Telefone: 011 3257-0763

Dor no Ombro, Bursite, Tendinite do ombro, Síndrome do impacto do ombro, Lesão do manguito rotador do ombro | Tudo Sobre Ombro

Dor no Ombro, Bursite, Tendinite do ombro, Síndrome do impacto do ombro, Lesão do manguito rotador do ombro

Dor no Ombro, Bursite, Tendinite do ombro, Síndrome do impacto do ombro, Lesão do manguito rotador do ombro

Dr Joel Murachovsky, médico ortopedista, especialista em doenças do ombro e cotovelo, cirurgia de Ombro, artroscopia de Ombro

Novidades sobre a síndrome do Impacto do Ombro e Lesão do Manguito Rotador

Esse ano foi um ano de muitos congressos internacionais: Academia Americana, Isakos, Europeu de Ombro e Latino Americano de Ombro e Cotovelo. Apresentamos nossas pesquisas nesses eventos (Exceto no Europeu)  e uma delas foi premiada como melhor pesquisa do Congresso Latino Americano de Ombro, realizado em Rosario na Argentina. Essa pesquisa analisa a cicatrização do manguito rotador, após sua reparação, comparando o uso de Plasma Rico em Plaquetas com casos em que não foi realizado seu uso. Nossa pesquisa foi uma analise histologica que não mostrou vantagens em usar tal produto.

O que sabemos hoje:

– Na grande maioria das vezes se o paciente tem uma lesão parcial do manguito rotador de 50% ou mais de sua espessura, essa lesão vai aumentar e se completar

– Lesões completas do manguito Rotador tendem a aumentar com o passar do tempo, se não tratadas, e pior, o tendão não tratado vai perdendo suas caracteristicas histologicas e fica mais fino e acaba sendo substituido por tecido gosduroso

–  A CICATRIZAÇÃO de uma lesão do manguito rotador ( se operado) depende do tamanho da lesão e idade do paciente, ou seja, quanto mais velho o paciente e quanto maior a lesão do tendão do manguito rotador, pior será a chance desse tendão cicatrizar

– Lesões traumáticas do Manguito Rotador apresentam melhores resultados quando operadas nos 3 primeiros meses

– O cigarro  prejudica muito a cicatrização do manguito rotador e isso é proporcional ao número de cigarros por dia

– O Uso de Palsma Rico em Plaquetas não se mostrou eficiente no auxílio das reparações do Manguito Rotador

-Trabalhos que usaram certos tipos de proteínas e fatores de crecimento em animais mostraram melhor cicatrização do manguito rotador.

A síndrome do impacto e lesão do manguito rotador são as pricipais causas de dor no Ombro, entender a evolução desse problema é importante para que as melhores decisões sejam tomadas entre o médico e o paciente.

Joel Murachovsky

Dr. Joel Murachovsky é Ortopedista, especialista em cirurgia de Ombro e Cotovelo, com formação realizada no departamento de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de São Paulo.
Contatos: 11 – 32570763 ou 11 – 37438251

18 Comments on “Dor no Ombro, Bursite, Tendinite do ombro, Síndrome do impacto do ombro, Lesão do manguito rotador do ombro

  • luzitania dezembro 28, 2011 at 08:38

    eu tenho busite estou com muita dores nos ombros no pescosso e esta estanhando para a pa esto emchada,quero a sua opinioa

    • Sugiro vc procurar um especialista em ombro na sua região para que ele te avalie e confirme que você realmente tem uma simples bursite no ombro e te passar o tratamento correto…
      Boa sorte

  • Fabiano Louzada Abril 12, 2013 at 00:05

    Boa noite Dr.Joel, acabei de pegar o resultado de uma artroressonância do cotovelo esquerdo e no parecer consta uma plica rádio umeral com espessura de 2 mm posterior a interlinha articular e recessos articulares amplos. Gostaria de saber qual seria o melhor tratamento para o caso?

    • depende se voce tem muita dor e estalos por causa dela… se é leve eu tentaria a fisioterapia primeiramente e se não dercerto indicaria a ressecção por artroscopia… se dor forte, acho mais prudente retirar a plica mesmo
      converse com seu medico e boa sorte

  • Ivanildo junho 15, 2013 at 03:37

    Dr. Joel, Boa Noite!

