Lesão do Manguito Rotador

Lesão do Manguito Rotador

 

Lesão do Manguito Rotador

Texto de Dr. Joel Murachovsky Contatos: 11-37438251 ou 11-32570763

Lesão do Manguito Rotador Causas, Sintomas e Tratamento

Os músculos que recobrem o úmero, assim chamados  manguito rotador , são quatro: supra-espinhal, infra-espinhal, redondo menor e subescapular. Os mais comumente lesados são: o supra e infra-espinhal. Estes músculos, juntamente com o músculo redondo menor, se inserem na tuberosidade maior do úmero, como um tendão, que tem, em média, 14 mm de espessura.  E o subescapular se insere no tuberculo menor e também pode romper.

Estes músculos são importantes para certos movimentos do ombro. Sua lesão leva a dor  no ombro e diminuição de força para elevar e rodar externamente o braço, além de causar dor a certos movimentos tais como:  abdução (movimentos de abrir o braço) e colocar o braço para trás como, por exemplo, para pegar um objeto no banco de trás do carro.

Uma lesão pode ser parcial ou completa e os sintomas, de uma maneira geral, serão relacionados ao tipo de lesão que o paciente apresenta.

As lesões parciais são mais, comumente, relacionadas ao esporte e trauma; ocorrem também em pacientes mais jovens, mas isto não significa que um paciente jovem não possa ter uma lesão completa destes músculos, ou que, um paciente mais velho não possa ter uma lesão parcial.

As lesões completas estão mais relacionadas a um processo degenerativo, uma evolução não satisfatória de uma síndrome de impacto do ombro e/ou trauma.

As lesões parciais são subdivididas pela profundidade que a lesão apresenta, comparada ao tendão normal e, grosseiramente, podemos dividi-las em lesões: menores ou maiores que 50% do total da espessura do tendão. Obviamente, como ortopedistas, procuramos analisar estas lesões um pouco mais detalhadamente, a fim de indicar o melhor tratamento para o paciente.

O paciente com lesão completa do manguito rotador como dito anteriormente, se queixa de dor no ombro acometido, podendo ainda se queixar de uma dor irradiada para o braço e não  incomum, a piora noturna. De uma maneira geral, há uma diminuição de força e piora da sintomatologia a certos movimentos, especialmente abrir o braço lateralmente.

No exame físico existem testes específicos que nos levam a suspeitar de uma lesão de manguito rotador. Radiografias são importantes para analisarmos a parte óssea e a ressonância magnética além de confirmar a lesão, mostra a sua extensão e qualidade do músculo lesado.

O tratamento depende do tipo de lesão que o paciente apresenta, da qualidade do músculo lesado, idade do paciente e suas expectativas.

De uma maneira geral, quando nos deparamos com uma lesão importante do manguito, o tratamento é cirúrgico e nós realizamos a reparação da lesão por artroscopia; cirúrgia realizada por pequenos pertuitos na pele de cerca de 1,5 cm onde é introduzida uma micro camera e pequenos instrumentos de sutura.  A artroscopia, sem sombra de dúvida, é a melhor indicação para reparar a lesão. Além disso, permite uma avaliação detalhada da articulação do ombro e tratar possíveis problemas  que lá possam existir.

Joel Murachovsky

Dr. Joel Murachovsky é Ortopedista, especialista em cirurgia de Ombro e Cotovelo, com formação realizada no departamento de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de São Paulo. Contatos: 11- 32570763 ou 11-37438251

295 Comments on “Lesão do Manguito Rotador

  • Pingback: Tudo Sobre Ombro Tendinites | Tudo Sobre Ombro

  • Pingback: Tudo Sobre Ombro Bursite | Tudo Sobre Ombro

  • eva carlos da silva julho 3, 2014 at 09:43 Reply

    foi ótimo ter feito este contato tenho esclerose óssea do tubérculo maior do umero calcificação na projeção da inserção do tendão dos músculos do manguito rotador e estou procurando saber qual melhor tratamento as informaçãoes forão bem esclarecedoras obrigado

    • Henri fevereiro 9, 2015 at 13:42 Reply

      Quero saber da necessidade de cirurgia na seguinte descrição da ressonância.
      Acrômio tipo 2
      Ausência de liquido na bolsa sinovial subdeltoidea
      Sinais de impacto na região posterior da cabeça umeral
      Discreto espessamento do tendão supra-espinhoso que apresenta pequena área de delaminação , medindo 0,5 cm no seu terço distal
      Moderado espaçamento do tendão subescapular. Demais tendões do manguito com aspecto preservado.
      A camblagem da cabeça do úmero e da cavidade glenoide tem espessura e intensidade de sinal normal >abrum de aspecto anatômico.
      Tendão de cabeça longa do bíceps de aspecto normal.
      Articulação acrômio clavicular de morfologia habitual
      Estruturas osseas sem evidencias de alterações.
      Assim peço uma segunda opinião quanto a necessidade de cirurgia.
      Obrigado

  • Ednei de souza pitanga julho 9, 2014 at 13:05 Reply

    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DO OMBRO DIREITO
    Foram obtidas imagens multiplanares do ombro direito nas sequências pesadas em T2 com
    supressão de gordura e em densidade protônica com supressão de gordura.
    Acrômio tipo II de Bigliani.
    Articulações acrômio-clavicular e gleno-umeral sem alterações apreciáveis.
    Não há evidência de derrame articular significativo.
    Grupos musculares e tendões visibilizados de morfologia e intensidade de sinal normais.
    Não há evidência de líquido significativo nas bursas estudadas.
    Discreto sinal hiperintenso no labro glenoide ântero-superior e ântero-inferior, associado a pequena
    imagem cística lobulada, medindo cerca de 1,2 cm, podendo corresponder a cisto paralabral. A critério
    clínico para a melhor avaliação do labro, sugerindo correlação com artrorressonância.
    Tecido celular subcutâneo íntegro.
    Correlacionar com os dados clínicos.

  • Boa noite,cai de moto faz 6semanas,meu ombro doi muito e nao movimento ele nao consigo nem mexer o braço,meu medico diz q ,e anormal,mais a dor piora a noite,fiz um ultrsson particular,e no exame diz q estou com as fibras do dendoes supraespiral rompido,estou com muito medo porque nao ja faz mais d um mes .sera q vou ter q fazer cirurgia

    • sugiro que procure um especialista de ombro para te examinar e solicitar uma ressonancia magnetica, pois pode ser sim caso mais grave e precisa de uma atenção especial ok?

  • HEDEGILDO julho 19, 2014 at 12:59 Reply

    Ola rompi 1 terço do tendão supra espinhoso no terço médio do tendão, dia 11-08-14 vou no ortopedista especialista em ombro. Queria saber se o meu problema é caso de cirurgia? e também se o tendão no meu caso tem a capacidade de regeneração.

    • o tendão do supra espinal não regenera… contudo precisa-se ter certeza do quanto se rompeu o tendão… uma ressonancia seria importante para se confirmar isso… lesoes acima de 50% são lesões que tendem a aumentar com o tempo, e dependendo da evolução da fisioterapia melhor operar, já até 50% devem ser acompanhadas de perto mas dá para tratar com fisioterapia…

  • Élita julho 21, 2014 at 10:02 Reply

    bom dia meu exame deu
    articulação acrômio clavucular de aspecto normal
    morfologia da porção anterior do acrômio do tipo 1 (plano)
    tênue alteração de sinal da porção póstero-superior da cabeça umeral
    leve retificação dos contornos da porção ântero-inferior da glenoide e alteração de sinal do lábio glenoide
    ausência de derrame articular significativo
    ausência de liquido em bursa subacromial subdeltoidea
    ventres musculares sem alterações
    tendões do supra e infraespinhal,subescapular, redondo menor e da cabeça longa do biceps apresentam espessura e intensidade de sinal preservados.

    queria saber que tenho que ópera ou só com fisioterapia já resolve???

    • sem te examinar e ver seus exames não tem como opinar… contudo supondo que tenha um exame fisico compativel com esse laudo, fisioterapia resolve muito bem…

  • Evando Mendes julho 21, 2014 at 17:23 Reply

    Cai em um jogo de futebol sobre meu ombro… Doeu um bocado, na hora sentir ele estralar e uma dor intença. Ja se passaram uns 4 meses… Nao sinto mais dor… Faco academia normalmente e nao sinto dor… Mas fui jogar volei e me arrependi… No primeiro saque sai chorando da quadra de tanta dor… Percebi entao que pode nao estar no lugar ou sei la algo nao esta normal aqui… O que poderia ser neste caso? O que recomenda?

    • o que pode ter ocorrido foi uma lesão do labio da glenoide… tem post que te explica o que e isso…sugiro que procure um especialista em ombro na sua região para ser avaliado adequadamente…

  • HEDEGILDO julho 22, 2014 at 19:45 Reply

    Na ultrassom que fiz o médico acusou 3,4 milimetro de rompimento no tendão supra espinhal no terço médio, então de acordo com o que o Dr. relatou ele não vai regenerar. Queria saber se com essa ruptura de 3,4 mm é preciso de cirurgia? Caso o tratamento seja medicação e fisioterapia será que um dia vou poder malhar na academia com a mesma intensidade que eu fazia antes da lesão? ouvi falar em fibrose no tendão isso é bom ou ruim?

  • GABRIEL DA SILVA julho 24, 2014 at 11:08 Reply

    ausência de derrame articular significativo
    ausência de liquido em bursa subacromial subdeltoidea
    ventres musculares sem alterações
    tendões do supra e infraespinhal,subescapular, redondo menor e da cabeça longa do biceps apresentam espessura e intensidade de sinal preservados.
    articulação acrômio clavucular de aspecto normal
    morfologia da porção anterior do acrômio do tipo 1 (plano)
    tênue alteração de sinal da porção póstero-superior da cabeça umeral
    leve retificação dos contornos da porção ântero-inferior da glenoide e alteração de sinal do lábio glenoide

    porem já tive meu braço deslocado 7 vezes as 2 última vezes foi fazendo coisa banais como passar um pano na cama

    • você tem uma lesão labial e isso deve ser tratado por meio de cirurgia… procure um especialista em ombro na sua região para encontrar o tratamento adequado…

      • helainy julho 31, 2014 at 11:05 Reply

        Sou professora há quase 20 anos, em 2010 fui diagnosticada com tendinopatia,mal conseguia escovar os dentes. Apesar de nos anos anteriores ter sentido dor não fui ao médico. Este ano comecei a sentir dores e muito incômodo ao dormir. Fiz uma ressonância que deu o seguinte resultado: diminuto ósseo póstero na cabela umeral. discreto espessamento e heterogeinidade de sinal dos tendões supraespinhoso e subescapular, sugerindo tendinopatia degenerativa, notando-se rtaros e diminutos focos com sinal hiperintenso de permeio às fibras sugerindo mínimas roturas parciais, foco hipointenso em todas as sequências junto às fibras insercionais do subescapular, medindo cerca de 0,9×0,2 devendo estar relacionado a peri-tendinopatia calcárea e discretos sinais de tendinose do infraespinhosos. Não há evidência de líquido na bursa subacômio-deltoideana. É simples o tratamento?Se continuar a exercer minhas atividades laborais (8h por dia) pode piorar?

        • o tratamento não é simples, é demorado, mas com fisioterapia geralmente se consegue um bom resultado… quanto ao trabalho, sim ode trabalhar mas deve evitar todas posições que lhe causam dor, se adaptando dessa maneira ( o que não é facil), terá boas chances…

  • Fátima Lustosa Lopes agosto 2, 2014 at 22:55 Reply

    Fiz uma ressonância em final de Março e deu o seguinte no meu ombro:acromio tipo ||.artrose acromio-clavícular exuberante com edema das extremidades ósseas aposta,identificando a junção miotendínea do supraespinhal ,associada a distensão sinóvio capsular.Estruturas do Manguito rotador íntegras.Tendão da cabeça longa do bíceps com espessura e características de sinal preservadas.Lâminas líquida discreta em sua bainha ao nível da deflexão por tenossinovite.Mínima lâmina líquida na bursa subacromial suldeltoidea.Espaço articular gleno-umeral conservado.Estrutura óssea íntegra.Ausência de derrame articular.Mas depois de viajar carregando malas acho que estou muito pior pois não consigo dormir de tanta Dor ,e estou fazendo fisioterapia e Acunputura e não estou sentindo nenhuma melhora,me ajude por favor e que eu tenho que fazer?Se eu fizer uma ultra sonografia vai aparecer se rompeu o tendão ?Obrigada.

    • você já fez uma ressonancia que mostra que não há rompimento do tendão… infelizmente o tratamento é com medicação , fisioterapia e outras medidas analgesicas como a acupuntura… entenda que eu não te examinei e nem vi seus exames e portanto minha opinião fica comprometida

  • Alexandre Magno Amaral Ferreira agosto 3, 2014 at 09:54 Reply

    Dr, tenho uma dor, na verdade incomodo no ombro direito fui ao ortopedista da minha cidade e fiz ultrassom e raio x e nada foi constatado. Fiz uma astroressonancia e foi visto que tenho um fissura no ombro não houve lesão. Já fiz 15 sessões de fisio e ta do mesmo jeito poderia voltar a fazer academia evitando exercícios que forçam meu ombro?? A sensação que tenho é que minha musculatura ta fraca e só fisio vai demorar ou nem vai sarar. O que o senhor me sugere além da fisio para tentar sanar meu problema? Não quero cirurgia. rs

  • Danielle agosto 6, 2014 at 08:38 Reply

    Estou fazendo uma avaliação de um processo onde o colaborador apresenta ruptura de subescapular e alega ter sido traumática, por acidente quando sozinho teve que segurar um pneu de 400 kg que caiu, puxando seu braço para baixo. Qual o mecanismo de lesão traumática para ruptura de subescapular?

  • Bruno agosto 14, 2014 at 18:54 Reply

    Dr. Joel, boa tarde!
    Aqui é o Bruno…
    Muito obrigado, não sei nem como agradecer. Confesso que fiquei mais tranquilo, o único problema que enfrento é que o médico que me avaliou disse que não dá pra tirar as ancoras. Quatro últimas perguntas e prometo não incomodar tanto, rsrs…
    Não sei se essa informação pode ajudar, mas a dor não se mostra quando meu braço está em repouso, apenas na rotação externa com o braço ao lado do tronco ou quando em rotação externa com o braço levantado lateralmente.

    A minha situação é considerável não grave, pouco grave, grave ou muito grave?

    Se eu permacer do jeito que está o que pode ocorrer?

    Existe a possibilidade de eu nunca precisar da prótese ou é certo que vou ter que ter uma no futuro?

    Minha rotação externa está muito limitada e com dor o que pode estar causando isso?

    Dr. muito, mas muito obrigado mesmo. Que Deus abençoe ricamente ao senhor.
    Respeitosamente,
    Bruno

    • Nair agosto 23, 2014 at 09:59 Reply

      Fiz um ultra som no ombro direito
      E o resultado foi rompimento total do tendão subescapular
      Os espaços estão preservados e os demais tendões também.
      Tenho 62 anos.
      Tenho dores no ombro q irradia ate o pescoço e braço
      Tenho boa saúde e excente movimentação física ! Mas a dor me incomoda muito.
      Compensa fazer uma cirurgia?

  • Marcia Ornellas Dutra agosto 21, 2014 at 17:59 Reply

    Boa Tarde Doutor
    Estou tendo a alguns meses uma dor no ombro direito que se irradia até o cotovelo onde me impossibilita de dormir, levar o braço pra trás até pra secar os cabelos está sendo muito dificil.
    Fiz uma ressonância ainda não levei ao médico, gostaria muito de um diagnóstico do senhor, será que é cirurgico ou com uma fisioterapia vai melhorar.
    Análise:
    Artropatia acrômio-clavicular, irregularidadesdas margens ósseas e das superfícies arteiculares, espessamento cápsulo-sinovial periarticular, cistos e edema em ambos os componentes.
    Acrômio do tipo I de Bigliani, sem inclinações anômalas.
    Irregularidades das superfícies corticais das tuberosidades umerais, notando-se edema subcortical na tuberosidade maior.
    Alterações de sinal degenerativas do lábio glenoidal anterior, sem destacamentos.
    Tendinopatia do supra-espinhal, acentuado espessamento, fissuras e degenerações intra-tendíneas. Lesão transfixante de fibras distais do feixe anterior medindo 0,8cm e retração proximal de 0,6cm.
    Tendinopatia insercional do infra-espinhal e subescapular, que apresentam pequenas lesões parciais de fibras profundas distais, sem evidentes transfixações.
    Fissura e lesão parcial longitudinal do tendão da cabeça longa do bíceps em suas porções intra e extra-articulares e aumento de líquido na sua bainha sinovial.
    Distenção liquida da bursa subacromial-subdeltoidea.
    Mínimo derrame articular glenoumeral.
    Ventres musculares tróficos.

    Aguardo uma resposta do senhor. Muito obrigada e fique com Deus.

    • o seu caso mostra lesão completa do tendão… contudo a decisão entre operar ou não dev ser decidida entre seu médico e você
      boa sorte

  • Éuvio ROcha agosto 23, 2014 at 13:46 Reply

    Bom dia Dr. Joel.

    Sofri um acidente de moto não muito grave mais que me fez sofrer uma lesão no ombro,de imediato não levei muito a serio e continuei me auto-medicando com tylex, o problema é que a dor fica cada vez mais forte sendo sentida até no braço e quase não passa mais principalmente para dormir.
    O resultado da ultrassonografia que fiz diz: Tendão da cabeça longa do bíceps tópico, com espessura e textura normais, notando-se liquido peritendíneo no sulco biccital.
    Nota-se espessamento e hipoecogenicidade das fibras mais anteriores do supra-espinhal, com questionáveis pequenas áreas intrassubstâncis de descontinuidades de suas fibras, inferindo tendinopatia assoada a pequena rotura intrassubstancial.
    Observa-se aindaimagem huiperecogênita com tênue sombra posterior,localizada em situação justa-insercional em sua porção média, medindo 0,7 x 0,3 x 0,3 cm, sugerindo tendinopatia calcárea.
    Demais tendões do manguito rotador de configuração anatômica, espessamento da bursa subacromial-subdeltoidea.
    Musculatura adjacente sem alterações ultrassonográficas.
    Desde já muitíssimo obrigado. Deus lhe abençoe.

    • sugiro que procure um especialista em ombro na sua região e que já faça uma ressonancia desse ombro…pois parece ter uma lesão..
      boa sorte

  • Sérgio Vieira agosto 24, 2014 at 15:05 Reply

    B tarde!! Dr Joel Murachovsky.
    Meu ombro sai do lugar e tem saído já 4 vezes me causando uma dor insuportável, já aprendi até a colocar no lugar usando uma garrafa pet. Fiz um exame chamado artrorressonância magnética do ombro direito e constou ruptura transfixante completa do tendão do supra-espinhal e fibras transicionais do supra com o infra-espinhal. Gostaria de saber se há outro meio sem ser cirúrgico para minha cura, ou seja para parar de sair do lugar.Tem como curar sem fazer a cirurgia? Atenciosamente, Sérgio Vieira.

  • Tatiana agosto 26, 2014 at 13:27 Reply

    Tendão da cabeça longa do bíceps braquial:normal. Tendão do músculo subescapular: normal
    Tendão do músculo supraespinhal: espessado e hipoecoico com perda de seu padrão fibrilar em suas fibras mais anteriores.
    Tendão infraespinhal: normal
    Ventre dos músculos supra e infraespinhais: preservado
    Recesso Glenoumeral posterior; sem derrame articular
    Bursa: espessura normal.
    Articulção acrômio: superfícies ósseas regulares.
    Aspectos ecográficos sugestivos de tendinite do supraespinhal
    Tudo isso ocorreu no ombro direito e eu gostaria de saber Doutor Joel se só fisioterapia resolve?

  • Raquel Campos agosto 27, 2014 at 00:04 Reply

    Olá Dr. Joel Boa noite! Gostaria de saber o que posso fazer com relação ao meu caso! Estava sentindo dores no ombro e estalos. Fiz uma ressonância e o resultado foi: tendinopatia do supraespinhal e infraespinhal com áreas de degenerações intersticiais sem roturas, espessamento parietal com distensão líquida da bursa subcromial/subdetoidea, temdinopatia do subescapular com áreas sugestivas de microfissuras longitudinais intrasubstanciais sem observar lesões transfixantes, tendão do cabo longo do bíceps tópico no sulco bicipital com espessura e comportamento do sinal habituais, lesão degenerativa na junção condrolabal da porção superior do labrum da glenoide com extensão para ântero-superior e para póstero-superior, área de condropatia intersticial/erosões confirais na superfície articular glenoumeral sem se observar áreas de exposição do osso subcondral, espessamento capsulo sinovial acromioclavicular com discreto edema do plano pericapsular, espessamento do ligamento coracoacromial com pincamento do interespaço acromioumeral, acromio plano com inclinação lateral, não há derrame articular glenoumeral significativo e grupamentos musculares troficos. Diante desse quadro Dr qual seria o meu tratamento? Posso resolver isso com fisioterapia? O repouso da área lesionada é importante? Preciso de medicação? O outro ombro já começou a estalar tbm, porém ainda não tenho dor, será que isso é indício que vou ter o mesmo problema no outro ombro?? Muito obrigada pela atenção e ajuda!

    • entenda que eu não te examinei e nem vi as imagens de seus exames… supondo que o que tenha é o que está descrito no exame, a fisioterapia resolve na grande maioria dos casos.. repouso relativo sim, pode se fazer o que não lhe causa dor… quanto ao que vem ocorrendo ao outro ombro… dificil dizer.. importante sim é fortalecer o mesmo…

  • Oi gostaria de saber o que é ausência de fraturas
    Estou afastada do trabalho, e fiz um raio X com laudo, e constou
    Ausência de fraturas no ombro direito e esquerdo , é nessesario serugia ou não, o que devo fazer.
    Gostaria de saber se é grave

  • Jessica setembro 4, 2014 at 00:40 Reply

    Boa Noite
    Sofri um acidente de moto ha 35 dias e sinto muita dor no ombro fiz uma ressonacia que teve como resultado FRATURA DO TURBECULO UMERAL MAIOR, ATINGINDO A CORTICAL LATERAL , SEM DESALINHAMENTOS SIGNIFICATIVOS, COM PROEMINENTE EDEMA DA MEDULAR RELACIONADA ja estou fazendo fisioterapia mais nao senti melhoras gostaria de saber se meu caso é grave ?

    • não se não houve desvio… e parece que não houve pelo seu relato… gradativamente a dor deve diminuir,
      gelo ajuda e repouso…
      boa sorte

  • Carlos Faustino setembro 5, 2014 at 21:34 Reply

    Boa, noite DR Joel,tenho 57 anos Ha + – um mes tive rompimento parcial do supra espinhal 0,5mm num movimento que fiz, tomei por 7 dias anti- inflamatorios e, medicamento para dor.estou na terceira seccao de fisio.mas,aida os movimentos do braco esta muito comprometido, principalmenta para elevar lateralmente, e ainda sinto bastante dor,e`normal ou ainda é´sedo para notar o resultado. abraço, muito obrigado

    • se realmente o rompimento for esse, menor do que 50% deve-se tentar o tratamento com gelo e fisioterapia e na grande maioria das vezes tem-se um bom resultado, recuperando-se o movimento e sem dor… boa sorte

  • fui diagnosticada ruptura transfixante da porção anterior do tendão supraespinhal que mede 0 8 cm no sentido anteroposterior e 0 5 cm no sentido mediolateral tambem tem tendinose com foco di ruptura a cirurgia e indicada

  • Geisa setembro 8, 2014 at 15:25 Reply

    Boa tarde! Ultimamente tenho sentido dores enormes em meu ombro esquerdo. Fui ao PA, o médico me receitou tramal. As dores são muito fortes. Ele me pediu para fazer uma RNM do ombro esquerdo e depois levar a um especialista.
    O meu resultado da rnm foi: reação hipertrofica acromioclavicular, com alterações inflamatórias. Tendilopatia insercional do supraespinhal e das fibras superiores do intraespinhal, com focos de fissura intra-dubstancial. Bursite subacromial.
    Por favor o que devo fazer? Sinto muita dor.

  • Rosangela Knopp dos Santos setembro 10, 2014 at 21:37 Reply

    Olá!
    Dr
    tenho tendinopatia no ombro direito a dois anos,atroce na c4,c5 e peitoral, no ombro foi feito um bloqueio e não ajudou e duas infiltrações que também sem paciência,me irrito facilmente não melhorou,fiz 60 ficoterapia que não ajudou,hidroginástica por 6 meses e também não melhorou. .Consultei outro ortopedista e me mandou tomar diclofenaco de potássio de 100mg por 6 meses e a mesma injeção que se faz infiltração uma por mês,e so piorou meu caso,e ainda arrumei uma dor no estomago pelos remédios .Não durmo a noite mesmo tendo que tomar relaxante muscular e um antidepressivo. Peço. socorro a todos médicos,choro pois a depressão da dor e de mais.Acho que os ortopedistas não estão apitos para me atender.Sou cuidadora de idosos,não posso mais trabalhar,impossível aguentar a dor pois ate morfina de 10 mg no PS me aplicaram e so durou meia hora.Por favor quais suas indicações?

    • sem te examinar e avaliar seus exames fica dificil opinar, pois não tenho dados para isso… sugiro que procure um especialista em ombro na sua região…

  • sandra setembro 11, 2014 at 07:39 Reply

    Depois de rompido o tendao do manguito rotator devo operar em quanto tempo para que as chances de recuperacao sejam melhores?

    • se houve um rompimento após um trauma ou esforço operar nos 3 primeiros meses é o ideal.
      se a lesão é degenerativa, operar uma lesão menor em uma pessoa mais jovem leva a melhores resultados…se não operar, a lesão vai aumentando e piorando as chances de bom resultado

  • FERNANDO BENE setembro 11, 2014 at 09:04 Reply

    Dr. fiz uma cirurgia em 09/07 de reconstrução do tendão supra espinhal, o ortopedista que me operou diz que o tendão estava super degenerado e foi preciso 03 ancoras, decorrido já mais de 02 meses da mesma, sinto dores somáticas no mesmo tendão e região do manguito rotador e estou com movimentos limitadíssimos sem perspectivas de ganho de amplitude pois já realizei quase 30 sessões de fisioterapia e não vislumbro resultados satisfatórios e ainda com dores maiores do que aquelas contidas antes deste procedimento cirúrgico, o que devo fazer? me oriente por favor

    • Fernando setembro 25, 2014 at 15:31 Reply

      Em 16/09 lhe fiz esta pergunta:
      Dr. fiz uma cirurgia em 09/07 de reconstrução do tendão supra espinhal, o ortopedista que me operou diz que o tendão estava super degenerado e foi preciso 03 ancoras, decorrido já mais de 02 meses da mesma, sinto dores somáticas no mesmo tendão e região do manguito rotador e estou com movimentos limitadíssimos sem perspectivas de ganho de amplitude pois já realizei quase 30 sessões de fisioterapia e não vislumbro resultados satisfatórios e ainda com dores maiores do que aquelas contidas antes deste procedimento cirúrgico, o que devo fazer? me oriente por favor

      O sr. me respondeu que eu devia procurar o medico que me operou pra fazer novos exames
      Pois bem retornei ao mesmo, ele disse ser normal estas dores pois eu tinha adquirido uma capsulite adesiva e me fez uma aplicacação que melhorou a dor em descanso, mas ainda tenho muita dor em movimento, alem disto no movimento aitvo de flexão so consigo chegar a 100graus e no de abdução 95graus, ele me disse que eu bom ganharei mais 10 graus, ai ficarei com 115 e05, achei muito pouco praticamente nem funcional, isto é normal Dr.? ou poderia-se canhar bem mais ADM

      • supondo que teve uma capsulite adesiva, se tratar adequadamente é possivel recuperar boa parte do movimento, contudo, eu não te examinei, não vi seus exames, não vi a qualidade do seu tendão durante a cirurgia e portanto seria inapropriado emitir opinião sobre o que pode ou não estar acontecendo no seu caso…
        apenas ainda é muito cedo para sabermos como será seu resultado… eu explico aos meus paciente que apenas com 6 meses de pos operatorio saberei como seráo seus resultados… boa sorte

  • sandra setembro 11, 2014 at 12:00 Reply

    Resultado do exame: Tendao supraespinhal espessado, heterogeneo e de contornos irregulares, apresentando area de ruptura tranfixante junto a insercao tuberosidade maior do umero, medindo cerca de 1,6 x 1,2.

    Neste caso eh indicado cirurgia?
    A lesao ocorreu ha mais ou menos 1 mes.

  • Márcia Verônica setembro 11, 2014 at 14:24 Reply

    Tive um acidente em 16 de julho deste e ano e a artro-ressonância mostrou ruptura do labrum pôstero-inferior da glenóide com lesão da cartilagem hialina glenoidal adjacente (ruptura articular glenoidal) – GLAS Lesion. Há tambéma alteração da morfologia e sinal labral superior e anterior. É cirúrgico ou fisioterapia resolveria o caso?

  • Cláudia setembro 12, 2014 at 02:07 Reply

    Há um ano sinto dores no ombro direito, assim fui ao um ortopedista que solicitou uma ressonância magnética.O resultado foi que tenho uma ruptura parcial do tendão supraespinhal. Dois ortopedista indicaram cirurgia mas um outro me falou que tenho que tentar antes fisioterapia por 4 meses e depois avaliar novamente.Será que tenho mesmo que fazer a cirurgia? Será que tenho que tentar primeiro a fisioterapia? Eu não queria operar…

  • Rodrigo Ricardo Baldim setembro 15, 2014 at 15:50 Reply

    boa tarde, sofri um acidente de moto em 2010 e meu supra espinhal se rompeu . na epoca estava 3cm rompido.
    pratico musculação, e sei que com a queda perdi mais de 50% de força no ombro esquerdo.
    queria uma dica . com cirurgia de ligamento a força volta ? porque meu ombro não desenvolve a parte de traz .

  • Viviane setembro 16, 2014 at 00:23 Reply

    Olá! Tenho síndrome do impacto e um pouco mais de um mês voltou a me incomodar. Fiz uma ecografia do ombro e cotovelo o laudo saiu assim: ombro – Espessamento e redução da ecogenicidade do tendão supra espinhoso, por tendinose. Demais tendões do manguito rotator preservados. Derrame sindical na brisa subdeltoidea-subacromial relacionado a bursite. Tendão longo do bíceps luxado lateralmente para fora da goteira bicipital. Não se observam outras alterações de partes moles. Do antebraço: espessamento e redução da ecogenicidade do tendão extensor comum ao nível do epicôndilo lateral do úmero. To na 15 sessão de fisioterapia e a dor não passa. O que devo fazer?

  • mauro setembro 16, 2014 at 19:47 Reply

    boa noite! fiz uma ultrassonografia no meu ombro esquerdo o resultado foi: tendoes supraespinhoso,subescapular e infraespinhoso espessados e heterogeneos(tendinose).foco hipoecoico alongado,medindo 0,3 cm (t), de localização intrassubstancial no supraespinhoso,sugerindo foco de ruptura parcial.

    poderia me ajudar sobre esse resultado.

    grato, mauro

  • mabel balmant do espírito santo setembro 16, 2014 at 23:43 Reply

    gostaria de saber o que acontece se eu não operar? sofri uma queda e estou com ruptura completa de tendão no ombro e ligamentos parcialmente rompidos. O que pode acontecer se eu não fizer a cirurgia? ou retardá-la. A queda foi há 3 semanas.

  • Ricardo setembro 17, 2014 at 10:14 Reply

    Bom Dia !!
    Dr. Tenho uma ruptura completa do infra espinhal com retração de aproximadamente 3 cm conforme ressonância magnética, tenho dores frequentes e limitações em movimentos o que me afastou das minhas atividades laborais . Já estou aguardando a cirurgia a 01 ano pelo SUS, pois é, a minha pergunta Doutor é: Com esta demora para o tratamento é possível que fiquem sequelas, ou seja será que meus movimentos voltarão ao normal? Será que terei uma vida normal depois do tratamento concluído? Entendo que isto depende muito de paciente para paciente mas qual seria a maior probabilidade?
    Desde já agradeço a atenção
    Atenciosamente
    Ricardo

    • sim existe essa possibilidade…os resultados dependem da cicatrizarão do tendão que por usa vez dependem do tamanho da lesão e qualidade do tendão…

  • Claudia Honório setembro 18, 2014 at 09:24 Reply

    Bom Dia Dr. Joel! Sofri uma queda de cavalo há 12 anos atrás e desde então minha vida mudou, só que pra pior. Sofri com dores horríveis por 8 anos após a queda e em 2010 fui operada de artrodese cervical (c2, c3, c4 e c5). Achei que meus problemas estariam resolvidos, porém uma dor no ombro e pescoço irradiadas para o braço direto e omoplata persiste até hoje com aumento significativo da intensidade da dor, me obrigando a tomar remédios como Lyrica, Tramadol, Morfina e os analgésicos simples, bem como relaxantes musculares, visto que nenhum médico me diz o que tenho.
    Fui a um médico para ver meus dois joelhos, pois doem muito também e ele solicitou uma rnm do ombro direito, além dos joelhos.
    Recebi ontem os resultados e se por um lado estou aliviada pelo exame ter mostrado algo que as pessoas diziam estar apenas na minha cabeça, fiquei assustada e peço sua ajuda em me orientar e esclarecer. Sinto dores insuportáveis, fico enjoada, letárgica, com os pensamentos confusos, perda de memória, tenho insônia há muitos anos e as atividades diárias estão se tornando difíceis de realizar. Já não faço muitas coisas com a mão direita e tenho medo de perder os movimentos do braço, além de nunca ficar curada dessas dores. Tenho apenas 35 anos e uma vida pra viver… quero casar, ter filhos, mas vivendo assim, esse sonho se torna cada vez mais distante de mim.
    Segue a conclusão:
    Líquido na bursa subacromial-subdeltóidea;
    Leve espessamento do ligamento córaco-acromial;
    Edema nas margens da articulação acrômio-clavicular;
    Tendinopatia do supra-espinhoso;
    No leito da bursa subacromial-subdeltóidea.

    Me ajude Dr. Joel, pelo amor de Deus!
    Agradeço seu contato.
    Cláudia Honório

    • o laudo da ressonância não acrescentou muita coisa, mostra apenas bursite e tendinite, o que teoricamente não dói tanto e costuma melhorar com fisioterapia… infelizmente sem te examinar e ver seus exames não consigo te ajudar mais… seria importante procurar um especialista em ombro na sua região… boa sorte

  • Dr.agradecia a sua opiniao sobre este diagnosticO
    Fiz uma ecografia porque tinha imensas dores no ombro e braco esquerdo.
    Observa-se ruptura completa trans-tendinosa do tendao supra-espinoso,com uma retracao das suas fibras com cerca de 13 mm de extensao.Admite-se que esta ruptura se estenda as fibras mais anteriores do tendao do infra-espinoso.O tendao do sub-escapular encontra-se adelgacado com algumas areas lineares hipoecogenicas intersticiais que poderao traduzir areas de delaminacao.
    Tendao da longa porcao do bicipite centrado na respectiva goteira,sem sinais de ruptura.Identifica-se liquido a distender a bursa sub-acromial-subdeltoideia e ao longo da bainha synovial do tendao da longa porcao do bicipite em relacao com a ruptura acima descrita.

    Com os meus cumprimentos e muito agradecida se o Dr me poder dar a sua opiniao.

    Berta M.

  • Daniel setembro 19, 2014 at 15:02 Reply

    Minha escapula desaloco, ficou alada. Na época fazia academia porém não treinava exorbitantemente, assim um dia quando levantei de uma cadeira doeu muito meu ombro, ardia muito, enfim no outro dia acordei com a escapula alada. Durante o decorrer dos dias embaixo do braço a pele ficou sensível e a musculatura flácida. Fiz um ultrassonografia e não acusou nada discrepante, todavia diz que há ausência de líquido intra-celular e na bursa subacromial-subdeltóide. Qual as chances de ser algum tipo de esclerose ou distrofia? Obrigado.

    • existem algumas doenças neurológicas temporárias que causam isso… sugiro que procure um neurologista para te acompanhar junto com um ortopedista de ombro ok? precisa acompanhar teu caso de perto…

  • Edna Ribeiro setembro 20, 2014 at 10:35 Reply

    Olá gostaria que se fosse possível me ajudasse a tirar uma dúvida; fiz um ultrassom do ombro direito que esta escrito que o tendão supraespial de espessura preservada ,apresentando -se duscretamente heterogêneo, pela presença de diminutas áreas anecóicas em suas fibras insercionais , medindo 1.0mm, sugerindo microfissuras .Ausência de sinais de derrame articular.Sinto dor no ombro e vem até o cotovelo ,o meu médico sugeriu fisioterapia, será que só com a fiso melhora ou e algo pra cirurgia.
    Se poder me responder ficarei grata.
    Edna

    • geralmente fisioterapia resolve sim… entenda que não te examinei e nem avaliei seu exame, mas supondo que é isso mesmo, acredito que sim…

  • ricardo tarcha setembro 23, 2014 at 10:21 Reply

    Dr. Joel em primeiro lugar muito obrigado pela atenção, aproveito a oportunidade para tirar outra dúvida se for possível.
    Nesta mesma ressonância que fiz consta “ossificação adjacente dos componentes ósseos da articulação acromioclavicular, sugerindo OS ACROMIALE. Andei pesquisando a respeito e fiquei com algumas dúvidas.Esta pode ser uma das causas desta ruptura,apesar de eu ter caído também?Este problema também tem que ser corrigido cirurgicamente? Pergunto isto Dr. pois depois da última consulta que tive os médicos pediram os seguintes exames: ap-verdadeiro, perfil-escapular e axilar. Sendo eu um ignorante no assunto pensei, porque raio x se já tenho a ressonância magnética? E depois de algumas pesquisas cheguei a esta conclusão. Será que estou certo?
    Mais uma vez muito obrigado pelas informações

    Atenciosamente
    Ricardo

    • na verdade a radiografia é usada para se avaliar melhor a parte óssea… o os acromiale só é cirúrgico quando o paciente refere dor, devido a mobilidade presente , caso contrario nada é feito rotineiramente…

  • Carlos Alberto setembro 23, 2014 at 20:34 Reply

    Boa noite!
    Dr. Joel, gostei muito de seu artigo, favor tirar algumas dúvidas referente ao procedimento da artroscopia, esta cirurgia é eficaz também no combate a dor muscular pós operatório? Suponhamos que um paciente jovem, atleta, de +ou- 30 anos for diagnosticado com o rompimento parcial do supra espinhal e uma lesão na Bursa gerando derrame e o procedimento, (artroscopia), for realizada, quais as probabilidades, (ou porcentagens), deste paciente voltar a praticar esportes? O mesmo terá restrições de exercícios? Caso o paciente fosse orientado a fazer sessões de físio, tratamento com medicamentos e criotratamento, acompanhado por profissionais, estas técnicas seriam suficientes para a recuperação total deste paciente?

    • Na verdade indicar uma cirurgia depende de diversos fatores e nao somente ter ou nao ter uma lesao…
      O tratamento conservador, nao cirúrgico, sempre deve ser tentado
      Especialmente, se tratando de uma lesao parcial…

  • Dr. Joel Murachovsky
    Fiz Ressonância magnética do ombro direito e esquerdo.
    O ombro direito o laudo foi o seguinte:
    Tendinopatia leve intra substancial de fibras justas insercionais do supra espinhoso, assim como ao nível da inserção do infra espinhoso, com focos de hipersinal intra substância. Não há espessamento significativo, lesões transfixante ou roturas tendíneas francas.
    Associam-se focos de degeneração cística subcortinais no aspecto posterior da cabeça umeral, subjancentes à inserção tendínea do infra espinhoso.

    Posso considerar síndrome do manguito rotador ou tendinite?

  • adriana setembro 25, 2014 at 22:51 Reply

    ancoras de fixaçao cirurgica no tuberculo maior do umero,sem sinais de soltura
    tendaoes do supraespinal e infraespinal espessados e heterogeneos,destacando-se pequena fissura longitudinal degenerativa intrasubstancial na porçao posterior do tendao do supraespinal, com diametro de 0,5cm,sem sinais de tranfixçoes.
    pequena rotura parcial longitudinal degenerativa justainsercional na porçao superior do tendao do subescapular,acometendo mais de 50% de suas fibras e com diametro transverso de 0,4 cm,sem tranfixaçoes.
    tendao da cabeça longa do bicipes topico,espessado e heterogeneo na porçao proximal,caracterizando tendinopatia.;alteraçao de sinal da porçao superior do labio glenoidal,podendo corresponder a alteraçao degenerativa,lesao.
    leve distençao capsulo sinovial acromioclavicular,doutor vou ter que fazer nova cirurgia?

    • eu não posso te dizer nem que sim nem que não sem te examinar e ver seus exames… minha opinião aqui não é precisa e não vale muito… sugiro que volte no colega que te operou e que pediu exame para ele te informar o que acha mais prudente para seu caso…

  • josiane mota setembro 27, 2014 at 09:06 Reply

    olá sou josiane,e tem um tempo q fui ao ortopedista e ele disse q eu tinha machucado o manguito do ombro esquerdo,fiz um tratamento com injeçoes e toragesic,ele pediu um ultrasom mas eu ñ fiz,parou d doer e de uns tempos pra cá vem doendo denovo,será q ele ñ sara com medicamentos?? eu faço musculação,mas no ombro só levanto 1kg pra ñ machucar,a dor só alivia com cetoprofeno,gostaria d saber se um dia possa melhorar e eu ñ precisar mais tomar remédio eu axo q ñ éo caso d cirurgia,claro ñ sei,mas a dor passa com o remedio

    • sugiro que retorneao médico, faça o ultra-som, para se saber com que está lidando e trate adeqiadamente… só medicação não vai resolver…

  • Thais setembro 29, 2014 at 14:33 Reply

    Fiz uma ultrassom e deu tendinopatia infraespinhal…
    O que me indica?
    Obrigada!

  • Caroline Ambrosin outubro 1, 2014 at 22:38 Reply

    Boa noite, Dr. Joel!

    Meu pai caiu em cima do ombro direito e desde então não consegue mais levantá-lo, isso faz cerca de dois meses.

    Foi ao médico, fez uma infiltração, algumas sessões de fisioterapia mas o movimento não foi recuperado, embora ela não sinta dor.

    Semana passada fez uma ressonância e foi constatado que há um espaço de 6 cm entre as “pontas” de um tendão rompido. Ele está muito triste, pois o médico disse que se ele for operado corre o risco de perder os movimentos de uma vez, sendo que o fisioterapeuta também confirmou que possivelmente ele tenha perdido totalmente o movimento do braço. O médico disse, ainda, que essa lesão seria antiga e a queda só teria piorado.

    Nosso maior desespero é que ele é motorista e com o braço sem movimento sua habilitação não será renovada, tirando dele sua fonte de sustento.

    Pedi para que ele procurasse outro especialista, mas ele está desacreditado.

    O que o sr. pensa?

    Desde já agradeço imensamente a atenção!

    Att,

    Caroline

    • acredito que existem outras possibilidades de tratamento, na minha experiencia e me baseando na literatura cientifica mundial, se seu pai tem uma lesão extensa, mesmo que antiga, um reparo parcial é melhor do que nada fazer, supondo que não seja possivel o reparo total, entende?
      é um caso dificil, pode não funcionar, mas na maioria das vezes funciona…
      boa sorte

  • izalene theiss outubro 3, 2014 at 17:17 Reply

    tenho 53 anos e fiz este ultrassom
    Tendao do supraespinhoso espessado e heterogeneo, inferindo a tendinopatia associada à desontinuidade de suas fibras anteriores, junto à inserçao no tuberculo maior, medindo cerca de 12x9mm, devendo corresponder à ruptura parcial transfixante.
    moderado derrame articular, com extensão para a bursa subacromial e para os recessos adjacentes.
    Demais tendoes componentes do manguito rotador de configuração anatomica.
    musculatura adjascente sem alteraçoes ecograficas significativas.
    pergunta? tem tratamento para isso ?? ou e caso de cirurgia??

    • sugiro 2 coisas: fazer uma ressonancia desse ombro e passar em um especialista de ombro, pois confirmado uma lesão completa do supra espinal, o que você pode ter, com 53 anos seria para tratar com cirurgia…
      boa sorte

  • Arilton outubro 3, 2014 at 20:05 Reply

    Boa noite, Dr. Joel Murachovsky.

    Após acidente doméstico (que resultou em MUITA DOR NO MEU OMBRO DIREITO), consultei com um ortopedista e, por solicitação do mesmo, fiz uma ressonância magnética, cuja conclusão foi “ATROFIA TOTAL DO VENTRE MUSCULAR SUPRA-ESPINHAL À DIREITA, MUITO SUGESTIVO DE DENERVAÇÃO CRÔNICA.”
    Pesquisei no Google e descobri seu site (esclarecedor, por sinal).
    Mas ainda estou com dúvida (o que realmente aconteceu com meu ombro, se é grave, se é caso para cirurgia, e se voltarei a ter os movimentos normais do meu ombro direito).
    Estou preocupado, e ficarei grato se eu puder saber uma opinião sua à respeito da minha situação.

    Agradeço desde já pela atenção.

    • se realmente você tiver uma denervação cronica do supra espinal, deve ter tambem do infra espinal, pois o nervo supraescapular inerva ambos os musculos, agora com atrofia total do musculo, é bem provável que não seja possivel retomar os movimentos normais, deve ficar algum deficit…
      importante realizar uma eletroneuromiografia e ter certeza o que esta acontecendo no seu caso e tratar o mais rápido possível

  • César outubro 4, 2014 at 08:30 Reply

    Olá Joel
    Do nada comecei a sentir dores no ombro direito em agosto de 2014. Fui ao médico e solicitou Ressonância que acusou -
    - mínimas alterações degenarativas acrômio clavicular.
    - tendinopatia leve na inserção do supra espinhal.
    - tendinopatia moderada do suescapular com fino traço de ruptura parcial no seu terço proximal.

    O médico receitou antiinflamatório e 20 sessões de fisioterapia e se não melhorar uma possível cirurgia. Após quinze dias já tomei a medicação e estou na quinta sessão, mas as dores continuam.

    Pergunto. Teria mais alguma sugestão complementar ao do médico que consultei?
    Há alguma coisa para aliviar a dor (gelo) e acelerar resposta da fisioterapia que eu possa fazer em casa?
    Se a fisioterapia não melhorar é o caso de cirurgia mesmo?
    Obrigado

    • sinceramente sem te examinar e ver seus exames, minha opinião vale pouco… pode ser que tenha uma lesão da polia do biceps mas não tenho a resposta de que se não melhorar com fisioterapia seu caminho será a cirurgia. o Gelo ajuda a diminuir a dor, com certeza…
      boa sorte

  • Onilse Soares outubro 6, 2014 at 19:33 Reply

    Sinto dores nos ombros desde 2010, com piora significativa em 2014 após uma queda, fui ao ortopedista que me receitou antiinflamatórios e fisioterapia, sem melhora. Consultei um especialista que solicitou uma ressonância, com resultado de tendinopatia subescapular, lesão do aspecto superior do lábio glenóide, inserção anômala do tendão peitoral menor. Como meu médico ausentou por um período, e estou muito ansiosa para saber sobre o tratamento, gostaria de saber sua opinião. Desde já agradeço. Tenha uma Boa Noite.

    • desculpe mas não é ético eu que não te examinei e nem vi as imagens de seu exame te apontar tratamento enquanto o colega que fez tudo isso não conversou contigo… por favor aguarde sua consulta e tire todas suas duvidas com o colega

  • Ivonete Godoy outubro 6, 2014 at 22:09 Reply

    Oi doutor, fiz a cirurgia do ombro através de artroscopia, para retirada de osteofitos, calcificação tendinea, inflamação severa da bursa, desgaste leve do acrômio, o tendão estava rompido e foi colocado uma ancora, perdi um pouco do movimento de rotação externa e ainda tenho um pouco de dificuldade com movimento para trás na parte de baixo como secar após urinar, sou professora tenho 17 anos de profissão, quero saber se é possível trabalhar normalmente como fazia antes da cirurgia, estou afastada com restrição, faz 1 ano e 1 mês que realizei a cirurgia, desde já grata.

    • já deveria ter recuperado o movimento, portanto pode ser que não recupere mais. Por outro lado, isso não seria impeditivo do seu retorno ao trabalho como professora…

  • Denise Costa outubro 7, 2014 at 11:33 Reply

    Bom dia Dr.! eu estou sofrendo a 4 anos com dores no ombro esquerdo,já fiz acuputura,fisioterapia, já tomei bastante anti-inflatórios e nada resolveu.Fiz agora uma ressonância onde consta:Acrômio encurvado tipo III com sinais de inclinação anteroiferior,notando-se espassemento do ligamento córacoacromial e discreta fissura intratendínea na trasição supra/infraespinhal. E gostaria muito de saber do senhor se ha alguma gravidade se é preciso cirurgia ou a fisioterapia resolve? Sendo que ja fiz bastante e não vi resultado. Desde já agradeço!

    • Por esse laudo não há com o que se preocupar… contudo, entenda que não te examinei e nem vi as imagens do seu exame, que é muito mais importante do que ler o laudo… também precisaria avaliar a qualidade da fisioterapia que tem feito… retorne ao colega que esta lhe tratando e comente que você não está vendo melhora no seu quadro, ok?

  • Nivia Maria Bezerra outubro 8, 2014 at 19:37 Reply

    Meu marido fez uma cirurgia no ombro e fisioterapia. Hoje recebeu o resultado da ressonância de acompanhamento e teve como resultado sinais de rotura na região posterior do tendão supraespinhal, transfixante com afastamento de até 12mm do coto. Bursite subacromial-subdeltoidea. Derrame articular glenoumeral. Discreta tendinotipatia do terço superior do infraespinhal. Isso significa que ele poderá fazer nova cirurgia? Só a fisioterapia poderia ajudar na recuperação?

    • isso tudo é relativo? depende do tamanho da lesão antes de operar, tentar diferenciar entre uma não cicatrização de parte da cirurgia X reruptura…

  • Vitória de Oliveira outubro 9, 2014 at 18:51 Reply

    Dr. Joel, após uma ressonância, o resultado indicou, além de bursite, tendinopatia do supraespinhal caracterizada por heterogêneo hipersinal na região distal desse tendão (tendinose), associado a foco de rotura parcial intratendíneo, medindo 3,5mm, em sua inserção.
    Tenho 43 anos, praticante de atividades esportivas, inclusive de luta, e lhe pergunto: o senhor acha que meu caso é cirúrgico?
    Desde já agradeço a sua atenção a mim dispensada.

    • realmente se as imagens mostram isso que foi laudado, acredito que fisioterapia seja o melhor para você… mas precisa manter acompanhamento pois essa lesão parcila pode aumentar com o tempo, especialmente porque você é muito jojem e usa muito o ombro…

  • Aldo outubro 11, 2014 at 00:26 Reply

    Parece simples mas não consigo melhorar (resultado da RM: discreta tendinose supra espinal esquerda e osteartrose acrômio-clauvicular em fase inicial). ja tomei medicamento e fisioterapia faço há mais de dois meses. após levatar um peso na academia acima dos obros a musculatura por trás dos ombros enrijeceu,direcionando tambem o enrigecimento para o nervo do braço porém sem dor, continuei treinando, senti que sempre havia compensação, pois o ombro esquerdo voltava para trás, o outro não. O ortopedistas autorizou continuar treinando visto que não tinha nada rompido, só que mais leve, será que não melhoro devido ao treino mesmo leve? depois veio o pior, após um torcicolo que não melhorava, fiz RM da cervical e comprovou duas prostrusão e um abaulamento. Abçs

    • parece que seu problema é muito mais relacionado a coluna cervical do que ombro.. converse com seu médico, do que pode ser feito para tratar os doi problemas adequadamente

  • Ivanete Martins outubro 13, 2014 at 18:34 Reply

    Fiz ressonância do ombro Direito e o resultado foi: Espessamento insercional dos tendões do supra e do infra espinhal, associada a hiperintensidade de sinal DP intra substancial. Pequena formação cística no acrômio proximal medindo 4 mm. Redução do espaço articular acrômio clavicular, associada a espessamento capsular e osteófitos cursando com tênue edema ósseo periarticular. Acrômio com borda inferior côncava (tipo II de Bigliani). Lâmina de derrame articular glenumeral. ( Tendinopatia do supra e do infra espinhal. Aletarções degenerativas da articulação acrômio clavicular, associada a sinais inflamatórios).

    Fiz Raio X do ombro Direito e o resultado foi: Incipiente osteófito acromial. Focos de calcificação em partes moles adjacentes a tuberosidade umeral.

    Fiz Ultrasson do Punho Direito e o resultado foi: Pequeno acúmulo focal de líquido em partes moles do dorso do punho que pode corresponder a pequeno cisto ou acúmulo líquido focal. Irregularidade de contornos ósseos do dorso do punho.

