Telefone: 011 3257-0763

Estruturas ósseas do Ombro | Tudo Sobre Ombro

Estruturas ósseas do Ombro

Estruturas ósseas do Ombro

Texto de Dr. Joel Murachovsky      Contatos: 11- 32570763   ou    11 – 37438251

ESTRUTURAS ÓSSEAS DO OMBRO

O desenvolvimento do ombro no ser humano inicia-se a partir da quarta semana de gestação como desenvolvimento dos tubérculos apendiculares e com oito semanas de gestação  o ombro já tem o formato de um ombro adulto.

A Clavícula é o primeiro osso de nosso corpo a se ossificar  (5a semana de gestação). É o osso da parte da frente do ombro, sendo fácil de  palpar e, devido a sua localização superficial, um trauma nessa região pode quebrá-lo. Esse osso protege vasos sanguíneos e o plexo Braquial e diversos músculos têm relação anatômica com a Clavícula, sendo o deltóide o mais importante. A Clavícula de liga ao Esterno por meio da articulação Esterno-Clavicular e com a Escápula por meio da Articulação Acrômio-Clavicular.

Relação entre úmero, Escápula e Clavícula

A Escápula é o osso laminar que pode ser palpado na parte posterior do ombro.  Esse osso é fino, mas em algumas partes ele passa a ser mais grosso. (ângulos superior e inferior da Escápula e sua parede lateral). Também nas suas proeminências ósseas ele passa a ser mais grosso e são elas: o Processo Coracóide , a Espinha da Escápula, sua continuação; o Acrômio e a Glenóide.

A maior parte desse osso faz seu crescimento semelhante a Clavícula, ou seja, por meio da ossificação intra – membranosa e, no nascimento, o corpo da Escápula, assim como a Espinha já estão ossificados.

A Escápula é importante pois muitos músculos se originam ou se inserem nesse osso. Podemos citar os músculos do manguito rotador, o trapézio, o deltóide, entre outros.

A Escápula se articula com Úmero, por meio de uma articulação chamada de Gleno-umeral, em que a cabeça do Úmero se articula com a Glenóide e com a Clavícula por meio do Acrômio, onde temos a articulação Acrômio-Clavicular.

O Úmero na sua porção mais superior é chamado de terço proximal do Úmero e, podemos dividir essa região em quatro estruturas ósseas diferentes: Cabeça do úmero, Tubérculo Maior , Tubérculo Menor e Diáfise.

A Cabeça do úmero tem sua superfície articular voltada para a Glenóide e formam juntos a articulação Gleno-umeral. Os tubérculos maior e menor são proeminências ósseas e o tubérculo Maior se encontra na porção mais superior e ântero-lateral do úmero. No Tubérculo Maior  se inserem os músculos Supra-espinal, Infra-espinal e Redondo Menor. Já o Tubérculo menor se localiza mais anteriormente e o músculo Subescapular aí se insere. Entre os dois Tubérculos existe um espaço por onde passa o tendão da Cabeça longa  do Bíceps, o sulco intertubercular.

O Úmero é um osso longo e para crescer esse osso, assim como todos ossos longos, apresenta um centro de ossificação. Na verdade no terço proximal do Úmero encontramos três centros: um para a Cabeca do úmero, outro para o Tubérculo Maior e um para o Tubérculo Menor. Esses centros de ossificação secundários aparecem no Raio –X em diferentes fases. O da Cabeça do úmero aparece aproximadamente entre 4 a 6 meses de vida. Já o do Tubérculo maior aparece no terceiro ano de vida e o do Tubérculo menor no quinto ano de vida

Joel Murachovsky

Dr. Joel Murachovsky é Ortopedista, especialista em cirurgia de Ombro e Cotovelo, com formação realizada no departamento de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de São Paulo. Contatos: 11 - 32570763 ou 11 - 37438251

4 Comments on “Estruturas ósseas do Ombro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *