Telefone: 011 3257-0763

Bursite Olecraniana - Bursite do cotovelo | Tudo Sobre Ombro

Bursite Olecraniana – Bursite do cotovelo

Bursite Olecraniana – Bursite do cotovelo

Texto de Dr. Joel Murachovsky Contatos: 11-32570763 ou 11-37391334

BURSITE OLECRANIANA Causas, Sintomas e TratamentoA bursa é uma “bolsa” presente em certas proeminências ósseas de nosso corpo, com a finalidade de proteger os músculos do atrito cotidiano com essas proeminências. A bursa olecraniana em questão, está localizada superficialmente no cotovelo. Sua inflamação pode ocorrer por diversos motivos, tais como: trauma, infecção e processos reumáticos.
Às vezes é difícil diferenciar uma bursite de origem infecciosa de uma não infecciosa, embora na maioria das vezes, os sinais e sintomas indiretos de infecção desta bursa sejam bem característicos. Aproximadamente 20% das bursites olecranianas agudas são infecciosas. Provém de um pequeno ferimento próximo à região ou as vezes vem pela circulação sanguinea. Na dúvida, deve-se aspirar o líquido presente na bursa para se confirmar ou não uma infecção.
Geralmente a bursite não é causa dor no cotovelo, exceto em casos de infecção bacteriana ou inflamação onde ocorrem depósitos anormais de cristais dentro da bursa ou articulação próxima, quando haverá dor no cotovelo, mais precisamente na sua região posterior.
As doenças inflamatórias que mais causam a bursite olecraniana são:  artrite reumatóide e gota.
Ao se fazer o exame radiográfico do cotovelo, um esporão ósseo pode ser encontrado na ponta do olécrano (parte proximal da ulna) em até um terço dos casos. Esse esporão está relacionado a uma tendinopatia do tríceps do braço que muitas vezes é assintomática.

Bursa inflamada na porção posterior do cotovelo

Na bursite aguda de causa inflamatória, a doença de base deve ser tratada. Se não estiver causando dor no cotovelo, apenas medidas locais para evitar novos traumas devem ser tomadas (uso de protetor). Mas se dolorosa e atrapalha a atividade diária ou trabalho, a aspiração do seu conteúdo líquido, seguido ou não de uso de corticoide é indicada. O uso de corticoide tem demonstrado uma diminuição na chance de recidiva do processo inflamatório. Nos casos de recidiva e permanecendo uma dor no cotovelo, nova aspiração pode ser indicada e deve-se descartar a associação com infecção. Nestes casos o uso de corticóide está contraindicado.
Nos casos crônicos e/ou dolorosos, um dreno pode ser deixado para permeabilizar a saída do líquido bursal, por um curto período de dias .
O tratamento cirúrgico está indicado nos pacientes onde não há melhora do quadro com as medidas anteriores descritas e, quando a bursite interfere na vida diária e/ou trabalho. Nestes casos deve-se ressecar toda a bursa e imobilizar o cotovelo em flexão de 90 graus, ou mais, por duas semanas.

Top
Joel Murachovsky

Dr. Joel Murachovsky é Ortopedista, especialista em cirurgia de Ombro e Cotovelo, com formação realizada no departamento de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de São Paulo.
Contatos: 11 – 32570763 ou 11 – 37438251

3 Comments on “Bursite Olecraniana – Bursite do cotovelo

Comments are closed.