Lesão Labral Superior Anterior Posterior (SLAP)

Lesão do labro superior

texto de Dr. Joel Murachovsky contatos: 11-32570763 ou  11- 37438251

LESÃO SLAP Causas, Sintomas e Tratamento

A lesão Slap foi descrita em 1985 por um médico americano chamado Dr. James Andrews, mas foi difundida por outro médico americano Dr. Stephen J. Snyder, em 1990, quando explica que embora essa lesão fosse infrequente, ela era incapacitante para certas atividades e, propôs a primeira classificação para essa doença do Ombro. Do ponto de vista prático a lesão Slap é um destacamento da porção superior do labro, justamente aonde um dos tendões do Bíceps está conectado e, em qualquer situação na qual esse tendão é tracionado ele, consequentemente  traciona o labro superior e como há uma lesão nesse local, há a dor no ombro. Portanto, a lesão Slap é uma das causas de dor no ombro e é mais comum de ocorrer em pessoas que realizam atividades esportivas. Na literatura as causas mais comuns de causarem essa lesão são : queda, trauma direto sobre o ombro, deslocar o ombro, pegar objetos pesados e movimentos repetidos de saque ou arremesso. Além disso, é muito comum ocorrer outros problemas no ombro juntamente com a lesão Slap, sendo as mais comuns: a lesão do Manguito Rotador e a instabilidade do ombro. O paciente com a lesão Slap dificilmente reclama de dor em repouso. Geralmente, o paciente realiza atividade esportiva e reclama de dor a certos movimentos, sendo o mais comum a posição de arremesso, ou ao levantar peso com os braços mais abertos, ao sacar uma bola no Voley, Tenis ou Squash. Nadadores reclamam de dor em dois momentos, ao retirar o braço da água para execução do impulso e no momento do impulso do braço dentro da água. Por outro lado tem pacientes que reclamam de dor mesmo ao esticar o braço, como por exemplo, quando está manipulando o “mouse” de seu computador.

Ao examinar o paciente, existem testes clínicos específicos que nos ajudam a acreditar que o paciente tenha uma lesão Slap e a Ressonância Magnética pode ajudar a confirmar o diagnóstico.

O tratamento da lesão Slap depende de diversos fatores: idade do paciente, atividades do paciente, nível esportivo que eventualmente esse paciente participe e expectativas do paciente. Contudo, é importante lembrar que sempre há espaço para a tentativa do tratamento não cirúrgico e, na eventualidade de seu insucesso indica-se o tratamento cirúrgico. O tratamento cirúrgico é realizado por meio da artroscopia do ombro e grosseiramente, o que fazemos é prender o tecido do labro superior junto ao osso da glenóide.

O pós-operatório é muito longo e deve ser respeitado pelo paciente para o sucesso do tratamento. A fisioterapia é muito importante e o retorno progressivo ao esporte deve ser acompanhado pelo médico.