha mão mas dependendo do movimento ela adormece e fica gelada,  consigo erguer o braço mas nao consigo sustentar erguido, do cotovelo até o ombro não tenho movimento.
    Após nove meses ainda sinto dores intensas, isso é normal pra esse tipo de lesão?
    Estou fazendo acompanhamento com um neuro cirurgião e ele me falou que terei que fazer no minimo cinco processos cirurgicos,o primeiro procedimento será realizado após um ano da lesão, esse é o unico caminho para o meu caso?
    Esse mesmo cirurgião me falou para eu não ter esperanças de recuperar os movimentos do tronco superior, devo mesmo tirar da cabeça a possibilidade de recuperação?

    Por favor Dr. Entendo que é dificil sem examinar e ver os laudos mas seria de grande valia a opinião do Dr.
    Desde já agradeço

    • na minha opinião, sugiro que procure um especialista em cirurgia de mão, com experiencia em microcirurgia… esse profissional te ajudará no que for preciso…

  • fernanda santos agosto 5, 2015 at 00:49

    Dr tenho muitas dores no ombro esquerdo q chega a estala ,e essa dor radia pelas costas fiz uma ultrasson e deu no resultado :Tendao do musculo supra espinhoso apeesentando aumentoda espessura e textuta hipoecoica e heterogenea o q quer dizer é grave? Obrigadada

    • nada de grave, mas precisa ter certeza que essa crepitação não é proveniente da escapula, o que explica melhor suas dores ali, e nesse caso precisaria tratar o provavel desequilibrio muscular da região com fisioterapia…converse melhor com seu medico

  • Neusa rebelo Lins da costa agosto 13, 2015 at 08:17

    Fortes dores no ombro direito, principalmente ao acordar, médico indicou cirurgia artroscopia, estou insegura, resultado RM:
    Sinais de artrose na articulação acromio clavicular com osteofitos marginais, cistos subcortical e espessamento ligamentar
    Alteração na intensidade de sinal nos tendões supra e infraespinhoso. Imagem alongada com sinal hipointenso em todas as sequencial medindo cerca de 1 cm, localizado nas fibras médias do tendão supraespinhoso, sugestivo de calcificação (tendinopatia calcarea)
    Discreto edema na bursa subacromiodeltoideana
    Pequeno derrame articular gleno umeral

    • infelizmente sem te examinar e ver seus exames, não posso emitir uma opinião acertiva… contudo em tendinite calcarea de 1 cm normalmente indicamos primeiramente fisioterapia… não sei se já tentou tratar assim , alem de gelo e medicações analgesicas…
      entenda não vi seus exames, não te examinei… acho importante que converse com seu medico e lembre que caso não esteja segura você pode procurar outro especialista na sua região e ouvir outra opinião… a decisão final sempre é do paciente

  • Eliana setembro 1, 2015 at 12:22

    Dr. Joel, estou com Esboço de esporão no rebordo inferior da úmero esquerdo no ombro esquerdo e no ombro direito, com Formação osteofítica na articulação acromio clavicular. Estou fazendo fisioterapia, 45 seções já, melhorando mas não chega ao fim. Tenho 59 anos.
    As dores não são intensas, mas gostaria de saber se ficarei completamente boa e se preciso fazer algo mais. Obrigada

    • não entendi muito bem, mas pode ser artrose inicial em ambos os ombros… nessa situação o tratamento é fisioterapia mesmo.. além disso usar medicações condroprotetoras, pode ajudar diminuindo as dores… converse com seu medico…

  • Moacir Marcato Junior outubro 1, 2015 at 09:56

    ResultAdo de um ultrassom; AUSENCIA DO TENDÂO SUPRA ESPINHAL; TENDÂO SUBESCAPULAR SEM EVIDENCIAS DE ALTERAÇÔES ECOGRAFICAS, INSERINDO-SE NO TUBERCULO MENOR; AUSENCIA DO TENDÃO INFRAESPINHAL. BURSA SUBDELTOIDEANA/SUBACROMIAL DE ESPESSURA NORMAL, SEM DISTENÇÃO LIQUIDA EM SEU INTERIOR. AUSENCIA DE DERRAME ARTICULAR. ASPECTO ECOGRAFICO NORMAL DA MUSCULATURA REGIONAL. I.D.:- ASPECTO ULTRASSONOGRÁFICO É COMPATIVEL COM RUPTURA DOS TENDÕES DO CABEÇA LONGA DO BICEPS,SUPRA ESPINHAL E INFRAESPINHAL Á ESQUERDA. DR. NÂO CONSIGO LEVANTAR OU PARAR O BRAÇO PARA CIMA NEM PARA BAIXO. O QUE SUGERE?

      • Moacir Marcato Junior outubro 9, 2015 at 08:57

        OBRIGADO PELA RESPOSTA. CONSEGUERIA ME RECUPERAR SEM CIRURGIA? POIS NÃO TENHO A MINIMA CONDIÇÃO FINANCEIRA DE REALIZAR ESTA CIRURGIA.

  • cintia santos outubro 10, 2015 at 00:02

    Fiz uma eco no ombro e cotovelo direito no ombro deu:Bursa subacrominal-subdeltoidea espessada.(bursite). No cotovelo tendão do tríceps braquial apresenta imagem ecogênica,medindo 0,55×0,12cm(osteófito)

    • ambas as situações vc precisa tratar, geralmente fisioterapia resolve, mas pode ser demorado e precisa manter acompanhamento…

  • whannynho outubro 17, 2015 at 17:36

    BOA TARDE ME NOME É JOVANILDO, SOU PERSONAL TENHO UMA ALUNA COM ARTROPATIA DEGENERATIVA NA ARTICULAÇÃO ACROMIOCLAVICULAR CARACTERIZADO POR IRREGULARIDADES DAS SUPERFICIES ÓSSEAS APOSTAS E DIMINUTOS CISTOS SUBCONDRAIS ASSOCIA SE ESPESSAMENTO CAPSULOLIGAMNETAR ELA TERA QUE PARAR DE FAZER MUSCULAÇÃO E IR PARA A FISIOTERAPIA OU CONTINUA O FORTALECIMENTO????

  • Rosangela E Campos outubro 23, 2015 at 11:41

    Ola Dr Estou tratando uma epicondilite ja ha 8 meses,no 1. ultrassom feito em fevereiro só deu inflamação dos dois cotovelos,porem o direito doía mais,no mes de maio fiz uma ressonancia acusou inflamação novamente,em junho comecei a tratar com ondas de choque,fiz 7 aplicações…diminuiu muito a dor ,mas na ponta do cotovelo ao toque continuou doendo…..médico me autorizou a fortalecer com peso…..estou fazendo isso a 20 dias .não doi aos movimentos sómente arde.Porém fiz ultrassom novamente agora 20 de outubro e …..continua inflamado e esta com ruptura parcial no extensor do epicondio…Não tem mais o que fazer .trabalho em um caixa de supermercado,levanto os pesos sempre com cuidado.e também jogo volei.terei que parar tudo novamente e operar…..minha idade 55 anos..obrigada!!

  • léia feriatti outubro 31, 2015 at 08:48

    olá dr tenho uma fratura de umero em 4 partes com uma placa e sete pinos sinto muita dor perdi movimentos sinto muita fraqueza no braço e tenho que usar tiboia quase todo dia porque parece que o meu braço vai cair de dor já faz 3 anos e já está com grau de necrose será que é poriso que doi tanto…

  • Mário novembro 3, 2015 at 18:41

    Tive capsulite adesiva retratil severa do ombro direito em 2013 e até hoje continuo sempre com dores no ombro direito e só há muito pouco tempo o consegui erguer só (após aplicação de voltaren injetável e turox, há 3 semanas) . A RM mais recente indica: tendinopatia do suprespinhoso, com rotura laminar de 5mm na face anterior deste tendão; tendinopatia do infraespinhoso; osteófitos da articulação acromioclavicular.
    Aquando da capsulite, os exames anteriores a este ombro indicaram calcificação de 2 cm do infraespinhoso.
    Fiz tratamento conservador (fisioterapia: 1 ano), infiltrações e analgésicos. Recorri a osteopatia e quiropraxia manual.

    A ecografia do ombro esquerdo revela calcificação de 5mm do infraespinhoso.

    Recente inflamação do cotovelo direito (4/10) que apresenta dores há cerca de ano e meio.
    Radiografia do cotovelo direito: foco de densidade cálcica, imediatamente posterior ao oleocrâneo, de 7 mm. Coexiste uma imagem de densidade cálcica, laminar, entre este foco de calcificação e o olecrâneo em favor de alteração de tipo entesiofitário.
    Ecografia do cotovelo direito: foco ecogénico com 8mm, observado profundamente à margem distal e radial do tendão do tícípite. Restantes componentes sem alterações.

    Os ombros têm vindo a doer-me desde 2007.
    Sou professor há 25 anos e tenho 200 alunos cada ano. Não escrevo no quadro desde 2013, não apago o quadro desde 2012 com o braço direito. Não carrego compras nem outros pesos com o braço direito. Não passo a ferro há 15 anos. Não nado nem pratico outro desporto 8só caminhadas).

    A minha pergunta é: como fazer com que o meu braço direito aguente trabalhar por mais 20 anos, idade da reforma?

    • é uma resposta dificil… na verdade precisa tratar adequadamente o processo, retirando as dores e isso requer muito tempo como esta vendo e apos isso precisa manter um bom alongamento e fortalecimento muscular…

  • gerio novembro 26, 2015 at 19:34

    Boa noite
    fiz uma ressonância magnética das escapulas/regiões interescapulares e deu o seguinte resultado:

    Estrutura óssea integra

    Não há derrame artigo ular gleno_uneral significative
    ausência de lesão expansiva
    não há evidência de áreas de conflito/edema ósseo ou de partes moles valorizavel
    feixe vãs ulonervoso preservado
    não se observam lesões nodulares ou rupturas musculares
    planos música luares anatômicos.

    Gostaria de saber porque ao amanhecer a dor e insuportável, e depois durante o dia ela ameniza um pouco.

    • sem te examinar e ver as imagens de seus exames não tenho como responder isso… é muito vago… sugiro que procure um especialista em ombro na sua região para uma avaliação ok?

  • Glaucio Santos janeiro 6, 2016 at 15:30

    Olá Doutor!

    Fiz uma ROTURA MACIÇA DO TRÍCEPS BRAQUIAL. Os especialistas consultados foram unânimes em me dizer que o tratamento é cirúrgico.

    Gostaria de saber qual o tempo médio de cirurgia.

    Grato!

  • julio cesar ribeiro fevereiro 16, 2016 at 11:41

    dr. sofri uma ruptura no tendão do biceps direito. fui ao medico e ele disse que não tinha necessidade de cirurgia, mas se eu quisesse seria feita. ele disse que era mais estetica,,, o que o senhor diz.a respeito..pode ter algum problema futuramente

  • Simone fevereiro 18, 2016 at 10:10

    Já fiz a cirurgia do ombro direito a um ano.
    Nada de levantar o braço resolvi fazer uma ressonância no laudo diz que continuo com rutura.
    Levei ao médico que me operou e disse que é normal isto acontecer.
    Estou muito anciosa pois tenho 77anos.
    Fiz a cirurgia pensando no resultado positivo.
    Peço que me ajude como devo proceder diante desta minha situação.
    desde já agradeço sua atenção.
    Siimone.

    • se continua com dor e impotencia, converse com seu medico qual outra opçao de tratamento ele te propoe
      se estiver sem dor aguarde e mantenha a fisioterapia…
      2 opcoes se permanece com dor- revisar a reparaçao do manguito, se for possivel e se nao for e/ou artrose associada pensar na protese reversa…

  • Simone fevereiro 29, 2016 at 16:41

    Agradeço a pronta resposta. As dores que sinto são aquelas provocadas por eventuais esforços.
    Vou acatar seu conselho e dar continuidade a fisioterapia como meu médico também falou.
    Desde já agradeço sua atenção.
    Simone.

  • Sebastiana março 14, 2016 at 17:48

    Boa Tarde! Tenho muitas dores no ombro esquerdo, fiz um exame, nele consta “cistos subcondrais acromioclaviculares” o que significa, como faço para curar, sinto muita dor.

    • se for so isso, significa area de sobrecarga, causa da por esforco fisico e normalmente mudanças de atividades e fisioterapia resolvem

  • Polyana Maranhão março 18, 2016 at 17:03

    Será necessário faze cirurgia com este resultado de Ressonância Magnética:
    1. Leve espassamento capsuloligamentar acromioclavicular
    2. Acrômio curvilíneo, apresentando leve inclinação inferolateral
    3. Área de retificação sequelar da região posterossuperolateral da cabeça umeral (lesão Hill Sachs) medindo cerca de 1,5 (AP)X1,3cm (CC), com profundidade de até 0,3cm
    4. Demais estruturas ósseas e superfícies condrais preservadas
    5. Bursopatia subcromial-subdeltoidea
    6. Estiramento do ventre e da junção miotendínea do supraespinhal e do ventre do componente central do deltoide, sem rupturas
    7. Tendões do manguito rotador e da cabeça longa do bíceps de espessura e sinal habituais
    8. Pequeno derrame articular glenoumeral
    9. Lábio glenoidal sem alterações significativas identificáveis ao método
    10. Demais planos miotendíneos, fasciais, adiposos e ligamentares sem alterações significativas identificáveis ao método
    11. Feixes neurovasculares preservados

  • Elisabete Esmeriz março 25, 2016 at 12:21

    Boa tarde
    Fui operada a 19 de Agosto a uma acromioplastia ao ombro esquerdo , tenho feito fisioterapia, entretanto tive que ir ao bloco porque fiz uma capsulite , e não consigo levantar o braço só o levanto ate 90 graus, fica bloqueado e não levanta mais que isso ,e continuo a ter dores ,e limitação dos movimentos .
    Agora já tenho o resultado da ressonância e diz me o seguinte .
    Alterações morfológicas do acromio com varias imagens de hipossinal em todas as sequências que atribuímos aos antecedentes cirúrgicos de acromioplastia .
    Hipertrofia degenerativa da articulação acrómio -clavicular havendo uma ligeira osteofitose inferior do acromio que deforma e molda a transição muscculo -tendinosa do supra-espinhoso .Gostaria de uma opinião .
    obrigada
    Atentamente : Eisabete