    Fiz Ultrasson do Cotovelo Direito e o resultado foi: Epicondilite lateral do cotovelo.

    Favor informar qual o tratamento adequado. Em algum caso é necssário cirurgia?

    Antecipo agradecimentos.

    Ivanete

    • desculpe não posso infirmar o tratamento adequado me baseando apenas num laudo de exame, depende de seu exame clinico, queixas, atividades etc…
      precisa parar num especialista em ombro e cotovelo para que seja examinada e para que ele veja as imagens de seus exames e te informe o que acha mais adequado para o seu caso, ok?
      boa sorte

  • Giani outubro 14, 2014 at 21:53 Reply

    Minha filha de 6 anos se queixa de dores nos ombros, que irradiam para os cotovelos a alguns meses, agora fizemos uma ressonância o resultado foi distensão líquida da bursa subacromial-subdeltoidea e edema ósseo na articulação acronia-clavicular, provavelmente secundário a sobrecarga mecânica.Gostaria de uma orientação, até poder levar o exame ao médico.
    Desde já agradeço.

    • desculpe mas sua filha faz alguma atividade esportiva para justificar essa sobrecarga? repouso e gelo 4x por dia por 5 minutos cada vez ajudara diminuir a dor
      contudo isso não costuma ocorrer numa criança dessa idade…

  • Mabel Balmant do Espírito Santo outubro 16, 2014 at 00:19 Reply

    Olá, há cerca de 40 dias sofri uma queda que resultou em uma ruptura total de tendão e ligamento do ombro direito. O especialista verificou em ressonância a necessidade de procedimento cirúrgico. Gostaria de saber o que poderia acontecer se eu programasse essa cirurgia para daqui a seis meses, onde, profissionalmente estaria melhor estabilizado – assinei uma promoção recentemente e preciso ficar por pelo menos um semestre sem nenhuma intercorrência profissional. O médico afirmou que eu devo ficar seis meses afastado do trabalho. Agradeço e aguardo resposta.

    • lesão traumatica deve ser operado o mais rápido possivel, pois o tendão degenera e retrai mais rapido… os melhores resultados são obtidos por aqueles operados nos primeiros 3 meses…

  • Angélica Alves outubro 16, 2014 at 22:54 Reply

    Fui ao ortopedista mas, de cara me indicou reumatologista, ele pediu ultra- sonografia ombro esquerdo.
    Conclusão:Tendinopatia Do Supra-Espinhoso apresentando espessamento, hipoecogenicidade e perda do padrão fibrilar na sua porção distal.
    Isso tem um ano e seis meses, já tomei vários anti – inflamatório, já cheguei tomar injeção, já fiz várias sessões de acupuntura e fisioterapia e estou com dores insuportável. Devo procurar um ortopedista ou reumatologista.

  • Ada Anjos outubro 19, 2014 at 23:28 Reply

    Boa Noite.

    Vai fazer uma semana que tomei um tombo ao escorregar em uma calçada molhada, usei o braço esquerdo para me apoiar no momento da queda e desde então tenho tido dores no ombro, se estendendo volta e meia até o cotovelo e parte da coluna. Fui num ortopedista e traumatologista 5ª feira e ele disse que pode ter sido uma fissura no ombro, o que é estranho pois isso é mais comum entre mulheres lá para os 50 anos e sempre tomei muito leite (o que não sei mais se foi útil depois de algumas informações que recebi sobre este), me indicou o uso de uma tipoia americana, um raio-x e me passou remédios.
    O problema é que um desses remédios é de manipulação e ainda não pude compra-lo, a farmácia que encontrei por um preço mais acessível pede uma receita separada para ficar com eles, por enquanto estou usando uma tipoia de pano, ainda tem o fato de que só conseguirei resolver algo sobre o raio-x 2ª feira, no período da tarde senti uma forte ardência no ombro, deixando ele quente, que se estendeu ao cotovelo e orelha, chegando ao ponto de me deixar enjoada, alem de pontadas no ombro em momentos aleatórios!! O que ta acontecendo? Uma pequena fissura pode fazer esse estrago todo??

    Grata pela atenção!

    • muitas coisas podem ter ocorrido e nenhuma delas é tão simples como o que lhe foi falado e podem doer muito se não tratadas adequadamente
      precisa fazer gelo local 4 x por dia, tomar uma anlgesico ajuda a diminuir a dor e entenda que o exame de raio x pode vir normal… precisa fazer ressonancia magnetica tambem ok?
      boa sorte

  • boa noite, sofri um assalto levaram a minha moto quebrada pois eu a bati ela a 140 por hr numa arvore, e tbm pulei embaixo de um carro eles estavam em 4 motos e todoscom ponto 40, mesmo assim eu corri, e depois quando pulei embaixo do carro eu fraturei o ombro isso foi da 22 de fevereiro so agora vou ver o dia em que vou operar vou passar pelo medico dia 27 agora, tenho 50 anos a minha recuperaçao sera lenta sou instrutor de auto escola carro e moto, apos a operaçao quanto tempo vou ficar parado ainda, obrigado pela atençao, um abraço

    • Depende da cirurgia que irá fazer, pois não entendi que tipo de fratura será operada apos 8 meses… deve ter algo a mais que não soube explicar…

  • Wemerson outubro 23, 2014 at 08:34 Reply

    Bom dia!
    Eu sofri um acidente de moto dia 04/10/2014 e meu ombro esquerdo “saiu do lugar” ainda estou usando tipoia e ficarei com ela até dia 25/10/14. Minha preocupação é se terei que submeter a tratamento cirúrgico ou se consigo através de fisioterapia e reforço muscular, pois fui aprovado recentemente em um concurso público e tenho que realizar a avaliação física no final de dezembro/2014, no cronograma tenho que realizar algumas flexões de braço e estou muito preocupado. Realizei uma ressonância magnética do ombro e no laudo consta:
    COMENTÁRIOS:
    Os seguintes aspectos foram observados:
    • Articulação acromioclavicular preservada.
    • O acrômio é do tipo II de Bigliani (superfície inferior ligeiramente côncava) e apresenta inclinações anterior neutra e lateral minimamente positiva.
    • Os tendões do manguito rotador apresentam morfologia, espessura e intensidade de sinais normais.
    • Distensão liquida laminar da bursa subacromial/subdeltoideana.
    • O tendão da cabeça longa do bíceps apresenta trajeto habitual pelo sulco intertuberositário, mantendo espessura e intensidade de sinais normais. Observa-se pequena distensão liquida de sua bainha, envolvendo toda a sua circunferência.
    • Irregularidade, espessamento e hipersinal da inserção glenoidea do complexo cápsulo-labral glenoumeral inferior.
    • Espessamento e irregularidade do ligamento glenoumeral médio, sugerindo lesão do mesmo.
    • Planos musculares sem sinais de degeneração gordurosa significativa.
    • Volumoso derrame articular glenoumeral distendendo os recessos articulares.
    • Distensão liquida laminar da bursa subacromial/subdeltoideana.

    CONCLUSÃO:
    Avaliação por ressonância magnética do ombro esquerdo evidenciando:
    • Lesão de Hill Sachs.
    • Lesão de Bankart.
    • Sugestiva ruptura do ligamento glenoumeral inferior e da banda anterior do complexo cápsulo-labral glenoumeral inferior.
    • Recesso articular axilar com amplitude aumentada.
    • Distensão líquida da bainha do cabo longo do bíceps, presumivelmente por extensão do volumoso derrame articular glenoumeral.
    • Bursite subacromial/subdeltoideana (discreta).
    • Acrômio minimamente inclinado lateralmente.
    Desde já agradeço pela atenção.

    • houve lesão labral anterior e inferior. A indicação de cirurgia para isso depende da idade do paciente, atividades e expectativas… se voce tem menos de 30 anos, faz esportes e é muito ativo, indicaria a cirurgia… contudo poderia esperar passar o concurso publico, faria fisioterapia para recuperar a movimentação e força para fazer o teste fisico… mas depois operaria pois existe grande chance de voltara deslocar o ombro… por outro lado se não for esse seu perfil trataria sem operar e so operaria se por acaso ocorresse um novo episódio…

  • Adriano Carlos Pereira outubro 25, 2014 at 19:44 Reply

    Durante muitos anos tive dor no ombro, procurei o medico e descobri que tinha romptura total no tendão supra espinhal .fiz uma cirugia e não foi possivel recupera o tendão pois esta degenerado o medico disse que meu caso é proteses , sou pobre o que mais pode piorar ,

  • Aparecida Alexandrina de Paulo outubro 28, 2014 at 16:28 Reply

    Boa tarde Dr A um ano acordava a noite com dores muito forte no ombro direito,fui ao medico e
    fiz exame ultrssonográfico. Conclusão:Exame ecográfico sugestivode rotura trasnfixante do
    tendão supra-espinhal.Ainda não levei o resultado medico,o senhor pode mim dizer
    se precisa sirúgia.Desde agradeço.

  • Francisco Mesquita outubro 28, 2014 at 20:35 Reply

    Boa noite.Sou dentista tenho 62 anos/36 de profissao/ ate hoje trabalho dia todo.No inicio deste ano senti limitaçao no movimento do braço direito,meados de maio passei a ter desconforto para dormir devido a dor nao muito intensa.Consultei, no Rx tudo normal foi pedido ressonancia cuja conclusao foi”-alteraçoes degenerativas das articulaçoes acromioclavicular e glenoumeral”-ruptura transfixante do tendao supraespinhal”-tendinopatia e rupturas parciais do tendao infraespinhal”-bursite subacromial-subdeltoidea e subcoracoidea.Com estas informaçoes e possivel o senhor dar um parecer.A tempo a ruptura tem extensao aproximada de 1.4 x 0.7 cm.Um abraço e muito obrigado desde ja.

    • se o laudo for correto, existe uma lesão cirurgica para o senhor que precisa trabalhar usando o ombro…se não fosse ativo, não usasse tanto o ombro talvez fisioterapia fosse suficiente, mas não acredito que seja o melhor no seu caso…

  • Raimundo Mário outubro 29, 2014 at 17:03 Reply

    Tenho a síndrome do manguito rotator e irei me operar, o que faço para aliviar as dores?

  • André Oliveira outubro 30, 2014 at 12:17 Reply

    Ola doutor
    tenho 33 anos e minha ressonância deu um resultado de que esta comprometido 50% do tendao do supraespinhal.
    É caso cirúrgico ?
    E gostaria de saber se posso continuar a fazer musculação pos cirurgia
    ou se nao for cirugico existe a possibilidade de continuar a fazer musculação.

    • se realmente for uma lesão de 50% da espessura, não… mas precisa acompanhar de perto pois tende a aumentar com o tempo…
      alguns exercicios devem ser evitados, mas quanto a isso seria melhor conversar com seu medico..

  • ana marcia almeida batista outubro 30, 2014 at 17:42 Reply

    boa noite dr tenho uma lezao no ommbro esquerdo seguido sai do lugar e dói muito tive um acidente de trabalho a seis anos e deus então n melhorei agora voltei a trabalha sera q operando esolve?

  • sueli outubro 31, 2014 at 05:48 Reply

    Bom dia doutor! No dia 17/07/14 fiz uma cirurgia do manguito rotator. Fique 35 dias na tipoia. Começcei a fisioterapia no dia 29/08/14, vou todos os dias e faço varios exercicos. Mas conforme vou forçando mais, meu braço do ombro para baixo até o polegar estão doendo muito. Principalmente a noite, não consigo acha posição para o braço. Ombro doi, por causa dos exercios, mas essa dor no braço esta me incomodando muito. Entrei em contato com meu medico, e ele disse que por ter ficado muito tempo na tipoia, houve uma inflamação no cotovelo, tomeis tres injeções de b12 e antiinflamatorio. sem sucesso. o que o sr me diz?

  • lilian costa novembro 2, 2014 at 11:00 Reply

    Tive uma queda devido a uma onda forte que me derrubou, depois disso o ombro saiu do lugar 3 vezes sendo que consegui colocar de volta sem a ajuda medica, fiz a ressonância magnética e o resultado foi:
    – Irregularidade da superfície cortical com área de edema ósseo associado, localizado no aspecto póstero-lateral da cabeça do úmero, compatível com lesão Hill- Sacks;
    - Pequena área de edema na medula óssea do tubérculo anterior da glenóide;
    - Alteração degenerativa na articulação acrômio clavicular;
    - Acrômio tipo I de Bigliani;
    - Alteração na morfologia e no sinal do labrum antero-superior, podendo corresponder a lesão;
    O médico avaliou o exame e o tratamento q foi passado 21 dias o ombro imobilizado com a tipoia , mais as dores começaram a aparecer depois de 10 dias depois do primeiro deslocamento do ombro e para dormir com a tipoia sinto muita dor é normal essas dores? Ficar quieta na cama em uma posição sem a tipoia pode?

    • depois de 3 episodios de luxação recidivante do ombro, a cirurgia é a melhor opção. pode ficar sem a tipoia um pouco mas deve evitar as posições que sabe que fazem seu ombro deslocar… precisa procurar um especialista em ombro na sua região…

  • Cristiane Cunha novembro 2, 2014 at 18:05 Reply

    Boa noite. Atuo na odontologia há 27 anos. Tenho 45. Desde julho deste ano sofro com dor no ombro esquerdo. Fiz ressonância magnética com resultado: tendinose no supraespinhoso e subescapular na zona crítica sem ruptura e osteoartrose acromioclevicular com edema na medular óssea. Faço massoterapia, acupuntura e já fiz 30 sessões de fisiterapia.Tenho previsão de mais 10 sessões de fisioterapia.i O traumato, especialista em ombro,disse que dificilmente uma cirurgia valeria fazer no meu caso. O que achas da osteopatia pro meu caso( foi só o que ainda não tentei)?? Penso até em fazer Reiki. Como dá prá observar estou me esforçando muito. Desde já agradeço.

  • Francislaine Ferrari novembro 3, 2014 at 16:34 Reply

    Olá Dr.
    A um mês cai de um banquinho que estava sentada e com o impacto tive uma fratura na clavícula, uma fratura na tuberosidade maior, luxação anterior de ombro!
    As dores que sinto são insuportaveis, ja não tenho sensibilidade na minha mão e dedos, ainda assim consigo com muita dificuldade movimentar o antebraço mas com esse movimento sinto muita dor no pulso principalmente na extremidade esquerda, apartir do ombro até o cotovelo nao tenho nenhum movimento! O médico solicitou um exame chamado neuromiografia pois suspeita de uma possível lesão no plexo braquial.(irei realizar o exame dentro de vinte dias a pedido do médico)
    Minha dúvida é
    Será possível a confirmação da lesão no plexo braquial? Se confirmada qual melhor procedimento?
    Já estou fazendo uso dos medica mentos Dorene 75, Tyleso 30 e Etna associado a uso de tipoia e sessoes de fisioterapia.
    Por favor Dr me esclareça o que for possível com tais informações.

    Desde já agradeço pela atenção!

  • Lilian novembro 3, 2014 at 19:27 Reply

    Boa noite, estou sentindo dor no ombro esquerdo há mais ou menos 2 meses, não é uma dor constante, dói com alguns movimentos, principalmente colocando o braço esquerdo pra trás. Fiz ressonância e o resultado foi o seguinte:
    - discretas irregularidades das superfícies articulares acrômio-claviculares.
    - acrômio do tipo I de Bigliani, com leve inclinação inferolateral de sua extremidade.
    - demais estruturas ósseas com morfologia e sinal da medular conservados.
    - lábios da glenóide sem evidências de lesão.
    - leve tendinopatia do supra-espinhal com alterações de sinal intrínsecas, sem descontinuidade de suas fibras.
    - demais tendões do manguito rotador com espessura e sinal conservados.
    - tendão da cabeça longa do bíceps íntegro e em topografia habitual.
    - aumento do líquido em bursa subacromial-subdeltóidea (bursite).
    - ausência de derrame articular glenoumeral significativo.
    - ventres musculares tróficos.
    Gostaria de saber se é caso de cirurgia ou só com fisioterapia resolve. Obrigado pela atenção.

  • Ely Francisco Teles novembro 3, 2014 at 20:25 Reply

    Boa noite Dr. Tive de me segurar com o braço esquerdo para não cair de uma altura de 4,00m. Um mês depois um exame de ultrassom constatou “Aspecto ecográfico compatível com pequena rotura parcial do tendão supra espinhoso medindo 9x9mm Longitudinal x transversal às fibras”. O que isto significa? Não consigo levantar o braço na altura do ombro e sinto muitas dores principalmente à noite. Já tomei muitos anti-inflamatórios.

    • há uma lesão do tendão… precisa marcar consulta com um especialista em ombro para que seja solicitado uma ressonancia magnetica de seu ombro e para tratar esse seu problema de maneira adequada…

  • Joel novembro 3, 2014 at 21:24 Reply

    Boa noite Dr. Joel

    Semana passada fiz a RM do ombro esquerdo com o seguinte resultado:

    ANÁLISE:
    Fissura na base do labrum glenoidal póstero-inferior,sem destacamentos evidentes.
    Tendinopatia do supra-espinhal,sem lesões.
    Demais tendões do manguito rotador sem particularidades.
    Tendão do cabo longo do bíceps íntegro e tópico.
    Discreto edema da superfície articular acrômio-clavicular.
    Inclinação ínfero-lateral do acrômio.
    Demais estruturas ósseas sem particularidades.
    Ausência de derrame articular.
    Ventres musculares tróficos.

    Já estou realizando fisioterapias, porém, gostaria de saber do que se tratam estas lesões e se só com fisioterapia resolve.

    Obrigado.