    Tenho 40 anos e sou praticante de musculação assíduo, vou à academia regularmente de segunda a sexta. Há aproximadamente três meses vinha me queixando de dores no meu ombro e na região que se prolonga até o pescoço do lado direito. Ao sentir a dor sempre associo a execução errada de dois movimentos que fiz na academia. Atualmente, sinto uma nítida redução da capacidade de executar alguns exercícios (como se fosse falta de força) no braço direito. Ao realizar as atividades físicas, se reduzo a carga, consigo fazer toda a série sem maiores dificuldades.

    Fiz um ultrassom recomendado pelo o médico ortopedista que procurei e foi identificada uma “imagem cística, de conteúdo hipoecoico medindo 3,2 x 1,5 cm, localizada adjacente ao recesso espinoglenóide, posterior ao músculo supraespinhal.”

    Esta semana fiz um artrorressonância com contraste e hoje ao receber o resultado, foram encontrados os seguintes achados:

    “imagem de preenchimento pelo meio de contraste com contornos irregulares, estentendo-se do labrum Antero-superior até o labrum póstero-superior, associada a destacamento destas estrutura da glenóide, bem como, hiperintensidade de sinal do labrum e do tendão da cabeça longa do bíceps ao nível da sua inserção, onde se encontra bastante afilado. “

    “Observa-se imagem cística que se preeenche pelo meio de contraste adjacente ao bordo póstero-superior do labrum medindo cerca de 2,2x 1,0 x1,0 ( cisto preenchem parcialmente pelo meio de contratse, de contornos lobulados, a maior delas ocupando a porção superiro do sulco espinhal, medindo de 2,9 x 2,3 x 2,3 cm”

    “Impressão diagnóstica:

    Lesão SLAP do tipo IV associada a cisto paralabral
    Tendinopatia do supra-espinhal
    Artropatia acrômio-Clavicular incipiente.”

    O meu médico ao receber o resultado, afirmou que este tipo de lesão só é tratado com cirurgia. Ele encaminhou para um segundo médico, especialista em ombro que disse a mesma coisa. Como estarei ausente do país a partir de agosto, ele recomendou que fizéssemos a cirurgia após meu retorno.

    A minha inquietação sobre o assunto é que sinto dores involuntárias da região do no meu ombro e na região que se prolonga até o pescoço do lado direito e se estendem também até o final do bíceps quase próximo ao cotovelo. São dores involuntárias, às vezes suportáveis em alguns momentos em outros não. As dores ocorrem também em repouso.

    Perdoe minha ignorância, mas penso que não teria sido interessante, realizar inicialmente sessões de fisioterapia? Ou realizar um acompanhamento antes de recomendar a cirurgia?

    Gostaria, se possível, de ter sua opinião sobre o assunto.

    Grato pela atenção!

    • se realmente for isso que suas imagens apresentam e voce ter clinica de lesão labral superior, o melhor seria operar mesmo…não adianta fazer outro metodo de tratamento

  • Ursula Marins outubro 4, 2013 at 11:05

    Olá Dr. Joel,

    Em 2010, senti fortes dores no ombro direito, a ponto de não poder elevar o braço sobre a cabeça. O médico fez uma aplicação(não adiantou quase nada) e passou algumas sessões de fisioterapia, além disso, orientou-me a “poupar” o braço direito, evitando alguns movimentos. As dores reduziram em 60% após quase dois anos.
    Em 2012, fiz um trabalho, no qual utilizei muito o computador e a dor voltou. Então, o médico pediu uma ressonância magnética, nela foi diagnosticado: tendinite do supraespinhoso, associado a roturas parciais intrasubstanciais e bursite. A indicação clínica foi de dor e limitação funcional. Diante disso, voltei, por recomendação médica, a fazer fisioterapia e fortalecimento muscular, paralelamente a isso, deixei de fazer qualquer serviço doméstico em minha residência, usei o braço direito apenas para serviços essenciais. E o médico disse que não recomendava cirurgia por causa da minha idade(35 anos). Contudo, ao ser transferida de seção no órgão em que trabalho, passei a utilizar o mouse e teclado, intensamente, fato que permitiu o retorno das dores.
    Desta forma, será que a cirurgia eliminaria estas dores?
    Desde já,
    Obrigada.