    • precisaria te examinar e ver seus exames, existem uma serie de complicações que podem se mostrar dessa maneira, por isso necessita ser examinada e que vejam suas imagens independentemente do laudo de exame…

  • Graziela zucatto abril 7, 2016 at 23:56

    Olá Dr. Joel boa noite! Meu pai sente muita dor no ombro e no exame de ressonância consta:
    – artrose acromioclavicular com intenso edema ósseo e espessamento capsular

    – irregularidade e cistos subcorticais no contorno lateral da cabeça umeral

    – demais estruturas ósseas de morfologia e sinal conservados

    – Redução volumétrica com lesão degenerativa do labrum ântero-superior até ao póstero-superior

    – tendinopatia do supra-espinhal com fissuras intrínsecas e junto da superficie bursal destacando-se lesão transfixante no terço posterior do supra-espinhal com 0.5 centímetros de extensão e retração de até 2 centímetros

    – tendinopatia do infra espinhal e subescapular com fissuras intrínsecas, sem lesões transfixantes

    – tendinopatia da Porção articular cabo longo do bíceps com fissura longitudinal e que se estende até a transição com a porção mais articular, permanecendo tópico

    – ventres musculares conservados

    – não há derrame articular significativo glenoumeral. espessamento capsulo ligamentar glenoumeral no recesso axilar com edema capsular de aspecto inespecífico

    – espessamento parietal líquido na bursa subacromial subdeltóidea

    – ventres musculares tróficos

    Qual sua orientação?

    Obrigada pelo gratificante trabalho.

    • se ee for um cara jovem e ativo, o ideal seria operar… se mais idoso, não faz nada com o braço acometido, poderia tentar antes fisioterapia e caso a dor não melhore, ai indicar a cirurgia

  • César Augusto abril 13, 2016 at 10:52

    Ola Dr.Bom dia.Domingo eu estava na academia fazendo um exercicio que chama supino inclinado.Na hora de guardar a barra,eu soltei o achando que ela estava fixa e do lado direito nao estava e o peso caiu todo no meu ombro direito.Na hora eu vi e sentir que o osso foi para trás e na hora mesmo eu puxei o ombro para frente e ele voltou ao lugar.Senti uma dor mas como eu estava com o corpo quente continuei malhando.Depois que o corpo esfriou eu comecei a sentir uma dor,nada insuportável,mas aquela dor que fica incomodando.Estou fazendo compressa com gelo 3 vezes ao dia por 20 minutos e dicoflenaco em spray no local.Mas tenho sentido uma dor no local.É bem na frente do ombro,perto da quina do ombro.Eu consigo levantar,abaixar normal,mas sinto uma dor quando forço.Isso é normal por causa da lesão ou seria interessante tirar um raio x e ver se tem algo quebrado ou trincado?Olhando não tem nada de diferente e nem inchado,mas to sentindo uma dor como se fosse no osso.Um grande abraço e obrigado por disponibilizar este espaço para nós que somos leigos no assunto.Um ótimo dia.

    • isso pode acontecer.. precisa passar em uma consulta com um especialista em ombro, fazer radiografias para descartar qualquer alteração ossea e acho importante uma ressonancia magnetica , pois pode ter ocorrido uma lesão labral…

  • Alex S. Pereira abril 29, 2016 at 13:58

    Boa tarde,

    Sinto dores no ombro esquerdo, especialmente quando estou deitado, fiz uma ressonância onde tive o laudo abaixo:

    Artropatia degenerativa acromioclavicular com irregularidades cistos e intenso edema ósseo na clavícula distal e pequeno derrame articular, indicando sobrecarga mecânica.

    Esporão subacromial com inclinação lateral inferior do acrômio determinando impressão sobre o tendão do supraespinhal.

    Demais estruturas ósseas preservadas.

    Tendinopatia moderada do supraespinhal e fibras superiores do infraespinhal com fissuras junto à inserção, envolvendo fibras bursais sem transfixação.

    Tendinopatia do cabo longo do bíceps no trajeto intra-articular.

    O que seria o problema? Precisa de cirurgia?

    • se o laudo da ressonancia estiver correto e compativel com as imagens, as quais não vi, fisioterapia ajuda e muito… converse com seu medico…

  • Daniele maio 3, 2016 at 20:09

    Olá, sofrir um acidente de moto a quatro meses atrás,fiz enxames de raio-x,ultrassonografia e ressonância.Uma injúria acometeu meu tendão,mostrou acúmulo de liquido e agora com novo enxame o médico me deu o laudo e estou com sinais de derrame amioclavicular.Nao suporto mais tomar medicação,o médico não indicou cirurgia.O q fazer???estou perdendo o movimento do meu braço,não consigo segurar as coisas…será q vou ficar inválida???me ajude por favor

    • seria importante a avaliação de um especialista em ombro na sua região, pois isso pode realmente ocorrer mas tem tratamento…boa sorte

  • Ante Mônica de Faria junho 6, 2016 at 09:44

    Olá! Já deixei um comentário aqui no mes de março após fratura proximal do úmero em formato de um S. Até hj não houve total consolidação após quatro meses.Sinto dores fortes como contrações musculares até hj. Pedi uma ressonância e o médico mandou fazer fisio. Faço em casa vários movimentos e mesmo assim a mão incha, o local da fratura dói muito e não consigo levantar muito o braço. É normal? Devo esperar o resultado da ressonância antes das fisios? Pode ter algoo mais grave? É uma dor terrivel nos nervos e músculos do braço e das costas…
    Agradeço a atenção!

    • isso não deveria estar ocorrendo… talvez vale a pensa ouvir a opinião de um especialista em ombro na sua região…

  • Vanessa Reis junho 11, 2016 at 09:56

    Bom dia Dr.Joel,Gostaria de pedir para o Dr. me explicar o resultado deste exame de ultrassom que fiz do ombro direito!
    Tendão do supra-espinhal finamente heterogêneo
    Tendão do infra-espinhal com espessura e ecogenicidade habituais
    Tendão do subescapular com textura e morfologia normais
    Tendão longo do bíceps tópico, de aspecto habitual,circundado por líquido
    Não há coleções na bursa subacrominal-subdeltóide ou na bainha bicipital
    Articulação acrômio-clavicular sem alterações ecográficas.

    ID; Tendinopatia do supra-espinhal

    Eu sinto dores muito forte no ombro,não consigo levantar o braço.