    Joel

  • Enicira Regina Silva novembro 4, 2014 at 12:49 Reply

    RX do ombro esquerdo…Diminuta área pseudo-cística no troquiter. O que significa? Obrigada

    • apenas baseando-se no raio X nada, vc tem dor? limitação de movimento, fez uma ressonância magnética desse ombro…para opinar precisaria de mais informações
      boa sorte

  • Marcelo novembro 4, 2014 at 13:07 Reply

    Boa tarde Dr. Joel, sou de Porto Alegre RS e cai de moto a uma semana e bati com o ombro no asfalto por cima de uma jaqueta de couro e embora não sinta dor, sinto uma limitação de movimentos no ombro direito, pois ao vestir uma camiseta ou tentar segurar o corrimão superior do ônibus, ou pegar algo mais alto, sinto dor no ombro e sua musculatura ao redor. Tenho 30 anos, magro e sou saudável, nunca machuquei nada gravemente, mas, embora o trauma no ombro, tenho força e nenhuma lesão externa aparente no braço. Movimentos que não necessitem levantar o braço acima do ombro faço normalmente sem dor em todas direções e angulos. Penso em tomar algum anti-inflamatório tipo Tandrilax ou Cataflam, na sua visão qual melhor para esse caso? Desde já obrigado!

    • como a dor vem persistindo há alguns dias , acho que seria importante passar com um especialista em ombro na sua região para ter certeza que nada de grave ocorreu com seu ombro e dessa maneira trata-lo de maneira adequada…

  • Rodrigo Galvão Vilarindo novembro 5, 2014 at 11:00 Reply

    Olá Dr. Joel! Estou com uma lesão crônica no meu ombro direito (obs.: sou destro) ha pelo menos 04 anos, desde quando lesionei alguns tendões fazendo academia. Na época tratei com medicação e fisioterapia, fiquei “bem”, mas de lá para cá não fiz mais atividade física, logo não fortaleci o mesmo. Sendo assim entra ano e sai ano e meu ombro dói, melhora aí faço fisioterapia e tal… Só que mês passado resolvi que ia procurar um médico e fazer qualquer exame que ele pedisse afim de ficar 100% bem, desde então já fiz quase 30 sessões de fisioterapia e meu ombro ainda dói, então voltei lá e fiz uma RM que deu o seguinte: Tendinopatia do supra-espinhal, que compromete principalmente suas fibras posteriores; Discreta tendinopatia do infra-espinhal e, de forma incipiente, do subescapular; Discretas alterações inflamatórias da burça subacromial-subdeltóide. Na fisioterapia desenvolvo exercícios e meu braço não dói quando faço movimentos, mas sinto dores em outros horários. O meu caso é grave? A minha fisioterapia tem alguma restrição? Posso fazer pilates? Obs.: Trabalho no computador de 08h às 13h; meu médico não passou nenhuma medicação; tenho 31 anos. Desde já agradeço o espaço. Parnaíba, 05 de novembro de 2014.

    • Entenda que não te examinei e nem vi as imagens de seus exames… pelo laudo nada de importante está ocorrendo e geralmente a fisioterapia deve resolver o seu problema… contudo pode levar tempo mesmo, mas é importante que veja que embora ainda possa doer, deve estar havendo uma melhora parcial da dor… caso contrario sugiro que retorne no seu médico para uma reavaliação

  • claudio novembro 6, 2014 at 07:40 Reply

    oi dr…tenho sofrido muinto pois meu ombro tem delocado constatemente ate durmino ele sai..ja fiz uma ressonância e ja levei ao ortopedsta ele mim falou que e caso sirugico..gostaria de sabe como fasso pra fazer uma sirugia de ombro particular..e quanto custa uma sirugia de ombro??

    • você precisa marcar uma consulta com um medico que seja da sua confiança, de preferencia especialista em ombro e dependendo aonde você mora e hospital que decide operar o custo vai variar
      boa sorte

  • Rodrigo Galvão Vilarindo novembro 10, 2014 at 10:51 Reply

    Obrigado dr. Joel pela atenção. Qualquer novidade posto aqui. Abs!

  • Carlos novembro 11, 2014 at 19:23 Reply

    dr Joel.tenho um tendão que se rompeu totalmente e degenerou e não foi possivel cirurgicamente usar ancora tenho 38 anos com o tempo a dor do supra espinhal que esta rompido ela desaparece , esta degeneração tem um limite e quando chegar nesse limite não terei mais dor

    • infelizmente não… a dor pode piorar mais, a lesão pode aumentar mais e pode ocorrer instabilidade do seu ombro e até evoluir com desgaste da articulação do ombro…o problema que você é muito jovem…

  • joao paludeto junior novembro 15, 2014 at 13:36 Reply

    bom tarde DR. Joel
    fiz uma ultrassonografia ombro direito diagnóstico: pequena quantidade de líquido distendendo a bursa subacromial-subdeltoidea, que pode estar relacionado a bursite.
    cacificações ovaladas adjacentes à bainha do tendão cabo longo do biceps.

    espero algum retorno via Email desde de já agradeço.

  • Karina Lagoa novembro 17, 2014 at 09:38 Reply

    Bom dia Dr Joel meu nome é Karina sou Fisioterapeuta mas da mesma forma estou muito tensa em relação ao diagnóstico dado à um exame de ressonãncia magnética realizada no último mês…meu pai tem 61 anos de idade e vinha se queixando de muitas dores no ombro direito, após eu brigar com tanta teimosa e insistência de que iria passar essa dor ele se encaminhou a um médico também especialista em ombro na cidade de Campinas/SP e os exames comprovaram o que eu já temia…ele está com ruptura completa de 2 tendões o supra e o infraespinhoso, com dimensões de 6,1 cm e 6,4 cm de afastamento do ponto de origem além de artrose e outras coisas mais como inflamações, bursite, dificuldades pra elevação do braço, desgaste na cabeça do úmero etc…o médico porém não indicou nenhum outro tratamento, disse que no caso a cirurgia só se os sintomas piorarem ou a dor aumentar demais, nem mesmo a fisioterapia para tentar melhorar os sintomas, dor ou mesmo um tratamento conservador….mesmo entendendo o que está acontecendo com meu pai confesso que fiquei bem receosa ao que fazer…o que o Dr indicaria nesse caso, aguardo respostas e desde já agradeço Karina

  • bom fui dar um megulho na piscina de ponta bati o braço no fundo da piscina deu um estralo e começou a doer depois ficou uma mança roxa tirei ario x nao deu nada o medico passou um remeidio chamado neosulina sera que tem um remedio melhor pra agir mais rapito na dor por q esse nao esta dando resultado por q sou mot boy e preciso trabalhar.obrigado bela atençao

  • andre luiz novembro 22, 2014 at 04:17 Reply

    Ola dr.
    tenho 28 anos, e ha 3 meses, em uma queda de moto lesionei meu ombro direito, com o seguinte diagnostico atraves da ressonancia:
    Acentuado edema medular osseo no tuberculo maior do umero, associado a traços de hipossinal em todas as sequencias que sugerem solução de continuidade ossea, sem desvio de fraguimentos.

    Espessamento / alteração de sinal do tendão subescapular, com rotura parcial de suas fibras em situação justa insercional, compremetendo a sua metade superior, com retração do coto tendineo em cerca de 13mm, estando ao nivel do sulco bicipital.

    So ouvi uma opniao ate agora, gostaria muito de saber a sua. Pois ja fiz 20 sessoes de fisioterapia, e nao evolui quase nada!
    É caso cirurgico?
    Ainda vou poder praticar esportes, ou vou ter limitacoes ?
    Desde ja, obrigado.

    • Andre, sem te examinar e ver seus exames fica dificil falar algo com propriedade… supondo que o laudo seja correto, acredito que precisa fazer radiografias de controle periodicas para se confirmar que essa fratura do tuberculo maior não desvie, ok? passado isso eu indicaria cirurgia para reparar o seu subescapular lesado… seria importante a avaliação de um especialista de ombro na sua região…

  • Wagner Campanaro novembro 24, 2014 at 20:36 Reply

    Boa noite Dr.

    Tive um desligamento do tendão do ombro fiz uma cirurgia em junho/13 e coloquei duas placas de titánio ,não sinto mais dor as vezes um incomodo quando durmo em cima desse ombro eu praticava musculação quando ocorreu essa lesão , eu posso voltar a praticar novamente musculação sem muita sobrecarga.

  • Candida Freitas novembro 25, 2014 at 06:36 Reply

    Doutor, tenho Artrite Reumatoide e faço uso de Arava e corticóide.Apareceu no meu ombro um ossinho levantado.Seria nódulo reumatóide, já que tenho nos cotovelos.Tenho dores no braço que vai até o punho.Como tratar e tirar essa dor?

    • precisa de acompanhamento de um reumatologista, ortopedista especialista em ombro e fisioterapia
      importante isso para evitar-se problemas maiores no futuro…

  • Diego Mendes novembro 26, 2014 at 13:56 Reply

    Boa Tarde. Gostaria de uma ajuda mesmo que superficial. Sofri acidente de moto em janeiro de 2013 e aparentemente não tinha machucado muito mas não conseguia mexer o braço esquerdo que chorava de dor. Fui à emergência no mesmo dia do acidente, fizeram raio-x e me passaram remédio para dor e mandaram embora. Depois de ficar quase 1 mês com dor, consultei um ortopedista que pediu ultrassom e constatou lesão de 0,5cm na deltoide. Fiz fisioterapia e melhorei os movimentos. Mas tive que parar de fazer musculação por mais de 1 ano. Quando fiz um novo exame essa lesão já tinha sido cicatrizada e um outro médico disse que eu poderia voltar a fazer musculação para fortalecer a região do manguito rotador. Voltei a treinar em maio e mês passado comecei com dor constante..Fiz ressonância e deu o seguinte:

    Irregularidade da cortical óssea na grande tuberosidade umeral, assumido aspecto de destacamento ósseo (pós trauma?)
    Acrômio de morfologia normal tipo II de Bigliani
    Articulações acrômio-clavicular e gleno umeral sem alterações
    Focos de aumento de sinal em IR na topografia da inserção do tendão supraespinhal na grande tuberosidade umeral, caracterizando sinais de tendinopatia supra espinhal.
    Demais tendões do manguito rotador de sinal e espessura usual.
    Tendão da cabeça longa do bíceps anatômico.
    Labruns de morfologia normal.
    Elementos musculares anatômicos.

    O X da questão é: O ortopedista me passou 20 sessões de fisioterapia e anti-inflamatório.
    Isso seria suficiente para resolver esse problema, visto que trabalho com os braços e gostaria de voltar a fazer musculação?

    Pensei em consultar outro ortopedista para pedir uma segunda opinião, você acha necessário?
    Obrigado

    • acho importante estar acompanhando com um especialista de ombro… quanto ao que esta ocorrendo sem te examinar e ver suas imagens fica dificil opinar..

  • Solange novembro 28, 2014 at 10:11 Reply

    Olá, Dr fiz uma cirurgia no ombro esquerdo, manguito rotador a dois meses, gostaria de saber se posso pedir uma ressonãncia magnética pra saber se esta tudo bem? pois sinto muita dor, pontadas,e inchaço até o cotovelo por favor me responda..

    • o exame nessa fase não sera muito conclusivo… acredito que seja melhor retornar no colega que te operou e expor suas duvidas a ele para que ele possa te ajudar da melhor maneira possivel…

  • Guilherme Gomes dezembro 1, 2014 at 20:01 Reply

    Olá, Doutor.Tenho 35 anos e nunca passei por nenhum tipo de cirurgia. Sou funcionário dos Correios(carteiro) a 12 anos e no final do mês de agosto(2014) Carreguei uma bolsa pesada(14kg) por aproximadamente 1 km com as 2 mãos colocando a mesma junto ao toráx. No outro dia amanheci com muitas dores(queimação e pulsátil) no ombro esquerdo. Fiquei duas semanas na esperanÇa de a dor passar, mas ela continuava então procurei um ortopedista. O mesmo passou um a ressonância que acusou as seguintes alterações: discreto edema no interior da articulação acrômio-clavicular, sugerindo sinovite. discretos focos de sinal intermediário entre as fibras dos tendões do supraespinhoso e infraespinhoso junto a inserção, sugerindo condropatia incipiente. discreto edema na bursa subacrômio deltóidea. Todos os outros grupos do manguito sem alterações. Passados 3 meses fiz 10 sessões de fisioterapia e tomei arcoxia e nimesulida, com orientação médica, mas ainda sinto algumas dores no ombro que irradiam para o toráx. Foi passado mais 20 sessões de fisioterapia, mais minha dúvida é que continuo em atividade e trabalho com peso, vou conseguir recuperação plena dessas dores dessa maneira?

  • andre luiz dezembro 2, 2014 at 03:36 Reply

    Muito obrigado dr.
    Vou seguir seu conselho, e procurar um especialista aqui mais perto!

  • Guilherme Gomes dezembro 2, 2014 at 20:04 Reply

    Obrigado, Doutor. Vou seguir fazendo rigorosamente a fisioterapia e evitando muito peso.

  • Adriana Marcondes dezembro 4, 2014 at 10:03 Reply

    Após um ano de rompimento do tendão peitoral ainda é possivel fazer cirurgia?

  • Azomar Vieira dezembro 5, 2014 at 19:34 Reply

    Realmente está sendo doloroso mover o braço direito para trás. Especialmente se estiver esticado (o braço). Mas se o movimento for beeeem lento a dor é muito menor. Esse problema pode aparecer SEM ter havido uma causa específica, tipo uma queda, ou torção? Pode haver melhora sem tratamento?
    Obrigado e parabéns pela sua competência, honestidade e… paciência!

  • Magali Duarte dezembro 11, 2014 at 13:32 Reply

    Olá, Doutor.
    Tem uns seis meses que estou com muita dor no ombro irradiando para o braço e pescoço. Fiz uma ressonância do ombro esquerdo e deu o seguinte resultado:
    Discreta tendinopatia do supra-espinhal e subescapular, sem lesões.
    Demais tendões do manguito rotador sem particularidades.
    Labrum da glenóide sem evidência de lesões.
    Mínimo espessamento da bursa subacromial-subdeltóidea.
    Inclinação inferior do acrômio.
    Hiperplasia cápsulo-sinovial acrômio-clavicular.
    Diminutos cistos subcorticais e/ou trajeto de vasos intraósseos no tubérculo maior umeral.
    Demais estruturas ósseas sem particularidades.
    Ausência de derrame articular.
    Ventres musculares tróficos.

    Gostaria de saber se é algum tipo de lesão e se vou precisar operar. Ou se é apenas uma tendinite, porque ultimamente não estou conseguindo nem segurar nenhum peso com o braço esquerdo.
    Fico no aguardo de sua resposta.
    Obrigada
    Magali

    • entenda que não a examinei e nem vi suas imagens… baseado pelo laudo parece sera penas uma inflamação e tem tudo para melhorar com fisioterapia
      volte no seu medico para dar sequência no seu tratamento…

  • Mari dezembro 15, 2014 at 18:52 Reply

    Ressonância Magnética – CONCLUSÃO:

    Tendinose do manguito rotador com pequena área de rotura na inserção do infra-espinhoso.
    Sinais de bursite subacromial-subdeltóide.
    Discreto afilamento das cartilagens gleno-umerais.
    Já estou fazendo fisioterapia.

    O que não devo fazer no dia a dia para evitar que o quadro fique mais grave?
    O que posso fazer para a melhorar o mesmo? Obrigada!

    • sugiro que procure um especialista em ombro para te examinar, ver suas limitações, enteder suas atividades e dessa maneira te orientar da melhor maneira possivel…

  • Carlos Tapparo dezembro 17, 2014 at 15:22 Reply

    Dr. eu cai no quarto e ao apoiar o braço direito para me segurar o braço virou para traz e senti uma dor terrivel, dai em diante não consigo mais levantar o braço , ou gira-lo somente consigo mexer movimento de caminhada frente e traz. procurei um especilista e este me pediu um RX e uma ressonancia, só que o retorno eu só vou conseguir no finald e janeiro e estou preocupado com o resultado, teria como me adiantar o que será necessario para resolver esse problema? segue os diagnosticos:
    RX : Esclerose e cistos ósseos no tuberculo maior do úmero.
    Ressonancia do ombro direito : Impressão diagnóstica
    - Artropatia em moderado grau na acromioclavicular, de provável origem degenerativa, que em associação com a inclinação lateral do acrOmio, determinam ompacto nos tecidos moles inferiores.
    - Bursite subacrominal / subdeltoideia.
    - Ruptura transfixantes insercionais envolvendo o supra e infraespinhal com as caracteristicas supracitadas, existindo rupturas parciais dos cotos tendíneos.
    - Tendinopatia insercional de subescapular, com provavel ruptura parcial.
    - tenossinovite de cabo longo do biceps, que esta subluxado medialmente, relacionado com insuficiência de sua polia. A alteração descrita de duas imagens com intencidade de sinal do tendão na região intertuberositária, pode representar ruptura longitudinal ou tendão bífido.

    A consulta é apenas para tirar a ansiedade do que me espera e qual o tempo estimado para eu voltar a praticar me esporte automobilismo.

    obrigado

    • entendo sua ansiedade, mas o que posso te dizer é que há uma lesão dos tendões do seu ombro e o tratamento depende de sua idade e atividades, ok?

  • Rafael dezembro 17, 2014 at 20:52 Reply

    Olá Dr. Joel,
    recentemente sofri uma queda na qual tentei segurar todo o peso do corpo com o braço. No mesmo instante senti uma forte dor no ombro direito e ai fui para o PA de um hospital próximo. O médico recomendou fazer uma RNM do ombro. O ombro ainda dói conforme movimento o braço. Estou utilizando uma tipóia. Fiz a RNM e a conclusão do radiologista foi:
    - Fratura do tubérculo maior do úmero com arrancamento de fragmento.
    - Tendinopatia do supraespinhal nas suas fibras insercionais.
    - Bursite subacrômio-subdeltoidiana.
    - Artropatia acromioclavicular.