    • Na minha opinião nao seria o mais indicado… Entenda que nao vi seus exames e nao te examinei, mas geralmente em jovem o tratamento com fisioterapia vai muito bem…

  • José Ronaldo M. Carneiro dezembro 23, 2013 at 21:05

    Prezado Dr. Murachovvsky. Tenho 60 anos de idade e regulamente fazia levantamento de prsentar dor eo peso, há cerca de 3 meses, de modo súbito, começeii a apresentar dor no terço superior e médio do braço esquerdo quadro que se intensificou com o passar dos dias.Procurei ortopedista que solicitou US. demostrando “ESTIRAMENTO DO CABO LONGO DO BICEPS”, não havendo comprometimento de nenhum músculo do manguito rotador.Iniciei tratamento com AINH e repouso, seguido de fisioterapia(US, LASER,TENS).Um mês depois, como havia apresentado pouca melhora fiz uma RNM, que confirmou o achado do US.sendo mantido os procedimentos fisioterápicos agora acrescido de fortalecimento, confesso ter apresentado pouca mehora pois sinto fortes dores principalmente a noite.Vejo que o senhor tem uma vasta experiência no assunto e solicito sua ajuda.
    Att,
    Ronaldo Carneiro

    • Na verdade o que vai indicar sua cirurgia seria a presença de um cisto paralabral que pelo laudo você nao tem e sua demanda.. Se esta bem e sem dor fazendo o que esta fazendo apenas precisa manter acompanhamento…

    • Existem lesões na polia bicipital que poderiam ser a explicação mas fica difícil opinar sem te examinar e ver as imagens de seus exames… Procure um especialista em ombro na sua região…

  • Rose Maio 6, 2014 at 13:26

    Olá, tenho hiperfouxidão ligamentar, lesões no labrum superior e inferior, tendinite no biceps e bursite, diagnosticados através de ressonância magnética . Tenho dores frequentemente, realizei sessões de fisioterapia e tomei anti-inflamatórios, mas a dor persiste. Existe algum exercício mais específico para esses problemas? Pensei em pilates, já que a musculação provoca mais dores. Tem algum tratamento para esses problemas fora a fisioterapia? Obrigada.

  • Bruna julho 9, 2014 at 22:16

    Fraturei a clavicula aos 7 anos hoje tenho 24anos trabalho como operadora de caixa mas sintos muita dor no ombro quando olho noespelho e visivel que a clavicula do lado direito e mais saltada
    e tenho a impressaoque tenho cifose….enfin sera que preciso operar? A causa da dor e por causa da fratura? E a cifose tem tratamento?

    • na verdade precisa passar em um colega para saber se há uma cifose verdadeira ou uma rotação da escapula por um encurtamento da clavícula.
      boa sorte

  • fabio antonio cardoso julho 20, 2014 at 01:01

    tenho uma lesão PARCIAL da supraespinhal do manguito rotator, pratico natação há seis anos e trabalho em linha de montagem, com dores no ombro consultei um especialista em ombro, que me proibiu de nadar por 2 meses e disse se quando eu voltar se doer não recomenda que eu pratique o esporte, gosto muito de nadar será que poderei a voltar a nadar normalmente?

    • na verdade eu penso um pouco diferente…
      mas cada um tem sua experiencia…
      acho importante conversar com seu medico…

  • elaine fantoni garcia agosto 22, 2014 at 09:42

    Sou cabeleireira,e sinto muita dor no meu ombro direito,fiz raio x,ultrasom e por ultimo ressonancia e o resultado foi que deu hipertrofia capsular acrômio-cravicular,tendinopatia do supra-espinhal e distenção liquida da bolsa subacromial/subdeltóidea,estou muito preocupada,o que devo fazer ?será que vou ter que fazer cirurgia? Obrg.

    • cirurgia não mas sim fisioterapia… obvio que não te examinei e nem vi suas imagens mas acreditando ser isso que apresenta mesmo, seria o melhor para você…

Comments are closed.