  • Edcarlos junho 13, 2016 at 16:32

    Boa tarde, Dr.Joel
    Fiz uma ressonância e a análise foi a seguinte:
    Tendinopatia do supraespinhal caracterizada por espessamento e alteração do sinal habitual, apresentando áreas de tendinose associados a fissuras longitudinais intratendineas, destacando-se foco de rotula parcial intrassubstancial justainsercional, com diâmetro ântero-posterior de cerca de 1,2 cm e sem retração significativa das fibras, comprometendo pouco mais de 50% da espessura tendinea, sem descontinuidades transfixantes.
    Tendinopatia do infraespinhal caracterizada por espessamento e alteração do sinal habitual, apresentando áreas intratendineas que podem corresponder a áreas de tendinose e/ ou microfissuras longitudinais, sem lesões transfixantes.
    Tendinopatia do subescapular caracterizada por espessamento e alterações de sinal difusa, com fissuras longitudinais intrasubstanciais e junto ao contorno articular das fibras na porcao5 média, sem sinais de transfixacāo.
    Tendão do redondo menor com morfologia, contornos e intensidades de sinais preservados.
    Tendão da cabeça longa do biceps tópico, com discreta tendinopatia de sua porção intra-articular, sem rótulas.
    Espessamento oarietal com distensão líquida da bursa subacromialsubdeltóides.
    Discretas alterações osteodegenerativas da articulação acromioclavicular, com leve remodelamento e tênue edema das medulares ósseas subcondrais xe ambos os componentes.
    Acrômio curvo, com morfologia dotipo II de Bigliani.
    Leve irregularidades dis contornos da cortical óssea da região tuberositarias maior umeral, com diminutas alterações císticas subcorticais associadas.
    Demais estrutura ósseas com orfologia e intensidades de sinais conservados.
    Pequenas quantidades de líquidos infra-articular glenoumeral, sem caracterização de erosões osteocondrais.
    Irregularidades de contornos e alteração de sinal da porção superior e póstero-superior do labrum da glenoides, de caráter degenerativo, associado a fissura em sua base de implantação.
    Demais porções do labrum glenoidal com morfologia, contornos e intensidades de sinais mantidos.
    Ventres musculares tróficos.

    OBS: DR. Joel, estou fazendo fisioterapia e acupuntura, é possível regenerar esta lesão, conforme descrição acima ou nesse caso e aconselhável fazer cirurgia.
    Tenho 42 anos, sempre pratiquei atividade física.
    Aguardo retorno, desde de já agradeço.
    Obrigado.
    Edcarlos Tomaz.

    • comumente lesoes acima de 50% tendem a progredir…
      vc é jovem e ativo… acho que seu medico não quer que vc espere para logo mais tarde ter que fazer uma cirurgia…

  • Sonia de Souza junho 14, 2016 at 09:02

    Ola
    tenho Capsulite Adesiva no ombro esquerdo. As dores começaram em dezembro e fiz ressonancia, que deu bursite e tendinite, mas no exame clinico ficou claro q era Capsulite Adesiva. Tomei varios antiflamatorios sem sucesso. Tambem fiz sessoes de fisioterapia e hidroterapia, e senti meu ombro inchado. Não suporto mais a dor, ela amenizou quando o medico fez infiltração, mas logo após voltou. Ele disse que primeiramente tentaria os procedimentos de reabilitacação sem cirurgia. Porem nao consigo vestir certos tipos de roupas, pois tenho q esticar o braço, e não consigo, já estou naquela fase de ficar sem paciência, a dor é continua, nao passa com os analgésicos, e ele suspendeu. Seria o caso de fazer logo a cirurgia, pois a dor é quase insuportavel e depois de 10 sessoes de fisioterapia, o resultado é o ombro inchado. Ainda não retornei ao medico, vou fazer isso amanha.
    obrigada pela atenção

    • existem diversas coisas a serem tentadas antes da cirurgia.. a cirurgia é a ultima opção… mas converse com seu medico

      • Sonia de Souza julho 15, 2016 at 11:29

        Obrigada. Meu médico é, por acaso presidente da SBOT-DF, muito bom mesmo, quando retornei ele realemnte falou que a cirurgia era a ultima opção e no meu estado, de dor ainda, jamais faria. Me medicou com outro remedio mais forte para eu conseguir fazer a fisioterapia, fiquei super feliz, porém, ja fazem duas semanas que as dores voltaram com mais intensidade, sem me deixar fazer as sessões, estou fazendo alongamento, até o retorno com ele, no dia 20. Essa doença já está me deixando nervosa, pois muitas vezes acordo com o braço ou embaixo da nuca ou com o corpo em cima do braço esquerdo. Isso faz piorar o estado de dor, que agora voltou a ser constante. Estou relatando, pois devem existir pessoas com esse problema. eu mesma so descobri que existia essa tal de Capsulite agora.
        Tenho certeza de que ele nao aceitará fazer cirurgia. o meu dilema é a dor

  • Edito Rodrigues junho 21, 2016 at 18:02

    Ola Dr; sofri uma queda onde Bati o ombro esquerdo muito forte, já fiz tratamento com anti-inflamatorios durante tres meses e não resolveu nada, continuo com dores muito fortes muitas vezes não consigo nem dormir direito.
    No resultado da ressonancia o laudo foi o seguinte:
    Observa se uma area de impactação óssea na margem superior e posterior da cabeça umeral medindo 1.1 cmno maior eixo,porem não ha edma medular ósseo significativo.
    ruptura parcial da superficie articular do tendão supra espinhal que se estende a transição miotendinea medindo 2.2 cm no maior eixo, não havendo tranfixação ou retração tendinea.
    leve espassamento e alterações da intensidade de sinal de tendão infra espinhal por tendenopatia.
    Pequeno derrame articular e derrame sinovial nas bursas subracromio subdeltoidea e subcoracóide.
    sinais de artropatia degenerativa acromio clavicular com reações hipertroficas marginas e espessamento cápsulo clavicular.
    Com este laudo meu médico me sugeriu a cirurgia,já que anti infamatorios não diminuiram as dores.
    Gostaria da sua opinião, a cirurgia é o mais indicado? pois já tive opiniões de outros que tiveram basicamente as mesmas
    coisas e para a ruptura dos tendões a fisioterapia não adiantou.
    Obrigado.

    • infelizmente sem te examinar e ver seus exames não posso opinar… sugiro que procure um especialista em ombro na sua região

  • Alice goncalves junho 30, 2016 at 20:43

    Estou com muitas dores no ombro. Com fisgadas. Fincadas. Formigamento.dormência. ALEM de limitar o movimento do braço. Fiz uma rm e deu
    Leve burrice subacromial e subdeltoidea . Ruptura parcial na face articular do tendão supraespinhal. Em uma extensão de 0.5 cm que afeta menos que 50% da sua espessura. Encondroma no colo/diafise umeral proximal.
    Desejo saber o que tenho. Porque foi muito e me limita para minhas atividades.
    Obrigada

    • como fala no laudo ( se estiver correto) você tem uma lesao parcial do manguito rotador. e precisa tratar isso adequadamente. Por isso acredito ser importante procurar um especialista em ombro na sua região para tratar adequadamente

  • Alessandra Cassia julho 7, 2016 at 11:48

    Bom dia
    Quando era crianca meu cotovelo foi engessado de uma maneira que ficou com uma pretuberancia de um lado e esteticamente muito feio quando estico o braco o cotovelo faz uma lombada fica torto hoje tenho 48 anos e gostaria de saber se posso corrigir com cirurgia
    obrigada

  • Lisiane Goncalves julho 9, 2016 at 15:56

    Estou com dores horriveis no ombro e braco esquerdo a trinta dias,depois de sofrer uma agrecao na rua.fiz rx e esse foi o laudo..Articulações congruentes.Discretos cistos subcondrais acrômio-clavicular,oque significa?