    Irei no ortopedista semana que vem, mas posso ser curioso e lhe perguntar o que isso ai em cima quer dizer?
    Obrigado.

  • Vivian Alves dezembro 29, 2014 at 12:01 Reply

    Ola dr por gentileza ha cerca de 6 meses sofri uma tracao violenta no braco, um puxao pelo braco, no inicio nao conseguia sequer mexer a mao, depois de muita fisioterapia recuperei boa parte dos movimentos porem para por exemplo amarrar um biquini nas costas e impossivel devido a dor, meu medico me autorizou voltar a surfar porem foi impossivel pois para girar o braco na remada a dor e muito intensa, creio que na insercao proximal do biceps, doi tbem atras na articulacao, o ultrassom nao acusou nada alem de liquido na bursa.. continuando c os exercicios fisioterapicos e possivel recuperacao total? E possivel lesao p cirurgia sem acusar no ultrassom? Muito obrigada

    • acho importante manter a fisioterapia nesse momento, mas deve fazer uma ressonancia desse ombro assim como procurar passar com um especialista em ombro na sua região…

  • jose antonio nunes de lima junior dezembro 30, 2014 at 01:33 Reply

    Sofri. Uma queda de moto faz 5 dias não sinto muito dor só quando fasso movimento mas consigo fazer alguns movimentos fui ao médico e Ele mim desse que era prazer mim fazer cirugia ele não mim desse o grau da minha lesão mas meu ombro ficou um pouco deformado Com um osso levantado queria saber se posso trata com repouso e fisiterapia consigo levanta o Braço dói um pouco mas cconsigo dormo bem oque esta mim ensino da ndo e esse ombro Alto e preciso ou não fazer cirurgia

    • pelo que me descreveu deve ter sido uma luxação acromio clavicular… a indicação da cirurgia depende da deformidade existente no local, se for muito pronunciada, indica uma luxação grau 5 e nesse caso o ideal seria operar mesmo…

  • Maria Emília Maia janeiro 2, 2015 at 14:24 Reply

    Boa tarde, tenho um problema no ombro, não consigo levantar, não tenho dôr, tudo isto aconteceu numa queda, nada partido, de início tive muitas dôres, fiz tratamento com analgesicoa e vitaminas B12, e uma infiltrção, as dôres desapareceram, mas fiquei sem levantar o braço, qual a melhor soluçao para este caso?
    Drª Joel, poderá ajudar neste meu caso, o problema tem 15 dias, aguardo uma resposta,Obrigado
    Mila

    • sugiro que procure um especialista em ombro… pode ter ocorrido uma fratura ou uma lesão do manguito rotador… precisa fazer um raio x do ombro e uma ressonancia magnetica do mesmo…

  • Viviane janeiro 2, 2015 at 16:56 Reply

    Olá, boa tarde! Fui ao ortopedista devido ao uma dor insuportável no ombro esquerdo, ele me passou uma USG. Foi feita e no laudo está assim:bolsas subdeltoideas-subacromial apresentando discreto espessamento com pequeno derrame. O que é isso?? Poderia me ajudar? Desde já agradeço.

  • MAURO FERNANDES janeiro 3, 2015 at 02:01 Reply

    Boa noite Doutor,
    Sinto dores no ombro direito interrupidamente, com maior intencidade a noite e agudas na rotação e levantamento do braço a mais de 60 dias, já tomei remédios a base de morfina e outros, mais 15 seções de fisioterapia e nenhum momento aliviou as dores, lembrando que machuquei quando intencifiquei na natação. Já tive outras dores continuas, pós cirurgia do joelho direito, (ligamento e minisculo) e tambem no quadril direito, com duração mais ou menos 100 dias, e do nada desapareceu. O que devo fazer

    • acho importante procurar um especialista de ombro e fazer uma ressonancia magnetica de seu ombro para se avaliar o que esta acontecendo…

  • Alysson Cézar janeiro 5, 2015 at 10:09 Reply

    Bom dia,

    Trabalho numa equipe de Busca e Salvamentos do Corpo de Bombeiros do Maranhão, meu quadro é o seguinte:

    Em uma atividade de treinamento sofri uma lesão no ombro direito, que foi detectada na Ultrassonografia como RUPTURA PARCIAL DO NA EXTREMIDADE DO SUPRA ESPINHAL, contudo essa lesão era bem pequena e foi recomendado pelo ortopedista apenas Fisioterapia para fortalecimento da musculatura. Iniciei o tratamento, o que apresentou bastante melhoria, diminuição da dor, mobilidade e fortalecimento da região, porém, por descuido, voltei precocemente às atividades normais, o que n gerou crepitação na articulação e dor em apenas alguns movimentos durante o esforço. Retornei à ultrasson que detectou: TENDINOPATIA LEVE E ROTURA TRANSFIXANTE DO SUPRA ESPINHAL DE 0,6 X 0,5 X 0,5 cm na extremidade do Tensão.
    O ortopedista não recomendou ainda cirurgia, devido não haver quadro de dor significante, recomendou somente fisioterapia e restrição de esforço com o membro afetado.

    Qual sua opnião???? É um caso mesmo de só fortalecimento ou ja recorre à cirurgia???

  • Cleber janeiro 6, 2015 at 08:50 Reply

    Dr. Gostaria de tirar algumas duvidas.
    Fiquei afastado 8 Anos, me tratando de dores nos ombros e na coluna. Me trato no AME a 4 anos, e o especialista de ombro me encaminhou para fazer cirurgia dos dois ombros. Passei por outro especialista e ele me disse que era só para continuar o tratamento. (OBS: Sinto muitas dores. TRATAMENTO: Faço Fisioterapia e Acupuntura).
    Tenho a Ressonância do ombro direito. Conclusão: Pequena rotura intrasubstancial no tendão do supra-espinhal. Tendinose do infra-espinhal, sem sinais de roturas. Lesão SLAP II do lábio glenoideo. Artrose acrômio-clavicular.

    Ombro esquerdo. Conclusão: Roturas parciais dos tendões do supra e do infra-espinhais. Lesão SLAP I do lábio glenoideo. Pequena bursite subacromial-subdeltoidea. Moderada artrose acrômio-clavicular.

    Gostaria de saber se faço a cirurgia ou se continuo o tratamento ?
    Obrigado!

  • Marcos Vinicius janeiro 9, 2015 at 10:51 Reply

    Bom dia, dr. Estou a procura de opiniões. Na minha RNM constou uma alteração difusa do sinal do tendão do músculo supraespinhal, notando-se área com elevada intensidade de sinal nas sequencias sensíveis ao líquido estendendo-se da sua zona crítica para a inserção na tuberosidade maior do úmero, medindo cerca de 1,3 x 1,1 cm. Discreta alteração de sinal do tendão do músculo subescapular. Na opinião do Radiologista existem sinais de tendinopatia do supraespinhal, com área de rotura transfixante comprometendo a sua zona critica e inserção da tuberosidade maior do úmero. Tendinopatia do subescapular e Alterações degenerativas na articulação do acromioclavicular. Um ortopedista sugeriu fisioterapia por aproximadamente 3 meses para ver como fica e outro sugeriu cirurgia. Claro que eu preferiria fisio, porém minha dúvida se eu esperar 3 meses e não resolver, a demora não pode aumentar o problema e ser pior para a cirurgia???? Tenho 46, sou goleiro de futebol suiço e não consigo pensar na hipótse de pendurar as luvas. Abraço.

    • se realmente houver uma lesao transfixante pela sua atividade e idade eu acredito que operar seria o mais correto e não esperaria ver se melhora com fisioterapia…

  • marcelo janeiro 10, 2015 at 09:59 Reply

    Caro DR. Joel, recentemente, dirigindo, tive uma dor muito forte no ombro, não conseguia mover o braço, nem mesmo para tirar a camisa, a dor foi bastante intensa, durante uma semana não pude levantar o braço. Procurei um médico que me orientou a tomar anti-inflamatórios, fazer compressas de gelo e usar uma tipóia para imomilizar o braço. A dor diminuiu consideravelmente, mas por sentir ainda um determinado incômodo fiz uma ressonância que apresentou os seguintes resultados: Líquido na bursa subacrômial subdeltóidea, compatível com bursite; Tendinopatia do supraespinal e subescapular; Tendão biciptal contendo líquido em sua bainha; Área de hiposinal em todas as sequencias localizadas póstero-lateralmnete no terço médio do tendão cabeça longa do bíceps medindo 5mm no plano axial. Ainda vou ao ortopedista, mas ainda vai levar algum tempo, pois aqui há apenas um especialista.Pergunto Dr., na sua concepção meu caso é cirúrgico e urgente?
    Desde já agradeço e desejo felicidades e sucesso

  • wallysson janeiro 13, 2015 at 09:42 Reply

    Dr. Gostaria de tirar algumas duvidas.

    Fiz uma ressonância DO OMBRO ESQUERDO e o resultado foi;
    Como ocorreu , malhando peito com bastante peso;

    Tendões do manguito rotador de espessura e sinal normais.
    Tendão da cabeça longa do bíceps de espessura, topografia e sinal normais
    Alteração do sinal de um fascículo ântero-lateral do ventre muscular do deltoide
    Alteração do sinal e da morfologia do aspecto Antero-inferior, inferior e póstero-inferior do labro da glenoide, com cistos intralabrais, associado a cisto subcondrais na glenoide.
    Edema na topografia da bursa subacromialsubdeltoidea.
    Não há sinais de derrame articular;
    Intenso edema da medula óssea e das partes moles adjacentes à articulação acromioclavicular;

    IMPRESSÃO DIAGNOSTICA
    Alteração de sinal de um fascículo ântero-lateral do ventre muscular do deltoide inespecífico
    Sinais e rotura do labro da glenoide, com alterações degenerativas associadas
    Alterações acromioclaviculares que podem estar relacionadas a trauma ou sobrecarga.

    Fui ao médico pediu que tirasse raio x e ele disse que havia uma pequena fissura, me passou sessões de Fisioterapia , mas continuo com dores ao fazer exercícios e ao acordar, pois costumo dormir por cima do ombro;
    Como devo proceder.

  • Débora Fraga janeiro 13, 2015 at 12:11 Reply

    Boa tarde. Trabalho há dois anos como operadora de caixa de uma loja de material de construção. Faço muito esforço diário, sem descanso e carrego pesos. Sinto muitas dores no ombro e fiz uma ultrassonografia que deu: foco de calcificação e lâmina de líquido junto ao tendão do supra-espinhoso em sua inserção, com aspecto ecografico sugestivo de tendinite do mesmo. Sinto muitas dores, não consigo realizar certos movimentos,sinto dormência e não consigo segurar certas coisas. Gostaria de saber se é grave e o que devo fazer. Estou afastada pelo inss com fibromialgia. Me ajude, por favor.

    • nao é grave e normalmente se trata com fisioterapia… entende que eu nao te examinei e nao analisei suas imagens, portanto minhaopinião esta baseada apenas no que me passou, ok?

  • Vania Mariah janeiro 18, 2015 at 10:00 Reply

    Bom dia, Doutor

    Estou com cirurgia marcada para, 24/01/2015, Cirurgia ruptura do manguito rotator… Já fiz tratamento com fisioterapia para fortalecimento dos ombros e senti alivio apenas no ombro direito… Consequentemente as dores no ombro esquerdo piorou e as dores na região do acromio tenho muitas dores que não cessam e tem complicado muito o meu dia a dia e piorando quando a dor irradia para a escapula esquerda… Enfim, preciso de sua ajuda/opinião… Só assim ficarei mais tranquila.
    O resultado da última ressonancia é:
    Ombro direito:
    - Rotura do labio glenoidal
    - Artropatia acromioclavicular
    - Leve tendinopatia do supraespinhal e infraespinhais
    - Tendinopatia do subescapular intrassubstancial
    - Discreta bursite subacromial/subdeltoidea

    Ombro esquerdo:
    - Tendinopatia do supraespinhal
    - Bursite subacromial/subdeltoidea
    - Leve alteração degenerativa do lábio glenoidal com fina fissura condrolabral antero-superior
    - Tendinopatia da porção intra-articular na cabeça longa do bíceps.
    -

    Muto obrigada,

    Vânia Mariah

    • desculpe mas o laudo da sua ressonancia não fala nada em ruptura do manguito rotador… acredito ser importante você entender o que realmente esta acontecendo no seu ombro, o que vai ser feito na sua cirurgia, porque vai operar, etc…
      boa sorte

  • Claudia Michele da Costa janeiro 21, 2015 at 14:28 Reply

    Bom dia,
    Irregularidades de cortorno da porcao distal da clavicula,associado a edema medular osseo adjacent
    Alem de derrame articular acromioclavicular.A possibilidade osteolise pos traumatica da clavicula distal nao pose ser excluida.
    Correlacionar a dados clinicos/rx

  • Ana Cristina Costa janeiro 23, 2015 at 21:56 Reply

    Dr Boa NOite,

    Fiquei durante uns cinco meses com dor no ombro e quando percebi perdi os movimentos e junto tive uma duas crises de dor muito forte .Fui medicada e encaminhada à fisioterapia para analgesia e exercícios para ganho de amplitude do braço. Nesse período realizei uma ressonância resultado descrevo a seguir:
    Osteofitose medular e discreto edema subcontrolador acromioclavicular
    Acromio tipo 2 com inclinação inferior de sua porção lateral no plano coronal
    Não há aumento significativo do líquido intra articular glenoumeral
    Tendinopatia calcarea do supra espinhal com calcificação de permeio com aproximadamente 1,9 cm
    Tendinopatia do infraespinhal com fissuras com fissuras intrassubstanciais sem lesões transfixações
    Tendinopatia do subescapular com fissuras intrassu e rotura parcial justainsercional com 0.7 cm
    Cisto subcortical no tubérculo menor
    Moderada distinção líquida da bursa subacromial subdeltoidea
    Alteração de sinal da porção intra articular do tendão da cabeça longa do bíceps, inferindo tendinoso/tendinopatia
    Planos musculares sem alteração
    Minha dúvida
    Tenho 46 anos , está indicado cirugia.?
    O Médico me solicitou readaptação no serviço uma vez que trabalho no magistério e escrevo muito na lousa.
    Qual seria sua indicação?

    Boa noite

  • Rodrigo janeiro 23, 2015 at 21:58 Reply

    Boa noite DR. eu fiz uma ressonância hoje 23/01/2015 e fiquei muito preocupado porque ao final do exame perguntei à médica se ela tinha observado algo de anormal pois, eu estava sentindo muita dor e ela me disse por lei ela não podia dar diagnóstico. Você acha que ela teve essa atitude de não me dizer nada, foi porque ela viu algo de muito grave?

  • Tânia da Silva janeiro 24, 2015 at 10:21 Reply

    Bom dia Dr. Joel, li a sua publicação sobre lesões do manguito rotador e gostaria de, se possível, esclarecer uma dúvida. O senhor comenta que, grosseiramente, as lesões podem ser divididas em menores ou maiores de 50% da espessura do tendão, mas quanto mede o tendão do supra-espinhal? Pergunto porque meu marido ( tem 50 anos) lesionou o supra jogando futebol, a ressonância apresenta:

    - “rotura justainsercional transfixante do supraespinhal e transição com fibras superiores do infra-espinhal e, estendendo-se por cerca de 1,5 cm, com retração medial de fibras de cerca de 1,8 cm, associada a distensão líquida da bursa subacromial/subdeltoidea e sinovite local.”

    O primeiro médico disse que não é cirúrgico, prescreveu medicação e fisioterapia. Já se passaram três semanas, e ainda não apresentou melhora, sente muita dor, e não consegue dormir, parece que a posição deitada é insuportável. Temos consulta marcada com outro médico daqui a duas semanas, para uma segunda opinião.

    Pela sua experiência, a cirurgia é indicada? A ressonância ainda apresenta discreta artropatia degenerativa acromioclavicular, tendinopatia intra-articular do cabo longo do bíceps, alterações degenerativas difusas do lábio glenoidal, presença de lesão óssea localizada no terço médio da glenoide, com cerca de 0,9 cm (enostose).

    Aguardo sua resposta, e desde já, agradeço pela atenção.

    • se seu marido apresenta realmente uma lesão transfixante do supra espinal (baseando-se pelo laudo) o caso é cirurgico…pela idade e atividades do seu marido…

  • Vera Lucia janeiro 26, 2015 at 11:09 Reply

    Bom dia,

    Sinto dores no ombro, cotovelo e no pulso apareceu um caroço, passei no ortopedista e o mesmo me pediu Ultrassom ombro,cotovelo e pulso resultado:

    Ombro: Artropia Degenerativa Cotovelo: Epicondilite Lateral Punho: Cisto Sinovial

    Consegui retorno apenas para o final do mês de fevereiro. Pode me adiantar algo referente estes resultados?

  • janaina martins janeiro 27, 2015 at 11:24 Reply

    Dr sofro muito com meu ombro, qual o metodo para aliviar ou amenizar a dor, obrigada

  • johnathan costa janeiro 29, 2015 at 10:18 Reply

    Bom dia Dr

    Fiz uma ressonância e nela dizia assim: alterações degenerativas da articulação glenoumeral, caracterizada pela presença de osteofitos marginais na cabeça e umeral, discreta subluxação posterior da cabeça umeral, lesão do lábio glenoidal superior além de rombosidade com alterações fibrocisticas da borda posterior da cavidade glenoide.

    Gostaria de saber qual seria o tratamento.

    Muitissimo grato.

  • Felipe Ventura Sousa fevereiro 1, 2015 at 23:18 Reply

    RM DO OMBRO DIREITO:
    Textura heterogênea na porção posterior do tendão supra espinhal com aspecto que sugere tendinopatia crônica e provável delaminação por extensão de aproximadamente 0.5 cm

    Conclusão:
    Tendinopatia crônica supraespinhal com foconde delaminaçao na porção posterior do tendão.