    • nada… seria importante fazer uma ressonancia do ombro acometido, pois pelo trauma existe uma possibilidade de ter tido alguma lesao

  • Tiago julho 14, 2016 at 10:23

    Dr Joel, bom dia.
    Sinto fortes dores no ombro direito, limitando alguns movimentos. Fiz a ressonância magnética e foi observado os seguintes pontos:
    – Discreto afilamento e alteração do sinal da cartilagem articular de revestimento do rebordo anterior da glenoide e irregularidade óssea subcondral e cisto.

    Impressão:
    – Tendinopatia do subescapular
    – Discreta lesão condral e irregularidade óssea subcondral no rebordo anterior da glenoide

    Devo me preocupar com esse diagnóstico? Pergunto pois meu medo é com relação se o tratamento será cirúrgico ou não.

    • deve se preocupar para o futura, pois já tem lesao da cartilagem do ombro.
      seria importante acompanhar isso de perto com um especialista de ombro ok?
      boa sorte

  • Carlos Alberto dos Santos agosto 2, 2016 at 16:01

    Boa tarde ,Dr Joel
    Fiz uma ressonância do on bro direito.
    Resultado:artropatia degenerative acrômioclavicular incipiente
    Bursopatia subcromial-subdeltóidea
    Tendinopatia do supra-espinhal,infra-espinhal e subescapular
    Já passei com vários médicos que receitaram anti-inflamatório porém nada adiantou.
    Peço sua orientação como devo provider
    Obrigado

  • Emerson Guimaraes agosto 4, 2016 at 10:08

    Bom dia

    Dr, fiz uma ressonância do ombro direito por causa que o meu ombro de vez outra saia do lugar, geralmente quando realizava esforço para cima cima da cabeça, isso ocorreu depois de um exercício de musculação a 4 anos, o resultado de hoje

    Analise:
    Discreto espessamento cápsulo-ligamentar da articulação acrômio-clavicular
    alteração de sinal no contorno ântero-superior do labrum glenoidal, que mede cerca de 0,4 cm
    pequeno cistos/ectasia vascular no contorno posterior da cabeça umeral.
    planos musculares tróficos

    Impressão diagnostica:
    Discreto espessamento capsulo-ligamentar da articulação, acrômio-clavicular, podendo ser decorrente de sobrecarga anômala local, na dependência de correlação com dados clínicos do paciente.
    Alteração de sinal focal no contorno ântero-superior do labrum glenoidal, que pode corresponder a pequena fissura perilabral, tendo como diagnostico diferencial recesso perilabral.

    Dr, isso é grave será necessário intervenção cirúrgica, pois esta atrapalhando na pratica de exercícios e do jiu-jtsu que pratico a 6 anos, mas não incomoda so quando sai do lugar.

    Obrigado

    • provavelmente a cirurgia seja necessario, mas precisaria examinar vc e ver as imagens de seus exames para ter certeza ok? procure um especialista de ombro na sua região

  • Dr Joel, bom dia.
    Após pegar um peso comecei a sentir um forte dor na parte frontal entre o peito e ombro. Fui ao ortopedista que solicitou uma RM Ombro Direito – ressonância magnética.
    Técnica do exame: Realizadas sequencias FSE e STIR, Ponderadas em T1 e T2, em aquisicoes multiplanares.

    Analise:
    Espessamento e edema capsuloligamentar acromioclavicular.
    Acromio com superfície inferior ligeiramente convexa, sem inclinação.
    Ligamentos coracoacromial e coracoumeral sem alteracoes.
    Articulacao glenoumeral de aspecto conservado.
    Ausencia de derrame articular glenoumeral significativo.
    Degeneração da porção superior do labio glenoidal.
    Tendao do supraespinal espessado e com sinal heterogêneo, sem roturas atuais definidas, inferindo tendinopatia.
    Moderada tendinopatia das fibras medias e inferiores do tendao subescapular, roturas intrasubstanciais comprometendo 50% da espessura tendinea, associada a focos de marcado baixo sinal em todas as sequencias. de dificil mensuracao quanto as suas dimensoes, junto a porcao justainsercional destas fibras, circundados por extenso edema da partes moles adjacentes, inferindo tendinopatia calcarea.
    Demais tendoes do manguito rotador de aspecto conservado.
    Tendao da cabeca longa do biceps braquial topico, com espessura, orientacao e sinal normal.
    grupamentos musculares integros.

    *Tenue edema da bursa subacromial-subdeltoidea.
    *Feixes neuro vasculares de trajeto habitual, sem evidencias de compressoes extrinsecas.

    Impressão diagnostica:
    *Espessamento e edema capsuloligamentar acromioclavicular.
    *Tênue edema da bursa subacromial-subdeltoidea.
    *Tendinopatia leve do supraespinnhal.
    *Moderada tendinopatia das fibras medias e inferiores do tendão subescapular, com roturas intrasubstanciais de moderado grau, associada a focos de calcificação intratendinea (tendinopatia calcarea), e extenso edema das partes moles adjacentes.
    *Degeneração da porção superior do labio glenoidal.

    Devo me preocupar com esse diagnóstico? Pergunto pois meu medo é com relação se o tratamento será cirúrgico ou não. E se for o caso de cirurgia o tempo de recuperação para retornar as atividades , dirigir e etc…

    Aguardo Resposta obrigado

    • dificil basear um tratamento apenas num laudo de exame… não tenho como afirmar nada… acredito que precisa buscar essas respostas com o colega que esta te tratando…

  • Maria Cecilia R. Pirró Neto agosto 15, 2016 at 17:33

    Boa tarde doutor.
    Fiz duas artroplastias: a primeira no ombro esquerdo em 12/ 2.010 e a segunda em 12/ 2.013 no ombro direito. O ombro esquerdo começou a doer nova/ em 7/2.015 e o direito em 12/2.015. Estou tomando mtos analgésicos e anti- inflamatórios. Será que aliviaria minhas dores, se eu tentar um tratamento por Ondas de Choque? Tenho 77 anos.