    Dr, nesse caso seria necessário fazer uma artroscopia pq o medicamento que estou usando não tem feito tanto efeito, ja tomei biprofenid e dolamim, as sessões de fisioterapia passam a dor apenas por algumas hrs depois quando volto a fazet alguns movimentos dói novamente? Podr me ajudar?

  • Luis fevereiro 3, 2015 at 11:48 Reply

    Olá, Dr. Joel.

    Sofri um tombo praticando esporte que lesionou o ombro direito. Isto foi a 30 dias. Fui ao pronto-socorro onde tiraram um raio-x (tudo ok) e receitaram alguns medicamentos, entre eles uma injeção de única de Celestone Soluspan e Feldene por 10 dias. Melhorou um pouco mas o incômodo continua. Principalmente na hora de dormir ou ao levantar o braço.

    Fiz um ultrassom e o resultado foi:

    ==========
    - Tendão da cabeça longa do bíceps de espessura e ecotextura preservadas.
    - O manguito rotador apresenta descontinuidade parcial do tendão supraespinhal direito, aparentemente transfixante, acomentendo suas fibras mais anteriores, medindo 1,8 x 1,6 cm aproximadamente.
    - Demais tendões do manguito rotador de aspecto, texturas e ecogenecidades normais.
    - Brusa subacronmial/subdeltoidea de tamanho normal.
    - Músculo deltoide de textura normal

    Conclusão
    - Rotura parcial, aparentemente transfixante, no tendão supraespinhal direito.
    ============

    Tenho 43 anos e sou praticante de atividades. Qual seria o tratamento indicado para o meu caso?

    Obrigado.
    Luis

    • gostaria que entendesse que sem te examinar e ver seus exames, apenas me baseando por um laudo , minha opinião de nada vale… supondo que o laudo represente o que você realmente tem, o ideal é o tratamento cirurgico do tendão rompido…

  • Felipe fevereiro 4, 2015 at 13:50 Reply

    Doutor, resultado da minha Ressonância:
    Tendão do supra-espinhal com integridade das suas fibras mostrando alteração de sinal próximo a
    inserção umeral compatível com tendinopatia sem ruptura.
    Pequeno aumento do líquido na bursa subacromial-subdeltóide.
    Alterações degenerativas mínimas da articulação acrômio-clavicular.

    Terei de operar?

    Obrigado!!

    • sem te examinar e ver seus exames não posso afirmar nada…. supondo que o laudo represente o que você realmente tem , não precisa operar, mas sim fazer uma boa fisioterapua

  • Tatiana fevereiro 4, 2015 at 17:43 Reply

    Prezado Dr. Joel,

    Tenho fortes dores no ombro esquerdo desde dezembro/2013, que pioraram nos últimos 2 meses. Fiz a ressonância magnética que apontou pequena distensão da bolsa subacromial-subdeltoidea, com edema parietal, indicando bursite. Tendinopatia infraespinhal leve, com discreta alteração de sinal, sem roturas.Outros tendões e superfícies se encontram normais, conforme relatório de análise do RM.

    O ortopedista recomendou 10 dias de tenoxicam, porém a dor não cessou. Então hoje ele sugeriu uma infiltração e fisioterapia. Não aceitei tomar a infiltração, porque minha primeira experiência com essa tratamento em janeiro/2014, tive muita dor e resolveu temporariamente.

    Por gentileza, gostaria de sua opinião a respeito do meu caso – a indicação de uma fisioterapeuta que realmente saiba tratar essa patologia e se devo tomar novamente anti-inflamatório.

    Tenho plano de saúde Mediservice, caso queira indicar algum profissional de sua confiança e com a devida competência para ajudar-me a solucionar esse problema.

    Agradeço-lhe imensamente por sua atenção.

    Cordialmente, Tatiana

    • sim o tratamento deve ser baseado na fisioterapia, se realmente o laudo representa o que você tem… nao posso afirmar sem te examinar e ver suas imagens…

  • ceuta fevereiro 5, 2015 at 21:17 Reply

    oi o meu nome e celuta eu tenho 35 anos
    o diagnostico do ombro direito= 1 alteraçoes degenerativas discretas na tubetosidade maior.
    2 pequeno derrame articular gleno-umeral.
    3 bursite subacromial-subdeltoidea.
    4tendionapia do supraespinhal com imagens que rotura parcial de
    fibras anteriores intrassubtancias com imagens que sugerem rotura parcial de
    menos de 25% da espessura total do tendao
    5 tendionopatia do infres pinhal com sinais de rotura parcial na trans miçao
    miotndianea.
    6 tendionapatia do subescapula,sem sinais evidentes de roturas.

    Diagnostico do ombro esquerdo= 1 disccretas alteracoes degenerativas da tuberosidade maior do numero.
    2 pequeno derrame articulado gleno-umeral
    3espessamente de planos adiposos subacromiais e discreta bursite subacromial-subdeltoidea
    4 tendinopatia do supraespinhal com pequena rotura parcial de fibras profundas
    e anteriores.
    5 tendiopatia do infraespinhal e do subesca,sem sinais evidentes de roturas

    ja olperei das duas maes do turnil do carco fui diagnosticada fibromialgia por varias dor no copor intero.

    minha profisao cozinheira de fazenda agora a 2 anos to encostada pelo inss.

    • na minha opinião, baseando-se apenas pelos laudos apresentados, seu caso pode ser tratado com fisioterapia, mas precisa acompanhar com um especialista em ombro na sua região…

  • Mario' fevereiro 8, 2015 at 20:59 Reply

    Boa noite Dr Joel!!
    Tenho uma lesão no tendão no ombro direito,tenho muita dor quando vou dormir,tenho que achar a posição certa,o meu esporte é esqui aquatico,e pratico sem problema,más depende de como vou pegar alguma coisa,como já vi um comentário do Sr,como pegar alguma coisa no banco traseiro do carro,ou levantar o braço acima do ombro doi muito,meu médico quer operar,e se operar fica alguma diferença do normal,tenho 60 anos!!

  • marcos salvini fevereiro 11, 2015 at 15:14 Reply

    boa tarde queria saber se no meu caso e recomendado a cirurgia e a conclusao da ressonancia e a seguinte rotura do tendao subescapular e compromete cerca de 75% do seu tamanho…

  • Sandra Maria fevereiro 20, 2015 at 16:47 Reply

    Boa tarde gostaria de ter uma opinião sobre o problema de ombro e braço da minha mãe que tem 86 anos é ativa e extremamente lúcida, porém cardíaca e esta muito triste com o rompimento de tendão, sentindo muitas dores uma dormência no corpo , que migra Gostaria de saber qual o melhor tratamento para ela e se essa dormência está relacionada com o problema do braço e ombro. consultei um ortopedista que , não quis fazer nada nos encaminhou para um neuro, que aparentemente não detectou problema, assim se for possível me indiquem o melhor tratamento para o laudo abaixo, o que poderia dar a ela para melhorar esta sofrendo muito.
    Tendão transverso roto.
    Tendão do Músculo subescapular na rotação externa, com tendinite calcaria.
    Tendão do Músculo supra-espinhal na manobra de Crauze, com ruptura total.
    Articulação acrômio-clavicular distendida com calcificações.
    Tendão infra-espinhal e redondo menor na rotação interna, sem alterações.
    Músculo deltóide(anterior, lateral e posterior) de textura e de espessura normal.
    Tuberosidade Menor do úmero com calcificações e erosões.

    • sem examina-la e ver os exames não tenho como ajudar… acredito que o melhor seria procurar um especialista em ombro na sua região para conduzir o caso dela de maneira adequada

  • marcos abrante fevereiro 21, 2015 at 11:17 Reply

    olá fiz uma ressonancia e foi constatado edema nos ventres musculares do infra espinhal e do redondo menor , devido a ruputra intransubstancial grau 1 e 2 , observando ruptura completa do tendão do redondo menor com retração do mesmo , distando aproximadamente 5,0 cm de inserção , com liquido peritendineo……..estouu usando tipoia a 30 dias com recomendação medica….vc acha nesse caso q so´a cirurgia vai resolver ou pode ser q com o tempo volte a ficar bom ?????

  • Fabicio fevereiro 24, 2015 at 16:59 Reply

    Olá Dr Joel, tenho o seguinte resultado no exame de RM realizado dia 9/2/2015.

    Técnica: aquisição multiplanares foram obtidas no plano do ombro direito ponderadas em DPW e T1W, com e sem saturação do tecido adiposo.

    Resultado: Incipiente espessamento e heterogeneidade no tendão supraespinal e segmentos superiores do infraspinal e subescapular, cursando com diminutas lesões do tipo “rim rent” na porção anterior do supraespinal, onde se identificam irregularidades corticais com osteíte reacional no tubérculo maior adjacente.
    Tendão da cabeça longa do bíceps tópico e íntegro em sua goteira, estando o seu segmento intra-articular de morfologia e intensidade de sinal normais.
    Lábio glenoidal com morfologia e intensidade de sinal habituais. Ligamentos glenoumerais identificados e íntegros.
    Artrose acromioclavicular moderada, cursando com afilamento do revestimento condral associado a irregularidades corticais e diminutas alterações fibrocísticas subcondrais.
    Acrômio reto, com leve inclinação lateral no plano coronal, contribuindo para a redução da amplitude do túnel supraespinal (impacto)
    Leve bursite subacromiodeltoidea.
    Articulação glenoumeral congruente, estando a cartilagem de revestimento com espessura e intensidade de sinal mantidas. Planos musculares apresentando trofismo preservado.

    Esta lesão de síndrome do impacto foi diagnosticada em aproximadamente julho de 2013. Deste este período eu fiz o tratamento convencional com exercícios de fortalecimento usando a faixa de borracha. Pratico musculação já a alguns anos e faço o trabalho de “fisioterapia” com a borracha sempre como uma preparação e aquecimento para o treino na academia. Minha dúvida é a seguinte: intervenção cirúrgica poderia ser uma opção satisfatória? Isto poderia prejudicar meu desempenho e rendimento no treino de musculação? Não sou atleta profissional, mas sou aficionado pelo esporte. Atualmente a dor está 90% controlada alguns movimentos não doem e outros doem um pouco, mas não tenho nenhuma limitação de movimento nas atividades do dia a dia. Apenas na academia evito alguns exercícios.
    Em 2014 o médico que me atende comentou a acromioplastia poderia auxiliar na redução da inflamação. Consultei novamente agora dia 9/2/15, para monitorar a “evolução” da lesão, mas ele não falou novamente em cirurgia, apenas para eu “procurar outro esporte”. Está tão feio assim o meu caso? Rsrs

    Desde já agradeço a atenção!

    • na verdade não esta feio, e não acho que deva operar mesmo… deve tratar com fisioterapia e adaptação ao seu esporte, com mudança de posicionamento no treinos e evitando alguns exercicios de musculação… pede para seu medico te orientar melhor quanto a isso…

  • minha RM do ombro direito deu em Dezembro 2013 o seguinte resultado/conclusão:
    Artrose acromio-clavicular com conflito de espaço subacromial. Bursite sub-acrómio-deltoideia associada. Rotura parcial extensa interessando praticamente dois terços da espessura do tendão do supra-espinhoso ao longo da sua extensão latero-lateral de 2 cms. Extenso quisto infrajacente ao foot-print com 17×11 mm. Rutura degenerativa do labrum, interessando essencialmente o quadrante postero-superior e o local de ancoragem labral.

    A RM do ombro esquerdo de Outubro de 2013 resume o seguinte:
    artrose acrmio-clavicular exuberaante reconhecendo-se franca lesão degenerativa do labrum, particularmente postero-superior.
    acentuada bursite subacrómio-deltoideia.
    Alteração estrutural do troquiter, local onde existem provaveis alterações quisticas sequelares com totura transfixiva do supra-espinhoso e rotura parcial da sua fase profunda do infra-espinhoso.
    importante tendinopatia da transição intra/extra-articular da longa porçao do bicipite.
    Pratiquei natação durante mais de 25 anos que agora suspendi.
    Devo ser operado? e que tipo de ciruegia me aconselha para cada ombro?
    obrigado
    jaime

    • veja bem… pelo laudo deve operar ambos ombros… infelizmente não posso te falar muita coisa, pois não te examinei e nem vi seus exames… sugiro que acompanhe com um especialista de ombro para tratar tudo adequadamente..

  • ana rute azevedo mello março 2, 2015 at 20:59 Reply

    Acerca de alguns anos venho sido acometida de fortes dores lancinantes no ombro direito, é uma dor tão infernal que me ataca a omoplata, irradia para o pescoço e percorre meu braço em toda sua extensão e por vezes me fazendo perder o movimento da mão, é como se eu perdesse uma boa parte do tato e sensibilidade. Tem dias que a dor é tão ,insuportável; que chego a ter uma vontade louca de literalmente grudar o braço na parede.
    A poucos dias fiz um raio x que acusou “pequena área de esclerose óssea no tubérculo menor do úmero” e “Acrômio tipo I de Bigliani”. O que vem a ser estes sintomas? sei que tenho Tendinite em toda extensão do braço e já faz muitos anos, tratei inúmeras vezes com, talas, gesso e anti inflamatórios.
    Até o final do ano deverei fazer uma ecografia,,, mas até lá não sei o que fazer.
    Aguardo uma orientação e um pouco de esclarecimento para minhas dúvidas.

    • o problema pode ser da coluna cervical… sugiro que procure antes de mais nada um especialista de coluna para te avaliar, descartando algo na coluna procuraria tratar o ombro, mas baseando-se no que passou de informação precisa descartar algo na coluna ok?

  • Leide março 3, 2015 at 21:32 Reply

    CONCLUSÃO DA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: Tendinose do manguito rotador com pequena área
    de rotura na inserção do infra-espinhoso.
    Sinais de bursite subacromial-subdeltóide.
    Discreto afilamento das cartilagens gleno-umerais.

    QUAIS PODEM SER AS CAUSAS?

  • CLAUDIA MICHELLE GRACIANO março 9, 2015 at 16:08 Reply

    Boa tarde.
    Sempre fui rata de academia, lutei por anos muay thai, kung fu, mmas nunca tive nada.
    A 11 meses comecei a treinar tênis, e agora apareceu uma dor chata, muito chata, fui ao médico, fiz ressonância, e disseram estar com tendinite. Me encaminhou para 20 sessões de fisio. Porém continua doendo, na verdade aumentou, a dor irradia para cutuvelos, braço e mão. Pergunto, fisioterapia resolve mesmo? Faço uns aparelhos de choque e ultrasson, mas aind ano vi meul horas e gostaria de saber se existe cura?

    Minha ressonância deu o seguinte impressão:

    LEVE TENDINOPLTIA DO SUPRASPINHAL E INFRAESPINHAL, SEM ROTURAS
    LEVE BURSITE E SUBACROMIAL/SUBDELTOIDEA.

    • olha baseando-se pelo laudo, sim apenas fisioterapia, mas precisa ser uma boa fisioterapia, e existem recomendações que seu médico precisa lhe passar, ok?

  • LEIDE março 11, 2015 at 19:17 Reply

    CONCLUSÃO DA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA:
    Tendinose do manguito rotador com pequena área
    de rotura na inserção do infra-espinhoso.
    Sinais de bursite subacromial-subdeltóide.
    Discreto afilamento das cartilagens gleno-umerais.

    QUAL O TRATAMENTO INDICADO NESTE CASO?

    Muito Obrigada

    • depende do seu exame fisico e das imagens do exame e não do laudo… se o que você tem no laudo for o que realmente apresenta clinicamente, acredito que a fisioterapia seja a melhor opção

  • Fábio Henrique março 13, 2015 at 00:15 Reply

    Olá, tenho uma duvida, que nenhum medico nunca me respondeu ate hoje. Seguinte, eu tenho um problema no ombro esquerdo, chamado “acrômio tipo 1 de bigliani, com minima inclinação infero-lateral”, e isso me impede de fazer treinos com pesos usando meu ombro, ou seja, me impede de treinar os deltoides, eu fui em um medico e ele me disse que fazendo uma fisioterapia para o ombro, para fortalecer os tendões, esse problema nao me atrapalharia mais a treinar, já que tirando essa “má formação ossea”, esta tudo otimo com meu ombro, as articulações e os tendões. Porém eu não senti muita confiança no que o medico disse, principalmente porque eu tenho um sonho MUITO grande que ele não sabe, o de participar em competições de fisiculturismo, faz anos que acompanho esse mundo, e agora, com 18 anos, quando decido treinar pra valer e correr atras do meu sonho, no primeiro dia de academia eu descubro isso. Então, minha dúvida é: será que eu vou mesmo poder (segundo o medico depois de um mes de fisioterapia) treinar pesado para crescer ?

    E quais são os riscos a longo prazo ?! Lembrando que está tudo extremamante excelente com meu ombro(articulações, tendões, musculos), o unico problema é essa má formação óssea que me impede de correr atras do meu sonho.
    Por favor, me responda, aguardo ansiosamente.

    Att. Fábio Henrique

    • me desculpe mas isso não é nenhuma deformidade, mas sim uma situação comum de boa parte da população..
      se não tem nenhuma dor, nada a fazer…

      • Fábio Henrique março 17, 2015 at 22:48 Reply

        eu sei que não doutor, pelo que eu sei o tipo 1 de bigliani não deveria ter sindrome do impacto. mas quando eu treino parece que meu ombro é meio fraco…entende ?!
        ele parece que se desloca facilmente… será que a fisioterapia fortaleceria o tendão ?!