    Agradeço antecipadamente

  • Adriana Gavioli agosto 23, 2016 at 12:16

    Boa tarde, gostaria de saber qual o tratamento para o problema abaixo:
    Articulação acrômio-clavicular com leve espessamento cápsulo-sinovial e tênue edema
    subcondral na face clavicular.
    Acrômio tipo II de Bigliani.
    Cistos subcorticais no tubérculo menor no contorno póstero-lateral da cabeça umeral.
    Labros da glenóide sem sinais de lesão. Recesso sublabral superior.
    Tendinopatia do supra e do infraespinhal, com áreas de tendinose e tênues fissuras
    intratendíneas, sem lesões transfixantes.
    Tendinopatia do subescapular com áreas de tendinose e tênues fissuras intratendíneas, sendo
    evidentes lacerações parciais longitudinais nas fibras distais do feixe médio, em continuidade
    com finas fissuras estendendo para a transição miotendínea, sem lesões transfixantes.
    Mínima tendinopatia da cabeça longa do bíceps no trajeto intra-articular proximal.
    Espessamento parietal da bursa subacromial-subdeltóidea.
    Ausência de derrame articular glenoumeral significativo.
    Ventres musculares tróficos.
    Grata,

    • o tratamento depende de uma serie de variaveis, mas fique tranquilo pois e o laudo estiver correto não se rata de nada grave…

  • Jessica Campos agosto 28, 2016 at 01:40

    Olá doutor,
    Minha mãe a anos tem algum tipo de problema no ombro que gera muita dor, este problema também esta afetando sua postura e sua coluna. A menos de um mês ela realizou uma ressonância magnética do ombro e da coluna, porém em todos os médicos que foram consultados dizem que não há solução e que ela terá que aprender a conviver com a dor. Ela já apresenta quadro de depressão, pois a dor é constante e a limita de viver normalmente.

    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DO OMBRO DIREITO

    Técnica de exame: Imagens multiplanares, FSE-T1 e DP-FAT/SAT.
    Análise: Mínimas alterações degenerativas da articulação acrômio-clavicula, com leve edema ósseo justa articular.
    Cabeça umeral e glenóide óssea apresentam morfologia e sinal medular preservados.
    Ausência de derrame articular glenoumeral.
    Alteração do sinal intrassubstancial do labro superior da glenóide , inferindo lesão degenerativa incipiente.
    Tendão do cabo longo do bíceps, tópico, com espessura, contornos e sinal fibrilar normais.
    Sinais de tendinopatia intrínseca do supraespinhal, com alteração do sinal intrassubstancial, sem evidência de rotura.
    Sinais de tendinopatia intrínseca do subescapular, com delaminações fibrilares intratendíneas, sem transfixações.
    Tendões infraespinhal e redondo menor tem aspecto preservado.
    Ausência de liquido na bursa subacromial/subdeltóidea.
    Ventres musculares tróficos.
    Ausência de formações cisticas periarticulares.

    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA COLUNA CERVICAL

    Técnica de exame: Plano sagital, sequência Spin Echo, T1 e Fast Spin Echo T2.
    Plano axial, sequência Spin Echo, T1 e Field Echo T2*.
    Achados:
    Retificação da lordose cervical fisiológica.
    No interespaço C5-C6 observamos protrusão discal posterior difusa associado às diminutas labiações osteofitárias marginais determinando impressão no saco dural e reduzindo levemente a amplitude das bases foraminais bilateralmente.
    No interespaço C6-C7 evidenciamos pequena protrusão discal posterior central determinando impressão no saco dural.
    Nos interespaços C3-C4, C4-05 e C7-T1 evidenciamos leves abaulamentos discais concêntricos sem repercussões.
    Ausência de protrusão discal significativa, focal ou difusa, nos demais discos intervertebrais visualizados.
    Pequenos osteófitos marginais anteriores e posteriores nos corpos de C5 e C6.
    Canal raqueano cervical de dimensões normais.
    A medula espinhal foi bem caracterizada desde a base do crânio até T3 apresentando calibre e intensidade de sinal conservados.
    Aspecto anatômico das interapofisárias cervicais.
    Transição craniovertebral sem anormalidades.
    Musculatura para-vertebral simétrica.

    Se puder ajudar em qualquer coisa, eu agradeço imensamente.
    Jéssica Campos.

    • os laudos do exame nao mostram nada de tão importante, mas isso não significa que ela não tem algo… por isso é importante que o paciente seja examinado… procure um especialista em ombro na sua região …

  • Leandro setembro 1, 2016 at 22:30

    OLA GOSTARIA DE SABER SE TEM CURA PARA MEU CASO TENHO BURSITE CRONICA NO OMBRO ESQUERDO E FAÇO TRATAMENTO E NÃO TEM MELHORA E TAMBÉM TENHO EXAMES DO COTOVELO QUE TAMBÉM FAÇO TRATAMENTO E OS RESTADOS FORAM ESSES
    DISCRETA HIPOECOGENICIDADE DO TENDÃO COMUM DOS FLEXORES JUTO A SUA INSERÇÃO NO EPICÔNDILO MEDIAL QUE PODE CORRESPONDER A TENDINOPATIA ,SEM ROTURAS
    TENDÃO COM DOS EXTENSORES COM ASPECTO ECOGRÁFICO HABITUAL.
    TENDÕES DO BRAQUIAL E BÍCEPS DISTAL APRESENTANDO ESPESSURA, CONTORNOS E ARRANJOS FIBRILAR PRESERVADOS
    ESTRUTURAS DA FOSSA CUBITAL COM ASPECTO CONSERVADO
    NERVO ULNAR COM TRAJETO, ESPESSURA E ECOTEXTURA HABITUAIS.
    ALEM DISSO MEU DEDO MENDI ESTA COM RETRIÇAO DE MOVIMENTO ASSIM COMO MEU PUNHO
    ESPERO QUE POSSA ME RESPONDER
    GRATO.

  • CHARLES BUSARELLO setembro 5, 2016 at 08:50

    Bom dia Dr. Joel,
    Sofri uma lesão no cotovelo direito, enquanto jogava futebol, a dor começou a aparecer uns três após a queda, o cotovelo começou a inchar e a dores começaram, não podendo enconstar ou apoiar o cotovelo en nada, a dor é suportável, mas percebi que do meu ombro para baixo doi demais, talvez porque eu esteja tenso protegendo o cotovelo e começou a ficar pior, procurei um Ortopedista e ele me pediu uma TC, o exame saiu ontem, disse que eu tenho OSTEOMA como principal hipótese diagnóstica.
    O que fazer, será que se for cirurgia, o Braço inteiro para de doer, por que é como se meu braço fosse um peso, dói demais, quando durmo, trabalhando, dirigindo, dói o tempo todo, será que é só por causa do cotovelo?

    • dificil opinar sem te examinar, o exame é inconclusivo pela sua historia… sugiro que retorne no seu medico , pois ele te examinou e tire suas duvidas com ele

  • Patrícia setembro 5, 2016 at 16:51

    Boa tarde! Fiz uma radiografia pois tenho dores no ombro direito, com fisgadas como se estivesse com agulhas e o resultado foi Irregularidade dos contornos claviculares, fratura prévia?
    O que isso significa?

    • infelizmente não diz muita coisa… precisa voltar no seu medico, conversar com ele, entender dele quais as suspeitas que ele tem e qual será o tratamento para seu caso

  • Adriana Giusti setembro 13, 2016 at 23:13

    Ola tive uma fratura de umero há 2 anos e 8 meses, fiz 1 ano de fisioterapia e ainda hoje tenho dor e limitação do movimento do ombro fiz uma ressonância e este foi o resultado:
    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DO OMBRO DIREITO
    Método:
    Ressonância magnética realizada com sequências FSE em T1 e T2. Planos de
    cortes múltiplos.
    Análise:
    Relação articular acromioclavicular preservada, com tênue edema da
    medular óssea subcondral da extremidade clavicular e leve espessamento
    capsuloligamentar.
    Discreta tendinopatia do supraespinhal, com diminuta fissura
    intrassubstancial justainsercional no terço posterior, sem transfixação.
    Associam-se alterações císticas subcorticais na tuberosidade maior
    umeral.
    Demais tendões do manguito rotador íntegros.
    Tendão cabo longo do biceps tópico, com discreta tendinopatia de sua
    porção intra-articular, sem roturas.
    Demais estruturas ósseas com morfologia e sinal da medular normais.
    Mínimo edema do plano parietal sem distensão líquida significativa da
    bursa subacromial/subdeltoidea.
    Ventres musculares preservados.
    Ausência de derrame articular ou sinovite glenoumeral.
    Lábio da glenóide de morfologia e sinal normais.
    Superfícies condrais glenoumerais preservadas.
    Demais estruturas periarticulares sem particularidades.
    OBS: Em relação ao exame anterior de outro serviço datado de 10/11/2015,
    são mais pronunciadas as alterações císticas subcorticais na
    tuberosidade maior umeral. Os demais aspectos do estudo permanecem sem
    alterações evolutivas significativas.

    Qual seria o tratamento ? Agradeço a atenção

    • não tenho como passar um tratamento apenas baseado em um laudo de exame… procure um especialista em ombro na sua região

  • Aline mallmann setembro 15, 2016 at 15:40

    Olá. Há mais de dois anos já que sinto muitas dores no ombro e cotovelo. Fiz varios tratamentos mas a dor sempre volta e mais forte. Agora fiz uma ressonância magnetica e no laudo diz acrômio tipo 1 de bigliani, inclinado lateralmente.. Pode me ajudar a entebder oq tenho?. Obrigada.

    • apenas com tais informações é impossivel…. por favor procure um especialista em ombro na sua região para ter uma avaliação detalhada ok?

  • Madalena Cunha setembro 16, 2016 at 05:50

    Bom dia Dr. Joel,
    Um dia ao dobrar uma colcha muito larga abri os braços amplamente e senti uma dor muito aguda e forte na articulação do ombro esquerdo, passou a acontecer com cada vez mais frequência, sempre que fazia um movimento brusco com a articulação do ombro esquerdo para fora doía imenso que passava passados uns minutos.
    Agora passados 3 meses, tenho dores permanentes sendo que à noite se intensificam muito estando noites sem dormir.
    Fui ao ortopedista, fiz RX que deu ligeiras manifestações degenerativas da articulação glenoumeral e da acromioclavicular. Fiz Ressonância Magnética que deu, manifestações capsuliticas/sinovíticas com espessamento do ligamento glenoumeral inferior que em camada dupla atinge 13mm, com hipersinal espontâneo nas sequências sensíveis ao líquido bem como ligeira obliteração do espaço adiposo subcoracoide e algum espessamento do ligamento coracoumeral. Alterações edematosas/inflamatórias dos tecidos moles adjacentes ao recesso axilar, especialmente o ventre muscular do suescapular. Todas as considerações restantes estavam normais.
    Fiz uma infiltração com corticoides e passados 4 dias estou muito pior pois a dor tornou-se mais aguda e persistente ando meia doida pois tem 4 noites que não durmo! Pergunto-lhe, o que é que eu tenho no ombro, qual é o nome do meu problema e o prognóstico para o desenvolvimento deste problema!
    Muito obrigada

    • sem te examinar e ver as imagens dos seus exames não tenho como opinar… sugiro que procure um especialista em ombro na sua região para sr reavaliada e ter suas perguntas respondidas apos uma avaliação correta e detalhada do seu caso

  • Roberta outubro 7, 2016 at 02:41

    O que significa superfícies articulares regulares??? Pareceu na minha RM

  • Jéssica Soares outubro 27, 2016 at 07:56

    RESSONÂNCIA DO OMBRO DIREITO

    IMPRESSÃO: Alterações inflamatórias na articulação crânio-clavicular, DE PROVÁVEL ETIOLOGIA MECÂNICA/SOBRECARGA.

    tendinopatia do supra-espinhal e infra-espinhal, sem roturas.

    moderada/acentuada tendinopaitia do subescapular, acometendo principalmente as fibras mais superiores.

    tendão do cabo longo do bíceps subluxado medialmente na região superior do sulco bicipital, inferido insuficiência da sua polia de restrição. Há acentuada tendinopatia em seu segmento intra-substancial.

    pequena fissura incompleta na base de implantação do segmento anterior do lábio glenoidal

    • para eu ter certeza do seu quadro precisaria te examinar… se as dores forem causadas pelo seu tendão do biceps que sai de sua posição, como mostra o exame, o ideal seria tratar isso por meio de cirurgia… o importante é estar passando com um especialista em ombro que consiga examinar vc e confirmar ou não essa possivel lesao

  • Fran novembro 9, 2016 at 10:48

    Bom dia, tive uma luxação no ombro direito devido a uma queda.
    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DO OMBRO DIREITO
    Método:
    Ressonância magnética realizada com sequências FSE em T1 e T2. Planos de
    cortes múltiplos.
    Análise:
    Espessamento capsuloligamentar da articulação acromioclavicular.
    Acrômio curvo, sem inclinações anômalas.
    Sequela de impactação óssea da porção posterointerna da cabeça umeral,
    que apresenta‐se remodelada, com profundidade aproximada de 0,3 cm,
    acompanhado de rotura do lábio à posterossuperior, estendendo‐se até o
    lábio anteroinferior, bem como para a origem supraglenoidal do cabo
    longo do biceps. A lesão localiza‐se entre os raios de 9 à 4 horas. Há
    também pequena área de descontinuidade da cápsula articular na região do
    recesso axilar inferior, observando‐se extravasamento de conteúdo
    líquido articular que estende‐se para os planos perifasciais do
    subescapular.
    Os ventres musculares apresentam trofismo preservado.
    Tendinopatia distal do subescapular, sem roturas.
    Tendinopatia dos tendões do supra e do infraespinhal, sem roturas.Feixes
    neurovasculares livres.
    Estou fazendo sessões de fisioterapia, mas sinto muita dor nos movimentos abdutores e quando estico o braço para frente, para trás e para o lado. Devo realizar a cirurgia?

    • depende de alguns fatores… se for jovem e ativa, acredito que seria o ideal, mas sem te examinar e ver as imagens minha opinião de nada vale…

  • Denise Silva novembro 14, 2016 at 16:31

    Fiz ressonância no ombro, por conta de umas dores que já vinha sentindo há um tempo e o exame (informações abaixo) apontou artropatia acrômio-clavicular.

    Sei que você não pode avaliar meu caso sem ver os exames, então gostaria de saber apenas se existem casos em que o paciente tenha se curado 100% apenas com fisioterapia e remédios.

    Agradeço a atenção.

    ——

    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DO OMBRO DIREITO

    MÉTODOS:
    Exame realizado com a sequência FSE com cortes multiplanares de 3,0 e 4,0 mm de
    espessura.

    ANÁLISE:
    Artropatia acrômio-clavicular, caracterizada por reação osteohipertrófica marginal, redução /
    irregularidade da interlinha articular e afilamento condral difuso, destacando-se área de
    edema com sinais de microfratura do trabeculado ósseo comprometendo a porção distal da
    clavícula. Associa-se a edema e espessamento cápsulo-ligamentar difuso, com amnésia de
    gás de permeio.
    Acrômio tipo I / II de Bigliani.
    Alteração de aspecto degenerativo comprometendo a porção superior do lábio glenoidal.
    Estruturas ósseas sem anormalidades significativas.
    Tendões que compõem o manguito rotador e cabo longo do bíceps de aspecto normal.
    Ventres musculares de aspecto normal.
    Não há evidências de bursites.
    Ausência de derrame articular ou sinovite.
    Não há evidências de fissuras ou erosões condrais profundas.
    Demais estruturas periarticulares sem anormalidades.

    CONCLUSÃO:
    Artropatia acrômio-clavicular, destacando-se área de edema com sinais de microfratura do
    trabeculado ósseo comprometendo a porção distal da clavícula. Associa-se a edema e
    espessamento cápsulo-ligamentar difuso, com amnésia de gás de permeio.
    Alteração de aspecto degenerativo comprometendo a porção superior do lábio glenoidal.

  • Diogo da Silva dezembro 7, 2016 at 16:48

    Já desloquei o ombro treinando muay thai 3 vezes da primeira e da segunda eu mxm coloquei no lugar da 3 não deu pra min voltar ae fiz o radiografia e deu assim as radiografias dos ombros foram realizadas nas incidências anteroposterios com rotação interna externa os seguintes aspectos foram observados
    -densidade radiográfica das estruturas ósseas avaliadas preservada
    -estrutura ósseas de morfologia e contornos habituais
    -superfície e espaço articulares preservados
    -partes moles sem alterações .

  • Luciana Barreto dezembro 20, 2016 at 10:28

    Dr. Joel,
    Sinto dores frequentes no braço esquerdo, tomei corticóides e antiflamatorios mas só amenizaram as dores por um curto periodo de tempo. Fiz uma ressonancia magnetica do ombro esquerdo que sugeriu ARTROPATIA ACROMIOCLAVICULAR DE PROVAVEL ORIGEM MECANICA e TENDINOPATIA DO SUPRAESPINHAL E DO INFRAESPINHAL COM ROTURAS INSERCIONAIS. O que isto significa? Qual o tratamento a seguir? É cirurgico? Obrigada!

    • sem te examinar e ver seus exames não tenho como opinar… pois não sei o tamanho dessas roturas… sugiro que tire suas duvidas com seu medico

  • Jhenifer Peres dezembro 21, 2016 at 12:42

    Boa Tarde doutor, meu nome é Jhenifer tenho 18 anos, há aproximadamente um ano e meio atrás eu sofri um acidente de moto no qual tive fratura na clavícula direita. Dois meses após o acidente tive uma sub luxação na qual tratei com fisioterapia por 6 meses. Nada foi resolvido, o fisioterapeuta me dispensou pois disse que não resolveria que havia algo a mais que estava lesionado.
    Resolvi deixar pra lá pois não estava me incomodando.
    Recentemente comecei sentir fortes dores no pescoço, ombro e cotovelo, procurei vários ortopedistas e nenhum me deu uma resposta concreta. Realizei ressonância magnética no ombro, na coluna cervical e dorsal, ultrassonografias com Doppler, eletroneuromiografia e essa semana fiz a ressonância no ombro com contraste.
    Os resultados de todos os resultados foram: Compreensão moderada da artéria subclávia na ultrassom com Doppler, luxação instantânea, ventres musculares do manguito rotador com trofismo grau I, acrômio levemente curvilíneo, apresentando inclinação lateral inferior discreta em relação a clavícula distal, alteração de sinal intra substancial do supra espinhal em sua zona critica inferindo leve tendinopatia, lábio glenoidal íntegro.
    A dor é insuportável, não posso fazer força, a dor é constante e não passa quando tomo remédios, não posso deitar em cima, meu braço fica saindo fora instantâneamente, minha mão formiga bastante.
    Não sei mais o que posso fazer, já passei por 4 ortopedistas e um neurologista, fisioterapia não resolve mais e já tomei tantos anti-inflamatório que perdi as contas. Atualmente vivo a base de analgésicos, toragesic, injeções de dexametasona e indo direto aí pronto socorro pra tomar remédio na veia. Será que cirurgia resolveria o meu quadro ?
    Obrigada.

    • dificil ter certeza
      sem te examinar e ver seus exames… seu caso e complexo e precisa ser bem avaliada e por aqui nada posso afirmar…

  • Natália julho 3, 2017 at 18:40

    Boa noite Doutor,
    Estou com um resultado de exame aqui, e gostaria se possível o dr. me informasse o que eu realmente tenho… Sei que é complicado dar um diagnóstico sem uma consulta, mas ouvi muito sobre o dr. e realmente gostaria de ouvir um parecer seu.
    Desde já agradeço!

    Técnica: Exame realizado em equipamento de 1,5 Tesla, sendo obtidas imagens em várias sequências e cortes multiplanares.
    Análise: Sinais de artrose acromiocravicular caracterizada por osteofitose marginal, cistos e edema medular subcondral, derrame articular e espassamento capsular.
    Presença de cistos sub condrais na clavicula distal.
    Presença de os acromiale.
    Acrômio ganchoso.
    Redução do espaço subacromial;
    Afilamento com sinais de tendinopatia e ruptura subtotal do tendão do supraespinhoso.
    Afilamento do tendão do subescapular com sinais de tendinopatia.
    Lábio glenoiidal sem sinais definidos de lesões.
    Sinais de bursite subacromial.
    Os ventres musculares atroficos.

    • há uma lesao do tendão do ombro e dependendo de sua idade e atividades, talvez seja necessario que trate isso de maneira cirurgica… boa sorte

  • RONIVON FRANCISCO DE JESUS agosto 3, 2017 at 13:53

    boa tarde doutor, em 2010 sofri uma luxação no ombro esquerdo, passei pelo ortopedista e o mesmo me recomendou fisioterapia e fortalecimento muscular em academia (musculação). Porém não resolveu nada e de lá pra cá sofri inúmeras luxações, muitas vezes luxava sem nenhum esforço apenas com movimentos leve feitos com o braço. Agora fiz ressonância e a conclusão foi a seguinte:”irregularidades nas superfícies articulares acromioclavicular, sugerindo tênues alterações degenerativas; irregularidade no contorno posterolateral e superior da cabeça umeral com pequena deformidade, sugerindo pequena área de microfratura compressiva previa do trabeculado ósseo (lesão de Hill-Sachs?)
    Assim doutor, gostaria de saber qual seria o procedimento mais indicado?

Comments are closed.