  • Jaime março 13, 2015 at 09:29 Reply

    Dr. Joel, tenho o diagnóstico dos meus 2 ombros feito em 2013 e que já lhe resumi atrás nos seguintes termos:
    minha RM do ombro direito deu em Dezembro 2013 o seguinte resultado/conclusão:

    “Artrose acromio-clavicular com conflito de espaço subacromial. Bursite sub-acrómio-deltoideia associada. Rotura parcial extensa interessando praticamente dois terços da espessura do tendão do supra-espinhoso ao longo da sua extensão latero-lateral de 2 cms. Extenso quisto infrajacente ao foot-print com 17×11 mm. Rutura degenerativa do labrum, interessando essencialmente o quadrante postero-superior e o local de ancoragem labral.
    A RM do ombro esquerdo de Outubro de 2013 resume o seguinte:
    artrose acrmio-clavicular exuberaante reconhecendo-se franca lesão degenerativa do labrum, particularmente postero-superior.
    acentuada bursite subacrómio-deltoideia.
    Alteração estrutural do troquiter, local onde existem provaveis alterações quisticas sequelares com totura transfixiva do supra-espinhoso e rotura parcial da sua fase profunda do infra-espinhoso.
    importante tendinopatia da transição intra/extra-articular da longa porçao do bicipite.
    Pratiquei natação durante mais de 25 anos que agora suspendi.
    Devo ser operado? e que tipo de ciruegia me aconselha para cada ombro?
    obrigado
    jaime”

    O Senhor teve a amabilidade de sugerir a cirurgia, o que muito agradeço.

    Tenho 64 anos mas gosto de desporto e de conduzir automóveis.
    Tenho ouvido opiniões de operados a dizer que ficaram pior depois da cirurgia.

    Tenho muito receio e agradeço me dê a sua opinião sobre o que me pode acontecer se não for operado nem ao ombro esquerdo nem ao direito? Poderei perder por completo a mobilidade dos braços? dos dois ou só de um? e a fisioterapia não pode resolver?

    Muito Obrigado

    Jaime

    • os resultados dessa cirurgia dependem de quem opera, nas mãos de cirurgiões experientes, os resultados são sim muito bons…se não ninguem operaria… suas lesões tem tudo para ficarem excelentes…

      • Jaime março 19, 2015 at 13:03 Reply

        Muito obrigado Dr. Joel.
        Já marquei primeira cirurgia (ombro esquerdo) para início de Setembro.

        O direito seguirá quando o médico entender oportuno.

        Acha bem? Ou deverei antecipar a cirurgia de setembro?

        Respeitosos cumprimentos

        Jaime

      • Jaime março 22, 2015 at 16:16 Reply

        Obrigado Dr. Joel.
        Marquei ciruegia ombro esquerdo (ancoragem) para Setembro, pois não quero estragar saída ao estrangeiro prevista em Julho.
        Acha que posso antecipar a cirurgia?
        Obrigado

        Jaime

  • Alex março 13, 2015 at 19:30 Reply

    Doutor, boa noite,

    Gostaria de sua opiniao sobre laudo de meu exame do ombro esquerdo, feito recentemente.
    Tive uma lesão por meio de treinos de hipertrofia, já a uns 3 meses, hoje em dia, não sinto mais praticamente dor alguma e nenhum incômodo para dormir ou algo do tipo. O lado é o seguinte:

    Leve hipertrofia capsulo ligamentar da articulação acromioclavicular com pequeno derrame articular.
    Pequenos cistos subcorticais ou remanescente vascular no contorno posterossuperolateral da cabeça umeral, geralmente desprovido de significado clínico.
    Demais estruturas osteocartilaginosas sem particularidades
    Liquido articular em colume fisiologico.
    Alteração de sinal e borramento dos contornos do labio glenoidal em seu segmento anteroinferior, com fissura de limites imprecisos junto a sua base de implantação. Observa-se ainda, leve espessamento capsuloligamentar glenoumeral adjacente.
    Demais segmentos do labio glenoidal sem particularidades.
    Leve tendinopatia do supra e do infraespinhal com diminutas fissuras longitudinais intrasubstancial na transição destes dois tendões
    Demais tendoes componentes do manguito e tendão cabo longo do biceps braquial sem anormalidades apreciaveis.
    Ausencia de liquido na bursa subacromial.
    Ventres musculares troficos.

    Acredita ser caso de resolução simples? Com remédios e fisioterapia?

    Obrigado desde já!

  • nalice março 13, 2015 at 23:39 Reply

    Dr. Após anos de dores no ombro por recomendação médica fiz ressonância magnética e a conclusão para o ombro direito foi: tendinopatia do supraespinhal, com ruptura de espessura completa justainsercional, com extensão de 1,4cm. Não há lipossubstiruição do ventre muscular.
    Tendinopatia do infraespinhal.
    Pequena quantidade de líquido livre intra articular, que se comunica com moderada quantidade de líquido na bursa ssubacromial-subdeltoidea.
    O ortopedista me disse que é necessário fazer cirurgia. Fui ao especialista de ombro e ele me disse a mesma coisa. Mas eu estou com medo de fazer e não ter o resultado esperado. Tenho medo de ficar com os movimentos ainda mais limitados. Tenho 48 anos e sou professora. Com sua experiência gostaria de ouvir sua opinião.

  • Hélio dos Santos março 16, 2015 at 14:14 Reply

    Olá, gostaria de uma opinião do seguinte laudo da ressonância magnética do meu ombro esquerdo:
    Articulação acromioclavicular sem alterações expressivas;
    Pequena imagem ovalada de comportamento benigno na espinha da escapula;
    Relação glenoumeral mantida;
    Depressão cortical posterossuperior na cabeça umeral compativel com lesão de Hill-Sachs, com edema na medula óssea adjacente;
    Avulsão do complexo labroligamentar anteroinferior com aspecto irregular e sinal heterogêneo, deslocado medialmente. Há discreta retificação da margem anterior da glenoide, sem sinais de perda óssea significativa;
    Labrum superior com sinal discretamente heterogêneo;
    Pequeno derrame articular glenoumeral com sinal intermediário em T1, podendo representar hemartose;
    Tendões do manguito rotador íntegros;
    Tendão da porção longa do bíceps com discreto sinal elevado junto a ancora bicipital;
    Discreto edema nas fibras profundas do músculo subescapular por estiramento grau 1 com edema mais acentuado perifascial anterior e junto ao processo coracoide;
    Demais grupamentos musculares com espessura e características de sinal normais;
    Bursa subacromiodeitoideana sem alterações evidentes.

    Se puder dar uma opinião sobre isto, agradeço.

    • pelo laudo há uma lesão labial anterior, causada por deslocamento do ombro… dependendo de sua idade, atividade, o correto é tratar isso por meio de cirurgia…

  • Tomas março 16, 2015 at 14:31 Reply

    Bom dia Dr, tenho uma dúvida sobre quanto tempo posso esperar para fazer a cirurgia, tive ruptura em toda a extensão do supra-espinhal, pois tive uma queda em 19 de janeiro com fratura distal do úmero e só agora depois de retirar o gesso foi descoberto pela RM a ruptura, então minha dúvida, preciso fazer a cirurgia urgente ou se esperar um tempo não muda nada ou pode degenerar.
    obrigado

  • Wagner Mendes março 19, 2015 at 09:41 Reply

    Bom Dia Dr. Joel,
    Gostaria de orientação do sr., pois a mais de tres meses tenho uma dor aguda no ombro esquerdo, impossibilitando de fazer alguns movimentos e muito incomodo na hora de dormer,fui ao especialista e o mesmo solicitou uma ressonância magnética e abixo passo o relatório do exame.
    Exame Realizado com técnicas spin-eco(SE), turbo spi-eco(TSE), em aquisições multiplanares e sequências ponderadas em T1, DP e T2.
    Relatório:
    - Acrômio tipo II de Bigliani.
    - Edema das margens ósseas periarticulares da articulação acrômio-clavicular,bem como espessamento capsular, compatíveis com alterações por sobrecarga mecânica.
    - Articulação gleno-umeral sem alterações significativas.
    - Lábios glenóides íntegros com a técnica utilizada
    - Tendões dos musculos supraespinhal, infraespinhal e subscapular apresentam espessura, contornos, morfologia e sinal de Ressonância Magnética preservados.
    - Tendão da cabeça longfa do músculo biceps braquial de espessura, sinal e tajeto no sulco inter-tubercular normais.
    - Bursa subacromial-deltoídea sem particularidades.
    - Ausência de derrames articulares significativos.
    - Estruturas musculares e planos gordurosos íntegros.
    Gostaria da gentileza do Sr. em resumir e orientar-me,referente ao resultado deste exame, pois o especialista me informou que poderia ser caso cirúrgico antes mesmo do resultado do exame, pois só tenho retorno marcado para a segunda quinzena de abril e gostaria da opinião do Sr..
    Muito obrigado pela sua atenção.
    Abs.
    Wagner

  • josé marinho neto março 19, 2015 at 20:43 Reply

    Dr. Boa Noite,
    Tive um acidente em 11/2011 MEU OMBRO SAIU DO LUGAR, e foi diagnosticado na RM O SEGUINTE:
    OBSERVA-SE ACHATAMENTO E IRREGULARIDADES DE CORTICAL OSSEO DA PORÇÃO PÓSTERO-LATERAL DA CABEÇA UMERAL, ASSOCIADO A EDEMA NA MEDULAR ÓSSEA E NAS PARTES MOLES NESTA TOPOGRAFIA, SUGERINDO FRATURA POR IMPACTAÇÃO TIPO HILL-SACHS.
    IRREGULARIDADE DO LABRO GLENOIDE ANTERO- INFERIOR E DO PERIOSTEO ADJASCENTE , DEVENDO CORRESPONDER A LESÃODISCRETAS ALTERAÇÕES DEGENERATIVAS NIVEL DA ARTICULAÇÃO ACROMIO-CLAVICULARDIMINUTAS.SINAL ISOINTENSO DE PERMEIO AS FIBRAS DO TENDÃO SUPRAESPINHOSO E MENOS EVIDENTE DO SUBESCAPULAR, DIMINUTAS ROTURAS PARCIAIS NA INSERÇÃO DESTE TENDÕES.
    O TRATAMENTO FOI CLINICO E HJE NÃO SINTO DIFICULDADE EM FAZER NENHUM MOVIMENTO. OCORRE QUE AO FAZER UM EXAME (ASO) ATRAVES DE ULTRASOM PARA MUDANÇA DE FUNÇÃO (FUNÇÃO CAIXA DE BANCO).
    CUJO LAUDO TRANSCREVO: TENDÕES SUPRAESPINHAL, INFRAESPINHAL E SUBESCAPULAR COM ESPESSURAS E ECOGENICIDADE PRESERVADAS.
    BURSA SUBACROMIAL/SUBDELTOIDA SEM ESPESSAMENTOS
    ARTROPATIA DEGENERATIVA ACR^MIO-CLAVICULAR CARACTERIZADA POR IRREGULARIDADES DAS SUPERFICIES ARTICULARES E LEVE DISTENSÃO LIQUIDA CÁPSULO-LIGAMENTAR.
    NÃO HA SINAIS DE DERRAME ARTICULAR GLENO-UMERAL
    VENTRES MUSCULARES SUPRA E INFRA ESPINHAIS COM TROFISMO CONSERVADOS.
    NÃO FUI CONSIDERADO APTO PARA EXERCER A FUNÇÃO, O QUE O SENHOR ME RECOMENDA, POIS O MÉDICO FALOU QUE NÃO HA TRATAMENTO PARA O CASO.
    MUITO OBRIGADO E AGUARDO SUA RESPOSTA

    • o laudo do seu ultra som, appresemta-se exame nÃo mostra nada tão importante… contudo tem uma lesão de bankart, infelizmente sem te examinar não consigo definir se há ou não um problema… o colega para tomar uma decisão dessa deve-se basear no exame fisio e imagens…

  • Maria Bernardino março 22, 2015 at 14:31 Reply

    Boa tarde Dr. Joel;
    Desculpe incomodar mas tenho um problema doloroso no ombro esquerdo que já se arrasta à muito tempo. Fiz uma Ecografia do Ombro esquerdo que diz: “Está mantida a integridade da coifa dos rotadores não se visualizando sinais de rututa. Observamos ligeiro espessamento e alguma heterogeneidade estrutural difusa dos tendões supra e infra espinhosos aspectos compatíveis com processo de tendinose/tendinite a valorizar clinicamente. Presença de mínima quantidade de líquido na bursa subacromial subdeltoideia. Ausência de líquido na goteira bicipital. Articulação acrómio-clavicular com regular expressão ecográfica.” e o RX do Ombro esquerdo diz: “Calcificação com 9 mm adjacente ao troquiter umeral compatível peritendinite cálcica. Articulação gleno-umeral e acrómio-clavicular congruentes sem evidência de alterações osteoarticulares.” Tenho dores horríveis no ombro, que irradiam para a cervical e também para a parte inferior/traseira do ombro que por vezes junta um ardor forte. Tenho 50 anos de idade e faço algum esforço diário com o ombro/braço no trabalho porque cuido de idosos num lar. Gostaria de ter a sua opinião para o meu caso antes de ir ao meu médico, até porque ando farta de tomar analgésicos e anti-inflamatórios. Obrigado e desculpe

  • Cynthia março 24, 2015 at 06:45 Reply

    Bom dia, Dr. O senhor poderia me tirar algumas Dúvidas?
    Estou em tratamento com fisioterapia e medicação a 4 meses, o laudo do meu médico baseado em exame clínico e ressonância magnética é tendinopatia, burstiopatia e instabilidade. Sempre que elevo o braço além da dor que eu sinto como se meu braço saísse e voltasse no lugar e foi me explicado q isso é uma subluxacao. Porém mesmo depois de 4 meses de tratamento a subluxacao continua e faz até um barulho quando isso ocorre, recentemente tenho uma dor q parece que está rasgando meu ombro… Então o senhor poderia me dizer quanto tempo de tratamento para uma melhora significativa? Mesmo sem ruptura ou uma lesão maior a cirurgia seria uma indicação? A subluxacao recorrente pode ocasionar algum tipo de lesão? Tenho 24 anos e não aguento mais sentir a dor em cada movimento, ainda hoje irei a realizar uma artro ressonância. Obrigada pela atenção e ficaria muito grata se pudesse tirar minhas dúvidas. Tenha um ótimo dia!!!

    • acho que a artro rm pode trazer alguma informação importante… não havendo lesão labial, o tratamento deve ser baseado na tentativa de evitar essas subluxações, pois isso causa a lesão labial assim como perda ossea…

  • Daniel Cappellaro março 25, 2015 at 00:17 Reply

    Boa noite.
    Dr. Joel, fiz uma ultrassom do obro acusando rompimento parcial no tendão do supraespinhoso (50%) e bursite crônica. Com sua experiência avaliaria o meu caso como cirúrgico, ou tratamentos com medicamentos e fisioterapia poderia resolver?
    Teria algum medicamento mais avançado que poderia ajudar na regeneração das fibras?
    Como por exemplo o hgh?
    Obrigado desde já.

    • infelizmente ainda não existe nada que regenere suas fibras rompidas, contudo se o tamanho de sua lesÃo for menor ou igual a 50% vale a pena tentar tatrar sem cirurgia…sugiro uma ressonancia para mensurar de maneira mais adequada essa lesão, ok?

  • Giuliano H. março 25, 2015 at 15:41 Reply

    Olá Dr.

    fiz ressonancia no ombro:
    *impacto superior no ombro que tem acromio tipo III
    * impacto anterior no ombro que tem processo caracóide inclinado póstero-inferiormente
    *tendinose insercionais nos tendões subescapular e supraespinhal

    O médico que consultei acredita que eu possa melhorar com fisioteparia, porém ja estou na 8ª sessão e sinto muita dor ao elevar o braço, aguento uns 30 segundos o braço elevado até começar a doer. Quero fugir de cirurgia pois tenho medo de não ficar 100% e eu ser impedido de fazer exercícios.

    A dor que mais sinto vem logo atras do ombro.

    Qual seria a indicação pra melhorar esse tratamento? Tenho feito fortalecimento e analgesia na fisio (choques) e tenho feito gelo em casa, porém sem resultados.

    Muitíssimo obrigado!

    • na minha opinião, o tratamento fisioterapico seria o ideal, contudo precisa de uma boa fisioterapia para se ter resultado… mas entenda que nem te examinei e nem vi seus exames ok?
      abs

  • Kátia Cristina Henrique Galindo de Melo março 26, 2015 at 09:38 Reply

    Fiz uma Artrorressonância Magnética do Ombro Direito e o laudo foi o seguinte:
    Comentários:
    Discreto derrame intra-articular gleno-umeral.
    Espessamento com alteração intrassubstancial do sinal dos tendões subescapular e principalmente supraespinhoso, denotando processo degenerativo/tendinopatia, sem ruptura. Tendões infraespinhoso, redondo menor e do cabo longo do bíceps com espessura e intensidade de sinal normais.
    Discreta bursite subacromial/subdeltoidea.
    Não há alterações significativas na articulação acrômio-clavicular.
    Acrômio com inclinação neutra, tendo morfologia do tipo I de Biaglini.
    Cavidade articular glenoumeral com boa amplitude e cápsula íntegra.
    Lábio da glenoide e complexo bíceps-labial sem alterações, assim como os ligamentos gleno-umerais.
    Cartilagens gleno-umerais preservadas.
    Não há fraturas ou edema ósseo medular.
    Impressão:
    1) Discreto derrame intra-articular gleno-umeral.
    2) Processo degenerativo com tendinopatia moderada do subescapular e acentuada do supraespinhal, sem ruptura.
    3) Discreta bursite subacromial/subdeltoidea.
    4) Estruturas cápsulo-ligamentar íntegras.

    Gostaria de saber se esses problemas tem cura e qual o melhor tratamento. Sou professora e no momento estou fora da sala de aula, por causa desses problemas, será que vou poder voltar as minhas atividades doscentes normais?
    Aguardo resposta, Kátia Cristina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *